FlatOut!
Image default
Zero a 300

Subaru BRZ terá segunda geração, maior fã-clube de Senna vai fechar, produção de carros pode ser a menor em 16 anos e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Produção de veículos pode ser 10% menor que em 2013

Fiat-Goiania

A Anfavea, associação das fabricantes de veículos, divulgou uma previsão de queda de 10% na produção em 2014. Caso seja confirmada, essa será a maior queda na produção de veículos desde 1998, quando o país passou por uma crise econômica interna.

A expectativa de vendas, que previa aumento de 1,1% no volume, também foi revista e a expectativa agora é de uma queda de 5,4%, o que resultaria no segundo ano consecutivo de queda depois de nove anos de crescimento. A redução da produção de veículos é reflexo do recuo das vendas no mercado interno e das exportações, que tinham a Argentina como principal destino.

Diante da baixa demanda, as fabricantes estão readequando sua produção por meio de suspensão de contratos de trabalho, programas de demissão voluntária, jornadas de trabalho reduzidas e antecipação de férias. Tudo isso reflete também nos empregos: o setor automotivo teve 3,5% menos vagas ocupadas em maio em relação ao mesmo mês de 2013.

 

Subaru confirma segunda geração do BRZ

FlatOut 2014-07-08 às 10.28.04

Se você ficou preocupado com o possível fim dos gêmeos Toyobaru, pode relaxar. A Subaru confirmou que o carro terá uma segunda geração, apesar da parceria da Toyota com a BMW.

O presidente da Fuji Heavy Industries, Yasuyuki Yoshinaga, disse ao site Automotive News que a Subaru irá manter a parceria com a Toyota para desenvolver o substituto do BRZ, e afirmou que o modelo “não terá apenas uma geração”. A “polêmica” começou no início deste mês, quando o engenheiro-chefe do Toyota GT 86 declarou que o acordo entre as marcas para o sucessor do 86/BRZ ainda não havia sido confirmado.

 

Maior fã-clube de Ayrton Senna fecha as portas

tas-ayrton-senna-sala

O principal fã-clube de Ayrton Senna irá fechar as portas e encerrar as atividades depois de 26 anos. A Torcida Ayrton Senna terá que desocupar em até um mês o imóvel cedido pela família do piloto em Santana, bairro da zona norte de SP, onde funciona a sede do grupo. Sem condições de alugar uma nova sede, a Torcida irá vender seu acervo, composto por objetos pessoais do piloto como seus capacetes, roupas, óculos, fotos e 200 quadros.

Segundo a declaração do presidente da Torcida, Adilson Carvalho de Almeida, à Folha de S. Paulo, a decisão foi comunicada por Viviane Senna, irmã de Ayrton e presidente do instituto criado por ela para homenagear o irmão. Almeida ainda agradeceu aos pais do piloto, que segundo ele, sempre ajudaram o fã-clube. Segundo a Folha, a família não quis comentar o caso.

 

Mercedes AMG pode usar turbos elétricos no futuro

2013-mercedes-benz-a45-amg_100419047_m

A AMG está considerando a possibilidade de adotar turbocompressores com assistência elétrica em um futuro próximo. Segundo o chefe de powertrains da AMG, Jochen Martin Schmid, várias empresas estão adotando esta tecnologia e por isso a AMG vai acompanhá-la para verificar seus benefícios.

O conceito de turbo elétrico não é novo, mas somente agora, com a evolução dos sistemas híbridos de recuperação de energia e o desenvolvimento de materiais leves ele se tornou viável. O princípio de funcionamento é que o compressor da turbina seja operado não apenas pelos gases de escape, mas também por um motor elétrico, que mantém a rotação da turbina, da mesma forma que já acontece nos carros de F1 desta temporada — que por acaso é dominada pela Mercedes AMG.

 

Brasileiro é preso por roubo de carros no Japão

350

Um brasileiro de 27 anos foi preso no Japão por roubar mais de 10 carros na região de Tokai nesta terça-feira (8). Segundo a rede de TV CBC, Marcelo Mitsuo Honda é acusado de roubar um Subaru Impreza em março deste ano.

A polícia local informou que o brasileiro, que está desempregado e não tem endereço fixo, admitiu ter roubado mais de 10 carros em parceria com outros dois estrangeiros, e que Honda já havia sido indiciado por uso de drogas. Um libanês também foi preso por ceder o local onde o brasileiro guardava os carros roubados, que também servia como desmanche. O proprietário do local disse não saber que os veículos eram roubados, porque o brasileiro disse tê-los adquirido em leilões. (Dica do leitor Kenji Ashimi)

 

Matérias relacionadas

Tesla Model 3: as primeiras impressões do carro que pode virar o jogo para os elétricos

Dalmo Hernandes

O que podemos aprender com Irv Gordon, o homem que rodou mais de 5 milhões de km com seu Volvo

Dalmo Hernandes

Baterias estruturais podem ser a solução para reduzir o peso dos carros elétricos – mas será viável?

Dalmo Hernandes