A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Suspenso o aumento de impostos sobre os combustíveis, Ford confirma versão única do Mustang no Brasil, CNH digital será lançada em fevereiro de 2018 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Liminar suspende aumento de impostos sobre os combustíveis

1084478-img_8569_21.07.17

O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal da Brasília, determinou nesta última terça-feira (25) a suspensão imediata do decreto publicado pelo governo federal que elevou a alíquota da PIS/Cofins sobre os combustíveis, além do retorno dos preços dos combustíveis.

Segundo a liminar do juiz, a decisão do governo de elevar a tributação sobre os combustíveis por meio de decreto presidencial é inconstitucional. Além disso, Borelli aponta que “o instrumento legislativo adequado à criação e à majoração do tributo é, sem exceção, a Lei, não se prestando a tais objetivos outras espécies legislativas”, e que a medida do governo prejudica o consumidor e não respeita o princípio de que nenhum tributo será cobrado antes de 90 dias contados a partir da publicação da lei que o instituiu.

A liminar é válida para todo o país, com efeito imediato, e foi concedida após um pedido feito por ação popular movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs. Apesar de determinar a suspensão imediata, decisão judicial só será válida quando o governo for notificado.

A Advocacia-Geral da União (AGU), por sua vez, informou que recorrerá da decisão, argumentando que a lei permite que o presidente altere por decreto o imposto, dentro de uma margem legal.

 

 

Ford reafirma lançamento do Mustang no Brasil – e também Ka automático e novidades para o Fiesta

ford_mustang_126

Durante o lançamento do novo EcoSport, realizado no início desta semana, a Ford anunciou seus planos futuros para o Brasil. Entre eles, a marca reafirmou o lançamento do Mustang no país e antecipou que o Ka ganhará câmbio automático, enquanto o Fiesta terá algumas novidades.

Começando pelo modelo que mais nos interessa, o Mustang será o último lançamento da marca em 2017 e as primeiras unidades serão entregues no início de 2018. A Ford já definiu que o modelo será vendido no Brasil em versão única, a GT com o motor V8 5.0 e o câmbio automático de dez marchas — configuração semelhante à do Chevrolet Camaro, que também deverá pautar o preço que a Ford cobrará pelo Mustang. Atualmente o muscle engravatado custa R$ 297.000, então o Stang não deverá ficar muito longe disso.

ford-ka-trail-2017

Quanto ao Ka, a Ford disse que já está preparando uma versão com câmbio automático para o modelo, que atualmente é o único de seu segmento que não oferece a comodidade. A Ford não entrou em detalhes sobre a caixa, mas ela certamente será a mesma automática de seis marchas do EcoSport, uma vez que o câmbio Powershift de embreagem dupla foi um pouco “traumático” no relacionamento da Ford com seus clientes. Ainda não há data para o lançamento do Ka automático, mas ele deverá chegar somente em 2018.

Por último, mas não menos importante, o Fiesta também receberá atualizações no visual, mas não chegará à nova geração — que aparentemente será restrita à Europa, uma vez que nem os EUA a receberão. Além do facelift, o Fiesta também será reposicionado, com preços mais baixos para manter-se competitivo diante do Fiat Argo, e também receberá o câmbio automático de seis marchas no lugar do Powershift. O interior ganhará o mesmo painel do EcoSport, com a tela do sistema multimídia no topo, e o motor 1.6 dará lugar ao motor 1.5 Dragon, de três cilindros e 137 cv. Ele será lançado neste segundo semestre, antes do Mustang.

 

McLaren já está desenvolvendo sucessor do P1

mclaren_p1_47

Para quem acompanha o Zero  a 300 diariamente não é novidade que a McLaren está desenvolvendo o sucessor do F1. Ele terá três lugares como o ícone dos anos 1990, e será voltado ao uso em estrada, exatamente como o F1 na concepção de seu criador Gordon Murray. A novidade agora, é que além deste sucessor do F1, a McLaren também já está desenvolvendo o sucessor do P1.

A apuração é dos britânicos da Autocar. Segundo a revista, o sucessor do F1 é o projeto B23, enquanto o sucessor do P1 está sendo conduzido sob o código P15, e usará o mesmo chassi monocoque de fibra de carbono (Monocage II) que estreou no 720S. O motor também será o mesmo 4.0 V8 biturbo do 720S, porém com 800 cv em vez de 720 cv. Ainda segundo a Autocar, o P15 deverá pesar menos de 1.300 kg, resultando na relação peso/potência de 1,62 kg/cv, que o permitirá superar os tempos de aceleração do McLaren P1.

Serão feitos apenas 500 exemplares, e cada um custará 700.000 libras (R$ 2,9 milhões, aprox.). A Autocar diz que a McLaren irá apresentar o carro ainda neste ano aos clientes, mas o público só o conhecerá em março, durante o Salão de Genebra.

 

Contran aprova Carteira de Habilitação digital

CNH QR CODE 2-RVuZkgXTgIMyAMJw88s528I-1200x800@GP-Web.jpg

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), aprovou nesta terça-feira (25) o projeto que determina a criação da versão digital da Carteira Nacional de Habilitação. Ela poderá ser utilizada por meio de um aplicativo para smartphones que acessará o arquivo da CNH, e terá a mesma validade que o documento impresso.

Com isso, o motorista que não estiver portando a CNH impressa, poderá apresentar a versão digital em situações de fiscalização de trânsito para comprovar que está habilitado a dirigir e, assim, evitar a infração por não portar o documento. O aplicativo ainda está na fase de testes e tem seu lançamento previsto para fevereiro de 2018.

Para utilizá-lo, o condutor interessado terá que fazer um cadastro no site do Denatran ou dirigir-se a uma das unidades de atendimento do Detran. Depois, receberá um link de ativação no email cadastrado, que permitirá acessar a versão eletrônica da CNH. Apesar de fornecer o sistema, as CNH continuarão a ser emitidas de forma impressa.

Conhecendo o sistema de fiscalização e nossa infra-estrutura de telecomunicações, talvez seja uma boa ideia manter sempre o documento impresso no bolso. Só por precaução.

 

Matérias relacionadas

Lamborghini Huracán ganha tração traseira, Porsche culpa Paul Walker e Rodas por acidente fatal, o novo Honda Civic Coupé e mais!

Leonardo Contesini

Novo programa de Jeremy Clarkson não se chamará Gear Knobs, Alfa Giulia de quatro-cilindros é flagrado em vídeo, McLaren lança homenagem à Can-Am e mais!

Leonardo Contesini

Fim da Controlar, descontos sem airbags, cadeirinhas mais seguras, a história de Gran Turismo…

Leonardo Contesini