A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

Te cuida, Hellcat: Hennessey vai fazer um Ford Mustang 2015 de 727 cv

Falamos demais do Dodge Challenger Hellcat. Todo mundo falou, na verdade — e você deve entender: ele é simplesmente o muscle car de fábrica mais potente do mundo, dono do motor Mopar mais potente do mundo com 717 cv e 89,8 mkgf de torque. Mas se por alguma razão você não quer um V8 Hemi de 6,2 litros supercharged debaixo do capô de seu muscle americano, a Hennessey tem uma solução para você.

Há alguns dias mostramos os planos da Saleen e da Roush para o novo Ford Mustang, ambos envolvendo modificações estéticas e, no caso da Saleen, a adoção de um compressor mecânico para elevar a potência a 648 cv. A Hennessey agora resolveu se juntar ao coro — mas, como tudo que envolve a preparadora do texano John Hennessey, eles miraram direto no novo rei.

Como? Oferecendo o pacote HPE700, que dá um compressor mecânico ao recém-lançado Mustang GT — que ainda nem começou a ser entregue mas já poderá receber as típicas melhorias da Hennessey. Que, neste caso, envolvem a mesma receita usada no Hellcat pela Dodge: um compressor mecânico do tipo roots que, aqui, entrega 0,5 bar de pressão para que a potência do V8 “Coyote” 5.0 do Mustang passe de 441 para 727 cv a 6.600 rpm. O torque também aumenta, logicamente: de 55,3 mkgf para 87,3 mkgf.

mustang-hen (1)

Com isto, a Hennessey promete um 0-100 km/h em 3,6 segundos e a capacidade de virar o quarto-de-milha (402 metros) em 11,2 segundos a 210,8 km/h. Ok, ainda não é um carro de 10 segundos como o Hellcat, mas se você achar isto isto é “lento”, pode se internar.

Mas é ingenuidade achar que apenas a instalação de um compressor mecânico seria o bastante para aumentar um aumento de quase 300 cv — além disso, o motor recebeu novas válvulas injetoras e bombas de combustível, além de ter suas juntas trocadas e o módulo de controle reprogramado. E você pode até perder a garantia de fábrica, mas a Hennessey inclui no pacote garantia de três anos ou 36 mil milhas (58 mil km).

A Hennessey ainda cita um bodykit completo, com novo desenho, feito de fibra de carbono — splitter frontal, saias laterais e difusor e spoiler traseiros. O carro também ganha novas rodas de 20 polegadas excusivas e pneus Michelin Super Sport 2. Não há informações sobre melhorias na suspensão e nos freios, mas a Hennessey só deixa estes componentes intocados caso os originais sejam superdimensionados (como é o caso do Camaro Z/28). Como o carro base é o Mustang GT, em breve elas deverão ser anunciadas.

mustang-hen (2)

E quanto custa tudo isto? Porque o Hellcat é uma verdadeira barganha, partindo de US$ 59 mil (R$ 146 mil, em conversão direta) — será que a Hennessey conseguiu um preço competitivo? Pois sim: o Mustang HPE700 parte de US$ 59,7 mil (R$ 147,7 mil). Melhor do que isto, talvez só quando o Shelby GT500 2015 for revelado.

 

Matérias relacionadas

V12 aspirado, aerodinâmica de Fórmula 1 e 1 kg/cv: este é o novo hipercarro Aston Martin Red Bull

Dalmo Hernandes

Maserati Levante é o lançamento da Maserati em sua volta ao Salão do Automóvel

Dalmo Hernandes

Subaru WRX STI S207: uma edição especial com 330 cv e 400 unidades… só para o Japão

Dalmo Hernandes