A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Thunder’s Truck: uma Ford F-150 SVT Lightning com a carroceria da F-100 de 1969 é a picape vintage perfeita

Há alguns dias, contamos aqui no FlatOut a história da Ford F-150, uma das picapes mais icônicas bem sucedidas de todos os tempos. Falamos de sua origem no pós-guera, de sua evolução e de suas versões mais fodásticas – entre elas, a F-150 SVT Lightning e seu V8 supercharged de pelo menos 367 cv.

Parece coincidência, mas um dos projetos mais incríveis que vimos nos últimos tempos envolve justamente duas gerações da F-Series: a própria F-150 SVT Lightning e a F-100 de quinta geração – que, por aqui, conhecemos como F-1000.

1969_F100_MP_12-16-15_0180

E não estamos falando apenas de uma F-100 com motor da F-150 SVT Lightning. É melhor do que isto: da F-100, restaram apenas a carroceria e o interior, enquanto todo o resto, todo o resto mesmo, é da Lightning. Olhando por fora, nem parece, não é? E é justamente aí que está a graça.

1969_F100_MP_12-16-15_0083

O projeto foi feito por uma oficina americana chamada V8 Speed & Resto Shop, que fica em Red Bud, Illinois. A picape foi encomenda de um cliente, que a princípio queria um transplante de motor e câmbio. Ele até forneceu as duas picapes: uma F-100 1969, que já era sua havia anos, e uma F-150 SVT Lightning 2002 comprada em um leilão – a companhia de seguros havia declarado perda total, ainda que a caminhonete só tenha sofrido danos estéticos depois de uma colisão de frente.

1969_F100_MP_10.12.14_002

A F-100 também estavabem conservada, diga-se: estrutura íntegra, carroceria bem alinhada e 54.000 milhas (cerca de 86.000 km) no hodômetro. O conjunto mecânico também não era dos piores: um V8 de 390 pol³ (6,4 litros) acoplado a um câmbio manual de três marchas com alavanca na coluna. Devia ser até gostosa de dirigir, e certamente haverá quem diga que ele jamais deveria tê-la modificado. E dá para entender o porquê.

Só que a gente não está aqui para discutir a motivação do cara, e sim para mostrar o projeto. Que, claro, ficou animal.

1969_F100_MP_12-21-15_0083

O caso é que, depois de avaliar as possibilidades e calcular quanto trabalho e dinheiro seriam investidos em um engine swap, os caras da V8 Speed & Resto Shop chegaram à conclusão de que seria mais fácil executar um body swap – e a F-100 não teria apenas o desempenho da F-150 SVT Lightning, herdando também sua capacidade de fazer curvas, conforto ao rodar e durabilidade.

Tudo começou com o desmanche das duas picapes, a fim de que se pudesse avaliar o estado geral de ambas e ter uma noção de quais seriam as adaptações necessárias – tanto na carroceria da F-100 quanto no chassi da Lightning. A boa notícia: o encaixe entre as duas partes não foi perfeito, mas foi bem mais próximo do que se imaginava. Não seria uma questão de plug and play, claro, mas já facilitava as coisas.

1969-Ford-F-100-with-a-2002-Ford-Lightning-chassis-and-powertrain-07

A principal dificuldade teve a ver com as dimensões do chassi da F-150: além de ser mais largo na região da cabine (o que exigiu alguns cortes na lata) e mais alto na área da caçamba, ele também tem entre-eixos cerca de 13 cm mais longo. Para resolver este problema, em vez de encurtar o chassi, eles decidiram deslocar todo o eixo traseiro para a frente. Quanto à altura da cabine, a solução foi fazer cortes nos suportes inferiores, onde se encaixaria o crossmember traseiro do chassi. Então, foi uma questão de fazer ajustes finos nas medidas e pequenas modificações na carroceria para acomodar melhor as torres de suspensão e o sistema de arrefecimento feito sob medida, com um enorme radiador e duas ventoinhas.

Outro aspecto positivo do body swap foi a possibilidade de manter quase a parte elétrica da F-150 SVT Lightning, mantendo o painel e os mostradores originais. A instalação dos componentes eletrônicos é sempre complicada, mas com tudo já embutido o trabalho consumiu menos tempo e exigiu menos modificações. No fim, deu tudo certo: todos os sistemas eletrônicos, como os freios ABS, funcionam perfeitamente – e até mesmo o ar-condicionado, que exigiu apenas a instalação de um novo compressor.

1969_F100_MP_10-12-15_0086

Alguns componentes foram feitos sob medida, como o suporte do radiador e todo o sistema de escape. As rodas escolhidas não são as originais da F-150 SVT Lightning, mas um jogo de rodas vintage (que lembra muito as clássicas Torq Thurst) na mesma medida – ou seja, 18×9,5 polegadas.

Uma vez realizado o transplante, a picape recebeu um belo tratamento estético – nada de modificações, apenas uma recuperação de seu aspecto original. Com exceção das rodas e pneus, simplesmente não há quaisquer outras diferenças em relação a uma F-100 original. E isto inclui também o interior, que manteve todos os comandos originais e só recebeu um volante com aro de madeira.

1969-Ford-F-100-with-a-2002-Ford-Lightning-chassis-and-powertrain-28

O projeto foi até rápido, levando menos de três meses do início à conclusão, e foi todo documentado em uma série de seis vídeos que você pode conferir abaixo.

A picape foi batizada como Thunder’s Truck (“picape do trovão”, em uma tradução livre), fazendo um trocadilho com o nome da F-150 SVT Lightning (lightning significa “relâmpago” em inglês).

Pensando bem, o clássico do AC/DC seria uma bela trilha sonora para pegar a estrada com esta belezinha. Você não acha?

 

Matérias relacionadas

Red Barchetta: como um conto gearhead inspirou um dos maiores sucessos do Rush

Dalmo Hernandes

Toyota cria GT86 inspirado em Initial D e o coloca dentro do mangá

Dalmo Hernandes

Bristol Fighter: um Dodge Viper feito pelos ingleses – com um V10 turbo de 1.025 cv!

Dalmo Hernandes