A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Toyota cria GT86 inspirado em Initial D e o coloca dentro do mangá

gt-86-initial-d (3)

Digam o que disserem, a gente gosta MUITO do Toyota GT86 (e do seu irmão gêmeio, o Subaru BRZ) e ainda não perdeu as esperanças de que ele um dia seja vendido no Brasil. Também gostamos muito da série de anime e mangá Initial D, que conta a história de Takumi Fujiwara — um jovem que trabalha entregando tofu (uma espécie de queijo feito com soja) com seu Toyota AE86 durante o dia e, à noite usa o carro para participar de corridas de drift nas estradas montanhosas do Japão, as famosas touges.

A Toyota fez questão de deixar clara a inspiração no clássico AE86 ao batizar o GT86 — ambos são cupês compactos com motor naturalmente aspirado, tração traseira e câmbio manual. Sim, o clássico dos anos 1980 usava um quatro-cilindros de 1,6 litro com comando duplo no cabeçote e 130 cv, mas a adoção do boxer Subaru de dois litros e 208 cv torna as coisas ainda mais interessantes — quem não curte o ronco borbulhante de um flat-4 japonês?

gt-86-initial-d (1)

Sendo assim, fica fácil entender porque a divisão britânica da Toyota inspirou um conceito do GT86 que leva a inspiração no AE86 ainda mais longe: o carro recebeu a pintura em duas cores do AE86 de Takumi Fujiwara e, como se não bastasse, as fotos de divulgação o colocam em uma drift battle contra o próprio. Dá para ficar mais animal do que isto?

Além do esquema de pintura imitando o famoso AE86, o conceito recebeu outras modificações estéticas que, mesmo simples, mostram que a diferença está nos detalhes: os faróis auxiliares foram tingidos de amarelo; as lanternas traseiras são fumê, com uma faixa preta entre elas; e as rodas são as clássicas RS Watanabe.

gt-86-initial-d (4)

O carro ainda recebeu capô de fibra de carbono (material que também foi usado nos espelhos e alguns acabamentos da carroceria), suspensão preparada pela TRD e sistema de escape Fujitsubo. Vale lembrar que as modificações no carro do protagonista de Initial D foram inspiradas por um carro de verdade — o Toyota AE86 do Drift King Keiichi Tsuchiya, cujo motor recebeu cabeçote de 20 válvulas, comandos mais bravos e injeção eletrônica para entregar cerca de 180 cv. A arte imita a vida, que imita a arte — não é mais ou menos o que dizem?

Aliás, a artista responsável pelos desenhos é Sonia Leong, jovem britânica que é uma das revelações mais recentes do manga e trabalhou recentemente com a Toyota em outro projeto — um pequeno anime estrelando o hatch Toyota Aygo.

É legal ver que a Toyota reconhece a forte relação de Initial D com a cultura automotiva e a paixão dos fãs. O GT 86 “Initia D” é um conceito único, mas será exposto em diversos eventos automotivos pelo Reino Unido nos próximos meses. Agora, quem realmente quiser um carro como este poderá encontrar a maioria dos componentes, como as lanternas e rodas, no aftermarket.

De qualquer forma, estas images de divulgação estão entre as mais bacanas que já vimos. E todas elas são enormes — aproveite para escolher seu próximo wallpaper!

gt-86-initial-d (2) gt-86-initial-d (6) gt-86-initial-d (5)

Matérias relacionadas

Veja como este Citroën DS3 do WRC foi reparado em 30 minutos (!)

Dalmo Hernandes

Os pioneiros automotivos: qual foi o primeiro carro a…

Leonardo Contesini

Motor do AE86, 11.000 rpm e um piloto destemido: delicie-se com esse Toyota Starlet rasgando a montanha!

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados