Toyota na pole em Le Mans, Force India pensa em mudar de nome, Porsche estuda a F-E e mais!

Projeto Motor 16 junho, 2017 0
Toyota na pole em Le Mans, Force India pensa em mudar de nome, Porsche estuda a F-E e mais!

Seja bem-vindo a mais uma edição do Racing News, com a seleção das principais notícias do mundo do automobilismo pela equipe do Projeto Motor, mais a programação do fim de semana para você. Acelere conosco!

banner-pm2

 

Com direito a recorde, Toyota domina classificação em Le Mans

Com uma volta voadora de Kamui Kobayashi, a Toyota conquistou a pole position para as 24 de Le Mans do próximo sábado. A marca japonesa ainda colocou outro carro na segunda colocação, dominando a primeira fila da prova.

O piloto japonês estabeleceu um novo recorde para o atual circuito de Le Mans com o tempo de 3min14s791. Ele foi 2s096 mais rápido que a antiga marca, que era de um carro da Porsche em 2016. O melhor carro da marca alemã ficou na terceira colocação, a 2s468 do tempo de Kobayashi.

toyota le mans 2017 #7

Na classe LMP2, os protótipos Oreca dominaram a classificação. O melhor tempo ficou com o conjunto da equipe russa G-Drive, seguido pelo trio da Manor. Bruno Senna foi o melhor brasileiro, também com um Oreca-Gibson, da equipe Rebellion, em quarto. Nelsinho Piquet, no outro carro do time suíço, sai em quinto.

André Negrão, da Signatech, sai em oitavo, e Rubens Barrichello, que faz parte do trio da equipe Nederlands, que usa um Dallara-Gibson, ficou apenas em 17º na classe.

Na GTE Pro, a primeira posição ficou com a Aston Martin, que entre seus pilotos tem brasileiro Daniel Serra. Pipo Derani sai em nono e Tony Kanaan, em 12º, ambos pela Ford.

Outro piloto do país que se deu bem na classificação foi Fernando Rees. Ele sai na primeira posição da classe GTE Am com seu Corvette na equipe francesa Larbre.

A largada das 24 Horas de Le Mans acontece neste sábado, às 9h30 (de Brasília), com transmissão do Fox Sports.

 

Force India analisa possível mudança de nome

A Force India está considerando uma mudança de nome para deixar a equipe com um visual mais global e assim mais aberto a novos patrocinadores.

force india rosa

O time assumiu sua atual nomenclatura em 2008, quando Vijay Mallya comprou a equipe da Spyker. Na época, o foco foi de caracterizar a escuderia como uma organização indiana para atrair apoiadores locais, o que, na realidade, nunca aconteceu de verdade.

As poucas empresas indianas que estamparam seus nomes nos carros da Force India eram na verdade do próprio conglomerado de Mallya.

“Existe um sentimento que desde que melhoramos muito como equipe em termos de desempenho e temos atraído mais patrocinadores internacionais e menos indianos, temos esse debate sobre a mudança de nome para termos um sabor mais internacional”, admitiu o empresário.

“Estou considerando junto com os outros acionistas qual passo devemos dar, mas é uma decisão bem grande e não vamos toma-la rapidamente sem muito estudo e consideração”, concluiu.

A Force India é atual quarta colocada no Mundial de construtores, mesma posição em que ela terminou a última temporada.

 

Engenheiro da Renault elogia desempenho de Kubica em teste

Desde que Robert Kubica realizou uma sessão de teste com um carro de F1 da Renault de 2015 no circuito de Valência, na Espanha, muitos fãs começaram a se perguntar se o polonês tem alguma chance de retornar.

Kubica

Apesar da limitação física pela lesão do braço direito, decorrente de um acidente de rali em 2011, o diretor de operações da Renault, Alan Permane, afirmou que ficou surpreso com o desempenho do piloto.

“Eu não tinha dúvidas de que ele estaria no ritmo. O que não sabia, e acho que nem ele, era se ele conseguiria pilotar fisicamente. E mais do que isso, se ele conseguira pilotar por muito tempo”, explicou, segundo o site Motorsport. “Ele foi rápido. Ele fez trechos longos, curtos, classificação, simulação de corrida, e tudo foi muito bem”, continuou.

Questionado se ele acredita que Kubica reúne condições para um retorno à F1, Permane foi ponderado, apesar de manter os elogios.

“Do que eu vi das estatísticas e dados, o ritmo está lá, com certeza. Eu diria que naquela quinta-feira em Valência, ele fez um trabalho fantástico. Existem muitos outros circuitos e se ele enfrentará limitações físicas neles, só ele sabe no momento”, concluiu.

 

Renault avisa Palmer: “precisa entregar mais”

A paciência da Renault com Jolyon Palmer parece que está começando a chegar ao fim. O chefe da equipe, Cyril Abiteboul, não esconde mais que os resultados do piloto inglês estão abaixo do esperado pela empresa.

Motor Racing - Formula One World Championship - Canadian Grand Prix - Race Day - Montreal, Canada

Palmer ainda não marcou pontos na temporada de 2017 enquanto seu companheiro, Nico Hulkenberg já soma 18, sendo que esteve na zona de pontuação em quatro das últimas cinco etapas.

“Ninguém está a salvo na F1”, disse Abiteboul ao site Motorsport, perguntado se existe a chance de uma substituição. “O meu foco agora está em Jolyon. Ele precisa entregar mais. O que pode acontecer então, eu não quer falar muito nisso, ainda mais sobre quem poderia entrar em seu lugar. O fato é que Jolyon tem um carro para marcar pontos e não conseguiu.

Abiteboul ainda afirmou que a parada de agosto da F1 pode ser o momento em que o time resolva reavaliar a situação do piloto caso ele não consiga melhorar seu desempenho.

 

Di Grassi sofre lesão em jogo de futebol e perde Le Mans

Lucas di Grassi ficará fora das 24 Horas de Le Mans deste final de semana por conta de uma lesão no tornozelo. O brasileiro estava inscrito na classe GTE pela equipe AF Corse para correr de Ferrari.

Di-Grassi-1200x821

O piloto se machucou durante uma partida beneficente de futebol no estádio do Chelsea, em Londres, na semana anterior à prova. Depois do incidente, ele ainda chegou a participar da etapa da Fórmula E em Berlim.

Ao chegar em Le Mans, no entanto, os médicos da organização fizeram novos exames de raio-x e constataram que ele não tinha condições de participar da corrida em segurança.

Ele será substituído pelo italiano Michele Rugolo. Os dois pilotos do carro são James Calado e Alessandro Pier Guidi, dupla que compete regularmente no Mundial de Endurance.

 

Panoz revela GT elétrico para Le Mans

Don Panoz está atacando de novo. Sua nova empreitada é um GT totalmente elétrico para as 24 Horas de Le Mans. A objetivo é de participar já em 2018.

panoz eletrico

O modelo se encaixaria no regulamento da “Garagem 56” da corrida, inscrição para carros que contenham alguma novidade tecnológica, como já aconteceu, por exemplo, com o DeltaWing.

O Panoz Racing GT-EV foi projetado como um carro com tração nas quatro rodas, com o monocoque em carbono. As baterias podem ser trocadas durante os pitstops. Segundo a empresa, elas teriam autonomia na prova de 48 minutos. O plano é que o carro realize seus primeiros testes nos próximos 8 meses.

“Ainda temos muitas reuniões técnicas e estamos trabalhando para estarmos na corrida do ano que vem, mas a decisão é dos organizadores”, explicou Panoz.

 

Porsche estuda F-E, mas critica falta de liberdade

Uma reunião realizada na última semana em Mônaco deixou a Porsche ainda mais próxima da Fórmula E. Integrantes do alto escalão da marca estiveram com o chefe da categoria, Alejandro Agag, para discutir a possibilidade da participação da empresa em 2018.

Drivers leave the starting grid during the Formula E Championship race in Putrajaya

O diretor executivo da companhia alemã, Oliver Blume, participu do encontro acompanhado por um membro do Conselho, Michael Steiner, do chefe de equipe da montadora no WEC, Andreas Seidl.

Blume até mostrou interesse, porém, deixou um ponto de interrogação sobre a Fórmula E na questão de possibilidade de desenvolvimento, já que o campeonato ainda restringe bastante a competição entre fabricantes.

“Recebemos um convite para darmos uma olhada e experimentarmos a Fórmula E. Apenas recebemos um convite para um campeonato interessante, no entanto, parece que ainda não tem muita liberdade técnica”, disse.


 

Fique ligado na TV

Sábado (17)

09h30 – Fox Sports: 24h de Le Mans (primeiras 5 horas de prova) – ao vivo

14h30 – Fox Sports 2: Nascar Xfinity/etapa de Michigan – ao vivo

21h30 – Fox Sports: 24h de Le Mans (2h30 de prova) – ao vivo

21h30 – Fox Sports 2: Nascar Truck Series/etapa de Gateway – ao vivo

Domingo (18)

07h50 – Espn+: Mundial de Superbike/etapa de Misano – ao vivo

08h00 – Fox Sports: 24h de Le Mans (últimas duas horas de prova) – ao vivo

16h00 – Fox Sports 2: Nascar Cup/etapa de Michigan – ao vivo