A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Toyota Supra GT4 lançado, Jeep Gladiator registrada no Brasil, Fiat Chrysler e PSA negociam fusão e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Toyota lança Supra GT4

A Toyota Gazoo Racing anunciou o início das vendas do novo Supra GT4. O modelo homologado para competição será oferecido aos clientes europeus em março de 2020, aos americanos em agosto de 2020 e aos japoneses em outubro de 2020. Os preços não foram anunciados e devem variar de acordo com a região, mas espera-se que eles custem em torno de US$ 195.000.

O novo Supra GT4 é evidentemente baseado na atual geração do Supra, equipado com o mesmo seis-em-linha de três litros sobrealimentado por um turbo de fluxo duplo (twin scroll) porém modificado para produzir 430 cv. Além disso, o escape de competição é fornecido pela Akrapovic. O câmbio também é diferente, substituindo o automático de oito marchas há um câmbio automático de sete marchas com programação esportiva e um diferencial com bloqueio mecânico e especificação de competição.

A suspensão mantém o arranjo McPherson na dianteira e multilink na traseira, com amortecedores ajustáveis KW nas quatro rodas. Os freios são da Brembo, com pinças de seis pistões na dianteira e quatro pistões na traseira, enquanto as rodas de 18 polegadas são fornecidas pela OZ e usam pneus Pirelli.

Por dentro ele tem o equipamento exigido pelo regulamento da GT4: gaiola, banco e cinto de seis pontos homologados pela FIA, sistema de supressão de incêndio e um quadro de  instrumentos de fibra de carbono, além do volante exclusivo do modelo de competição. (LC)

 

Jeep Gladiator é registrada no Brasil, mas não deve vir

A Jeep registrou nesta semana a picape Gladiator junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o INPI. Os documentos publicados pelo órgão, mostram a picape derivada do Wrangler nas versões com teto rígido e com teto de lona, além dos desenhos da picape sem portas e teto.

A Jeep, segundo o portal G1, diz que estuda a venda do modelo no Brasil, mas isso nos parece improvável porque a própria fabricante já havia descartado a vinda da picape e também porque seu preço a colocaria em um patamar pouco atrativo, visto que o Wrangler duas-portas com motor 2.0 turbo custa R$ 260.000. Considerando que a Gladiator é 18% mais caro que o Wrangler e que não é oferecido com o motor 2.0 turbo (o que o coloca em outra faixa de IPI por ter um V6 de 3,5 litros), a picape passaria facilmente dos R$ 300.000.

Além disso, a FCA pretende lançar no Brasil a RAM 1500, que terá capacidades semelhantes, mas custará na faixa dos R$ 200.000. (LC)

 

Nissan 370Z flagrado em Nürburgring pode ser mula da nova geração

Foto: Autocar

A Nissan declarou recentemente que está planejando, sim, uma nova geração para o Nissan 370Z – que, lançado em 2007, já tem seus 12 anos. Agora, foram publicadas na Internet fotos de um exemplar sendo testado em Nürburgring – e ele pode ser uma mula de testes para o próximo Z-car.

O carro tem algumas diferenças sutis em relação ao 370Z vendido atualmente. A primeira coisa que se nota são as entradas de ar circulares cortadas no para-choque dianteiro, mas o para-choque em si também tem um desenho diferente. Fica fácil deduzir que sob o capô está um novo motor, mais potente, que precisa de mais ar.

Foto: Autocar

Embora não existam mais sinais de que o carro é, na verdade, o sucessor do 370Z, achamos menos provável que se trate de um facelift por conta da idade do carro. Tenha em mente, contudo, que isto ainda é especulação – a Nissan não dá mais informações além de confirmar o desenvolvimento do novo esportivo. Teremos de aguardar para obter notícias mais concretas. (DH)

 

Hyundai Veloster N Performance Concept é revelado – e será mostrado no SEMA 2019

Se as lembranças que temos do Veloster no Brasil não são das mais doces, a segunda geração parece bem mais interessante – em especial a versão N, que é movida por um motor 2.0 turbo de 279 cv acoplado a uma caixa manual de seis marchas. E, para o SEMA Show 2019, a fabricante coreana aprontou um conceito que parece ainda melhor: o N Performance Concept.

Embora não se fale em modificações mecânicas, outros aspectos do carro foram melhorados. A divisão N da Hyundai instalou um novo body kit, com saias laterais, spliter frontal, difusor e asa traseira maiores, além de um scoop no capô. As rodas são forjadas, da OZ Racing, e calçadas com pneus Pirelli P Zero Corsa. Sob elas, há discos de freio de 380 mm na dianteira e 360 mm na traseira, com pinças de seis e quatro pistões, respectivamente.

O tratamento estendeu-se à suspensão, que agora tem barras estabilizadoras dianteira e traseira, amortecedores Extreme Racing, molas H&R e barras de amarração da WIF. Além disso, foi instalado um sistema de escape da Capristo.

Do lado de dentro, bancos de fibra de carbono da Sabelt foram revestidos com couro e Alcantara, material que também foi usado no topo do painel, nos revestimentos das portas, no volante e na forração do teto.

A Hyundai diz que não pretende colocar o conceito N Performance em produção. Entretanto, a fabricante diz que algumas das peças vistas nele poderão ser adquiridas pelos donos do Veloster lá fora em breve. (DH)

 

Lotus Elise Bathurst Edition: versão exclusiva para a Austrália é lançada

A Lotus mantém-se como um dos bastiões dos esportivos old school, e sua mais recente edição especial é mais uma evidência: o Elise Cup 250 Bathurst Edition. Trata-se de uma versão especial para o mercado australiano que terá apenas seis unidades produzidas.

O carro traz a pintura na tonalidade especial Monaco White, bancos de fibra de carbono, detalhes em vermelho no interior, e rodas forjadas. As rodas são staggered, de 16 polegadas na dianteira e 17 polegadas na traseira, e calçadas com pneus Yokohama Advan A052 de 195/50 na frente e 225/45 atrás. Elas ainda abrigam freios AP Racing na dianteira e Brembo na traseira.

A Lotus diz que a suspensão traseira ficou 9% mais firme na compressão de 30% mais firme no retorno. A dianteira ganhou uma barra estabilizadora ajustável, e molas Eibach foram instaladas nos quatro cantos.

O que não mudou foi o motor: continua sendo um quatro-cilindros Toyota de 1,8 litro com supercharger, 246 cv e 25,5 kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de seis marchas. A Lotus afirma que ele vai de zero a 100 km/h em 4,3 segundos.

A cereja do bolo: os proprietários do Elise Cup 250 Bathurst Edition ganharão um track day gratuito no circuito de Mount Panorama, onde ocorrem os 1.000 Km de Bathurst. (DH)

 

FCA e PSA discutem uma possível fusão ou aliança

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e o Grupo PSA anunciaram hoje (30) que estão com discussões em andamento sobre a criação de uma possível fusão ou aliança. O objetivo das empresas é formar um dos grupos líderes em mobilidade a nível mundial. Caso seja concretizada, essa aliança formará a quarta maior fabricante do mundo em volume de vendas.

Essa não é a primeira aliança que a FCA busca em 2019, em maio ela estava em discussões com o grupo Renault para uma fusão. Em conversas anteriores a FCA e a PSA consideravam se unir para o desenvolvimento de uma plataforma única para veículos elétricos. No comunicado emitido pela FCA não constam prazos para o anúncio de resultados dessa negociação. (ER)

 

Mopar revela D200 Lowliner, um de seus destaques do SEMA Show

A Mopar revelou um de seus destaques no SEMA Show 2019, a picape D200 Lowliner. Apesar de aparentar ter poucas modificações visuais, todo o chassi da picape foi modificado e o eixo dianteiro foi reposicionado. A picape começou como uma D200 modelo 1968, a carroceria foi alisada e perdeu maçanetas, antenas e até o bocal do tanque de combustível. A pintura é no tom Candied Delmonico Red com grade, parachoques e rodas em bege claro.

As modificações no chassi foram para permitir a baixa altura de rodagem, com alterações na seção traseira para reposicionar o eixo e o eixo dianteiro avançado para dar aparência mais esportiva. O motor é o famoso Cummins ESB 5.9 turbodiesel usado pela Ram 2007, um motor cultuado pelos fãs da marca, acoplado a um cambio manual de seis marchas.

A suspensão é a ar com três modos de regulagem: baixo, altura de rodagem e altura de rodagem plus. As rodas são de liga leve imitando o estilo de rodas de aço estampado dos anos 60, com 22 polegadas de diâmetro. Por dentro a D200 Lowliner segue o estilo clean do exterior, com a acabamento de couro marrom claro contrastando com a pintura vermelha que estende ao interior. O SEMA Show está marcado para iniciar no dia 5 de novembro. (ER)

 

Bloodhound LSR passa pela primeira sessão de testes

A primeira sessão de testes do Bloodhound LSR no deserto de Hakskeenpan na África do Sul foi realizada com sucesso. Segundo a equipe o carro movido por motor a jato atingiu 537,52 km/h de pico durante os testes, a acelereção de 80 km/h a 483 km/h foi feita em 13 segundos.

Os testes foram feitos para coleta de dados, sobre o comportamento do veículo com ventos cruzados, resistência de rolagem e comportamento do paraquedas. A turbina Rolls-Royce EJ200, feita para um caça Eurofighter Typhoon, foi testada em carga máxima —  afterburner —  durante 12 segundos e demonstrou estar em pleno funcionamento.

O objetivo do projeto Bloodhound LSR é de atingir 1.600 km/h, o recorde anterior foi cravado em 1997 pelo ThrustSSC e foi de 1.228 km/h. O piloto dos testes e que também será piloto da tentativa de recorde é Andy Green, o mesmo piloto que participou do recorde de 1997. A equipe do Bloodhound LSR vai fazer a tentativa de recorde em 2020. (ER)

Matérias relacionadas

Este Volkswagen Gol GT bem cuidado está à venda – e pode ser um bom negócio!

Dalmo Hernandes

Volkswagen T-Roc revelado: este é o SUV que a Volks pode produzir no Brasil

Dalmo Hernandes

Este é o novo Bentley Continental GT: mais bonito, mais leve, mais luxuoso e com um W12 de 635 cv

Dalmo Hernandes