FlatOut!
Image default
Zero a 300

Triumph lança nova Rocket 3 com motor 2.500, Hyundai i30N terá tração integral, o fim do 370Z Roadster e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Triumph Rocket 3 TFC é apresentada com motor de 2,5 litros

A tradicional fabricante britânica Triumph anunciou nesta semana a nova geração da Rocket III, seu modelo de topo. A chamada Rocket 3 TFC, além de trocar o algarismo romano pelo numeral, recebeu o sobrenome TFC, de “Triumph Factory Custom” – sua linha de motos mais caras e exclusivas, com fabricação artesanal e disponibilidade limitada.

Da Triumph Rocket 3 TFC, por exemplo, serão fabricadas 750 unidades numeradas, cada uma custando £ 25.000 – o que dá cerca de R$ 128.000 em conversão direta.

Por este valor, leva-se para casa simplesmente o maior motor já colocado em uma motocicleta produzida em série: um três-cilindros de 2,5 litros, com comando duplo no cabeçote, arrefecimento líquido, 170 cv e 22,5 kgfm de torque. A título de curiosidade, são quase os mesmos números do motor cinco-cilindros Jetta Mk5, que também deslocava 2,5 litros e deslocava 170 cv, mas tinha um pouco mais de torque – 23,3 kgfm. O motor é acoplado a uma transmissão de cinco marchas.

Anteriormente, a Triumph Rocket III usava um motor de 2,3 litros com 148 cv e os mesmos 22,5 kgfm de torque.

O visual clássico da linhagem foi mantido na Triumph Rocket 3 TFC, porém com alguns toques mais modernos, como detalhes em fibra de carbono exposta (incluindo as ponteiras de escape), painel digital e faróis duplos de LED. Também é possível comprá-la com assento simples, apenas para o condutor, ou duplo. (DH)

 

Hyundai i30N terá versão com tração integral

Depois de ligar o pisca-alerta para o Golf GTI, a Hyundai N agora está de olho no Golf R: eles estão desenvolvendo uma versão do i30 N com tração integral. A declaração foi feita pelo porta-voz da Hyundai na Austrália, Guido Schenken, ao site local Cars Guide.

Segundo Schenken, o carro já está em testes e faz parte da estratégia da divisão esportiva desde que ela foi criada. O chefe da divisão, Albert Biermann, já havia mencionado a possibilidade de modelos AWD e também isso sempre pareceu um caminho óbvio, considerando a evolução da Hyundai N.

Embora não tenha sido confirmada, a produção do i30 N AWD é dada como certa, e deverá ser seguida pelo Veloster N e pelo i30N Fastback. Os modelos poderão ser viabilizados pelo maior volume de vendas do Hyundai Kona, que é baseado na plataforma do i30 e será o “fornecedor” do sistema de tração integral e da suspensão traseira. Aliás, o Kona também poderá ganhar uma versão esportiva. Segundo Albert Biermann, a divisão já tem um protótipo do crossover em desenvolvimento. (LC)

 

Mercedes irá entregar Sprinter a quem comprou Classe X

Com o cancelamento da produção do Mercedes Classe X na Argentina, a fabricante alemã deverá entregar vans Sprinter ou Vito aos clientes que estão pagando consórcios da picape Classe X.

Segundo o site Autoblog Argentina, no contrato firmado entre os clientes e os concessionários, não há menção à picape, supostamente porque ela ainda não é produzida localmente. Os concessionários dizem que é mera formalidade, mas com o cancelamento da produção, a Mercedes poderá entregar modelos Sprinter ou Vito aos clientes que pretendiam comprar a picape.

Isso pode ser mais um indício de que o modelo não será importado da Espanha para suprir o mercado sul-americano, reforçando os rumores das últimas semanas. (LC)

 

Nissan encerra produção do 370Z Roadster

O fim do Nissan 370Z começa de forma lenta, o fabricante confirmou nessa quarta (1º) que a versão Roadster do 370Z não será feita no modelo 2020. O esportivo que vem sendo feito sem grandes mudanças há 10 anos sofre com vendas cada vez mais baixas e o conversível representa uma fatia pequena dessas vendas.

O 370Z coupe continua em linha, com o já conhecido motor VQ37 de 355 cv e cambios manual de seis marchas ou automático de sete. A Nissan disse nas comemorações de 50 anos do modelo que o futuro do Z e do GT-R depende do interesse do consumir e não quis confirmar se uma nova geração está a caminho. (ER)

 

Ford anuncia recall para Fusion e Edge por problemas com airbags

Foi anunciado nesta semana um recall para dois modelos da Ford: o sedã Fusion de primeira geração, fabricado entre 2006 e 2012, e o SUV Edge, também de primeira geração, fabricado em 2009 e 2010.

O motivo é um defeito nos airbags frontais fornecidos pela Takata, que possuem um defeito no insuflador e, por excesso de pressão, podem expelir fragmentos metálicos contra os ocupantes. Caso isto ocorra, há risco de ferimentos graves, ou mesmo fatais.

O serviço de troca do insuflador já pode ser agendado junto às concessionárias da Ford, onde será feita a troca do airbag. A Ford diz que, para o Edge, o conserto leva cerca de 30 minutos, enquanto no Fusion, a duração do reparo é de cerca de três horas.

Para obter mais informações, os clientes devem entrar em contato com a fabricante pelo número 0800 703 3673, ou acessar o site da fabricante. (DH)

 

Audi Q5, Q5 Security e SQ5 têm recall por problemas nos freios

Outro recall anunciado nesta semana vem da Audi, especificamente para os SUVs Q5, SQ5 e Q5 Security, modelo blindado de fábrica, todos fabricados em 2018.

O problema está no cilindro-mestre dos freios: de acordo com a fabricante, houve uma falha no dimensionamento das paredes do cilindro, que pode causar vazamentos e, consequentemente, a perda de força na frenagem. Se isto ocorrer, há risco de acidentes graves com danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo e terceiros.

Os proprietários destes modelos já podem agendar o serviço gratuito nas concessionárias, que realizarão a inspeção e, se necessário, a troca do cilindro-mestre, que leva em média duas horas. Para obter mais informações, os clientes devem ligar para o telefone 0800 777 2834, ou acessar o site www.audi.com.br. (DH)

Matérias relacionadas

Por que alguém colocaria seu supercarro para fazer off road?

Dalmo Hernandes

A versão de produção do VW Virtus GTS, o novo BMW Série 1, o emotivo fim de The Grand Tour e mais!

Waze testa sistema de carona paga, contrato de Jeremy Clarkson pode atrasar novo programa, BMW M deve acabar com o câmbio manual no futuro e mais!

Leonardo Contesini