A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos Sessão da manhã

Trophy Rat: esta mistura de hot rod, baja bug e muscle car é o projeto mais insano que você vai ver hoje

Todo entusiasta sonha em construir o próprio carro quando é criança. Depois que a gente cresce e a realidade bate, percebemos que não é tão fácil assim: descobrimos que os carros que vemos nas ruas não são feitos por uma pessoa só, e sim frutos de trabalho em equipe — designers, engenheiros, mecânicos, o pessoal da linha de montagem, todos contribuem com a sua parte.

Há quem, mesmo assim, corra atrás do sonho e escolha uma carreira na qual poderá, de alguma forma, contribuir para que um carro se torne realidade — ou então acabe escrevendo sobre carros, como a gente faz. Por outro lado, há quem continue com a ideia de construir um carro sozinho. E esses caras conseguem! Claro, não serão carros iguais aos que vemos nas ruas — normalmente são projetos únicos e diferentes de qualquer outra coisa, mesmo que usem partes de outros carros. É o caso do Trophy Rat, esta insana mistura de hot rod, muscle car e baja bug criada pelo americano Keith Northrup, que vive em Kirkwood, Washington.

1937-International-Truck-with-a-LS6-03

Northrup é um ávido participante de provas de Ultra4 Racing, uma competição que junta corridas no deserto e trilhas em um único dia usando jipes modificados com suspensão elevada, tração 4×4 e motor V8. Na categoria principal não há limite de potência ou restrições quanto à configuração mecânica (existem até jipes de motor central-traseiro!), desde que se siga as normas de segurança.

Keith Northrup é o fundador da Northrup Fabricators, que conquistou uma bela reputação nos últimos anos construindo e vendendo chassis de Ultra4 Racing. E foi com esta experiência que ele criou o Trophy Rat, usando a carroceria de uma picape dos anos 1930, um motor GM crate engine e todo o resto feito sob medida.

1937-International-Truck-with-a-LS6-06

 

A estrutura é um chassi tubular fabricado pelo próprio Keith levando em conta as medidas da carroceria, que pode até ser removida sem afetar a dirigibilidade do bicho. O teto foi rebaixado (afinal, é um rat rod), assim como a suspensão, enquanto a caçamba também teve as dimensões bastante reduzidas para acenturar o visual agressivo do Trophy Rat e agora só acomoda o tanque de combustível selado.

1937-International-Truck-with-a-LS6-10

A suspensão independente nas quatro rodas desenvolvida por Keith é traz braços sobrepostos do tipo “duplo-A” na dianteira e um sistema four-link na traseira.

1937-International-Truck-with-a-LS6-08

Usando molas e amortecedores ajustáveis do tipo coilover da King Shocks, o sistema tem curso de 14” (35,5 cm), mais que suficientes para tornar o Trophy Rod capaz de atravessar qualquer terreno, por mais acidentado que seja.

Mecanicamente, o arranjo é bem simples: o V8 GM LS6 foi comprado novo e não passou por nenhuma modificação, produzindo 314 cv e 40,7 mkgf de torque, e é acoplado a uma caixa automática General Motors TH400 de três marchas, muito utilizada em carros de arrancada por sua robustez. A força vai para as rodas traseiras.

1937-International-Truck-with-a-LS6-09

O interior do carro continua mostrando que, de rat rod, ele só tem mesmo a carroceria: além de gaiola de proteção completa, bancos concha e cintos de competição, o carro tem painel digital Racepak IQ3 e volante de cubo rápido. Também tem muito barulho, porque isolamento acústico definitivamente não estava na lista de prioridades. E, meu amigo, este negócio anda!

[vimeo id=”164865470″ width=”620″ height=”350″]

O Trophy Rat só ficou pronto em fevereiro deste ano, dois anos e meio depois do início do projeto. Sim, ele foi todo feito na raça, e vê-lo acelerar desse jeito só nos faz acreditar que fazer tudo sozinho também pode valer a pena.

1937-International-Truck-with-a-LS6-04

 

 

Matérias relacionadas

Ver um Porsche 934 1977 de 600 cv ultrapassar todo mundo em Laguna Seca é absurdamente épico

Dalmo Hernandes

Faszination Nürburgring, completo: vinte minutos de insanidade ao volante do Ruf CTR “Yellowbird”

Dalmo Hernandes

Alguém está vendendo esta coleção de 13 Ferrari por quase R$ 60 milhões

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados