Edição diária: 19/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ultima ganha versão de 1.200 cv com câmbio manual, Corvette C8 terá câmbio de embreagem dupla, a plataforma elétrica Toyota-Subaru e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Rebellion terá dois “art cars” e DragonSpeed usará cores da Gulf Oil em Le Mans

Depois da apresentação dos carros da Ford, agora a Rebellion Racing e a DragonSpeed revelaram seus protótipos LMP1 para a edição deste ano da 24 Horas de Le Mans.

A primeira foi a Rebellion Racing, que mostrou neste fim de semana seus protótipos “art cars” — segundo a equipe “os primeiros LMP1 art cars”.

O carro número 1, que será pilotado por Neel Jani, Andre Lotterer e Bruno Senna, tem um esquema de pintura com “splashes” coloridos — rosa, verde, azul e amarelo — sobre um fundo preto.

O carro número 3, de Gustavo Menezes, Nathanael Berthon e Thomas Laurent, usa o mesmo esquema de cores, porém sobre fundo branco. As pinturas foram idealizadas pelo artista Tommyboy, idealizador da marca RocketByz Art.

Nesta segunda-feira (10) foi a vez da DragonSpeed, que terá apenas um carro (#10) com a clássica combinação de azul e laranja da petrolífera Gulf Oil. O protótipo é um BR Engineering BR1 com motor Gibson, e será pilotado pelo britânico Ben Hanley, pelo sueco Henrik Hedman, e pelo holandês Renger van der Zande. (LC)

 

Corvette C8 deverá ter câmbio de oito marchas e embreagem dupla

Um registro de design enviado pela GM ao escritório de marcas e patentes dos EUA mostra que o novo Corvette deverá usar um câmbio de oito marchas com embreagem dupla. Ao menos é o que sugerem os desenhos, que foram publicados neste fim de semana pelo fórum Mid Engine Corvette.

Segundo o site, o desenho foi protocolado em 13 de novembro de 2015, mas o registro só foi concedido no último dia 4 de junho. O documento de 12 páginas detalha um novo câmbio de oito marchas, mas não revela quais veículos usarão o mecanismo. Contudo, em abril deste ano a imprensa americana divulgou que a nova geração do Corvette poderia usar um câmbio de oito marchas com embreagem dupla fornecido pela ZF, e que essa transmissão seria um variante da linha usada no Porsche Panamera, no Porsche 918 e no Bentley Continental GT.

É provável que o novo Corvette de motor central traseiro seja mesmo equipado com esta transmissão, porém isso não significa que ele abandonaria a caixa manual de sete marchas ou a automática de oito marchas. Isso porque ele deverá ser oferecido com diversos motores, desde o atual V8 6.2 aspirado até um novo V8 biturbo 5.5.

O lançamento do novo Corvette acontece no próximo dia 18 de julho. (LC)

 

Ultima RS é o novo supercarro com 1.200 cv e câmbio manual

Você provavelmente lembra da Ultima Sports, fabricante britânica que desde 2005 é responsável por um dos superesportivos mais extremos do planeta – o Ultima GTR. Pois eles acabam de apresentar seu sucessor, o Ultima RS.

Olhando por fora, ele não mudou tanto: a carroceria continua praticamente com a mesma silhuieta, visivelmente inspirada pelos protótipos LMP1. As maiores diferenças estão nos detalhes, como faróis e lanternas de desenho mais moderno, com lâmpadas de LED, e elementos aerodinâmicos de fibra de carbono.

A maior novidade é a seleção de motores: seis versões motor V8 Chevrolet, com diferentes níveis de potência. O mais “fraco” deles é um LS3 de 430 cv, enquanto o mais potente – o LT5, vindo do Corvette ZR-1 – é modificado para entregar 1.200 cv. Com tanta potência quanto um Bugatti Veyron Super Sport, o Ultima RS vai de zero a 100 km/h em 2,3 segundos e é capaz de passar dos 400 km/h, segundo a fabricante. Mas mesmo o modelo menos potente é muito rápido, precisando apenas de 3,3 segundos para chegar aos 100 km/h.

Em todos os casos, o único câmbio disponível é o manual de seis marchas. A Ultima chegou a considerar a opção por uma caixa de dupla embreagem, mas desistiu por considerar que a tecnologia vai contra seus princípios e a essência de seus produtos.

Além do conjunto mecânico absurdo, porém, o Ultima RS tem outros atrativos: quem fizer questão pode encomendar seu exemplar com ar-condicionado, central multimídia com Bluetooth e navegador por GPS, bancos de couro, sensores de estacionamento e câmera de ré. A Ultima diz que o supercarro é legalizado para as ruas “em quase todos os países do mundo”, e que ainda assim ele tem potencial para superar praticamente qualquer outro rival em termos de desempenho. (DH)

 

BMW vai investir R$ 9 milhões em fábrica de Manaus

O grupo BMW anunciou que vai investir R$ 9 milhões em sua fábrica na Zona Franca de Manaus. O complexo, que é o primeiro fora da Alemanha dedicado exclusivamente à produção de motocicletas, foi inaugurado em 2016 e, desde então, já recebeu mais de R$ 70 milhões em investimentos.

A fábrica emprega 175 trabalhadores diretos e tem capacidade de produção de 10.000 motocicletas por ano. Segundo a BMW, o montante será aplicado ao longo dos próximos meses e utilizado para modernizar a infraestrutura do complexo, adotar novas tecnologias e preparar a linha de produção para novos modelos.

Estes ainda não foram confirmados, mas acredita-se que sejam as novas R 1250 GS e GS Adventure. Atualmente, a fábrica da BMW Motorrad em Manaus é responsável por uma vasta gama de motocicletas: G 310 R, G 310 GS, F 750 GS, F 850 GS, F 850 GS Adventure, R 1200 GS, R 1200 GS Adventure, S 1000 R, S 1000 RR, e S 1000 XR. (DH)

 

Os detalhes da plataforma elétrica Toyota-Subaru

A Toyota foi inovadora com a produção em massa de carros híbridos, mas com veículos 100% elétricos ela ficou atrasada. O gigante japonês decidiu tirar esse atraso e divulgou seus planos para futuros carros elétricos, com os primeiros modelos planejados para chegar às ruas em 2020.

A Toyota e a Subaru anunciaram uma parceia para desenvolver uma nova plataforma modular para carros elétricos. Essa parceria vai usar as tecnologias da Subaru de tração integral e as tecnologias de veículos elétricos da Toyota. A plataforma será usada para carros médios e grandes, sendo um SUV médio que será vendido por ambas marcas o primeiro carro a usá-la. Essa não é a primeira parceria entre Toyota e Subaru na área de eletrificação, o Subaru Crosstrek Hybrid utiliza tecnologia híbrida do Prius Prime.

Os modelos elétricos que serão lançados em 2020 são os C-HR BEV e seu clone IZOA BEV, ambos exclusivos para o mercado chinês e derivados do C-HR atual. Entre 2020 e 2025 a Toyota irá lançar seis veículos elétricos novos baseados na nova plataforma e-TNGA. Os carros serão um compacto feito em parceria com a Suzuki e a Daihatsu, um crossover médio, um sedã médio, uma minivan média, o SUV médio feito com a Subaru e um SUV grande. A partir de 2025 a Toyota planeja ter uma versão elétrica ou híbrida de todos os seus veículos.

A nova plataforma e-TNGA que está sendo desenvolvida com a Subaru é modular como a MEB da Volkswagen, ela permite uso de motor na dianteira e/ou na traseira, com a bateria no assoalho entre os eixos. A plataforma é dividida em módulos, com duas opções de balanço para os módulos dianteiro e traseiro, três opções de entre-eixos para o módulo central, três opções de capacidade para a bateria e três opções de potência para os motores.

Além da plataforma e-TNGA, a Toyota tem planos para veículos urbanos compactos e soluções de mobilidade. O carro urbano que a Toyota anunciou é um hatch com capacidade para dois ocupantes que mede apenas 2,5 metros, mesmo tamanho da primeira geração do smart. O microcarro urbano tem autonomia de 100 km e velocidade máxima de 60 km/h.

A solução de mobilidade é um patinete elétrico de três rodas, com motor e tração na dianteira. Isso permite que a porção traseira seja trocada por uma com assento para pessoas com dificuldades de locomoção ou até que seja conectado a uma cadeira de rodas.

A Toyota planeja que até 2050 todos seus carros sejam híbridos, elétricos com bateria ou com células de hidrogênio. (ER)

 

Volvo vai oferecer guincho grátis para todos os modelos – nos EUA

Se você curte os carros da Volvo, sejam os modelos atuais ou os clássicos, a fabricante sueca está oferecendo um serviço interessante: guincho gratuito, por conta da marca, até a concessionária mais próxima.

O serviço é chamado “Tow for Life” e, segundo Scott Doering, diretor de Atendimento ao Cliente da Volvo nos EUA, foi criado para garantir assistência a qualquer carro, independentemente da idade. Segundo ele: “é uma garantia a todos os clientes que seus carros serão levados a especialistas, que usarão peças genuínas.

Não importa se o carro é um XC90 2019, um turbobrick dos anos 80 ou um clássico da década de 1960: o guincho não custa um centavo – não importa a situação. Só tem um problema: a comodidade só é oferecida nos Estados Unidos, ao menos por enquanto. (DH)

 

Fernando de Noronha inicia parceria com a Renault para acabar com carros à combustão até 2030

A administração do arquipélago de Fernando de Noronha e a Renault fizeram uma parceria para zerar a emissão de carbono emitido pelos automóveis até 2030. O decreto-lei que será assinado nessa segunda (10) planeja permitir apenas a venda de carros elétricos a partir de 2022 e retirar os veículos a combustão do arquipélago a partir de 2030. Em Fernando de Noronha há apenas um posto de gasolina que vende gasolina e diesel.

A Renault entregou nesse sábado (8) os primeiros carros para a administração: dois Twizy, três Zoe e um Kangoo Z.E. Na ilha principal há quatro pontos de recarga. Fernando de Noronha possui uma rodovia federal de 7 km de extensão, a BR-363, um Renault Zoe possui 300 km de autonomia, é mais que suficiente para trafegar na ilha.

Além de diminuir as emissões de veículos, a administração de Fermando de Noronha planeja diminuir as emissões na geração de energia. Atualmente 85% da produção de energia no arquipélago é feita por geradores à diesel, com 15% feito por painéis solares. (ER)

Matérias relacionadas

Qual é sua fabricante de componentes aftermarket favorita?

Dalmo Hernandes

Ford Edge ST chega por R$ 300.000, Argo 1.8 perde câmbio manual, os detalhes do “mini-Nurburgring” da Toyota e mais!

Estes são alguns dos carros conversíveis mais legais do GT40

Dalmo Hernandes