FlatOut!
Image default
Eventos

Um Dodge Challenger com tração integral (!) e os conceitos Mopar do SEMA 2015

Uma das três grandes de Detroit, obviamente que a Chrysler não poderia ficar de fora do SEMA 2015 — e, sendo parte do grupo FCA ao lado da Fiat, a fabricante também apostou nos italianos: no evento, modelos da Dodge, da Chrysler e da Fiat dividiram as atenções com preparação e acessórios Mopar.

 

Dodge Challenger GT AWD

dodge_challenger_gt_awd_concept

O primeiro e, talvez, mais chocante deles é o Dodge Challenger GT AWD Concept. É exatamente o que o nome diz: um Dodge Charger com sistema de tração integral. Usando como base um Challenger com motor V8 Hemi 5.7 de 377 cv e 56,6 mkgf, a Mopar começou instalando o Scat Pack 3, que compreende cabeçotes usinados Mopar Performance; novos coletores de admissão e de escape e catalisadores, comando de graduação mais agressivas, novas molas nas válvulas e novas juntas dos cabeçotes. O resultado são 453 cv e 62,7 mkgf — um belo acréscimo de força, sem dúvida.

dodge_challenger_gt_awd_concept_2

No entanto, a modificação mais importante foi mesmo o sistema de tração integral, sobre o qual a Chrysler não dá muitos detalhes mas diz ser baseado naquele encontrado no Dodge Charger e no Chrysler 300 de tração integral. Outros componentes especiais incluem um kit de suspensão preparada, mais baixa e firme, e strut braces dianteira e traseira para deixar melhorar a rigidez à torção.

Acompanhando a transformação mecânica, há um visual radical composto por três tons na carroceria — cinza chumbo, preto fosco e um laranja para contrastar as coisas —, para-lamas alargados, emblemas especiais e rodas de 20 polegadas pintadas de preto fosco. Antes que você comece a arrancar os cabelos pela existência de um Challenger de tração integral, saiba que ele não passa de um conceito, ainda que teoricamente não seja a coisa mais difícil para a Dodge passar a oferecê-lo em um futuro não muito distante.

 

Dodge Charger Deep Stage 3

dodge_charger_24

Tudo bem, mas vamos voltar à tração traseira, agora. O Dodge Charger Deep Stage 3, como o nome sugere, recebe exatament o mesmo Scat Pack 3 e entrega potência e torque idênticos ao Challenger AWD. Esteticamente, o carro agora tem pintura em dois tons (preta e prata), em um estilo que de acordo com a fabricante é inspirado no clássico Charger da década de 1960 — repare nas rodas que, apesar das 22 polegadas de diâmetro, têm visual inspirado nas clássicas American Racing.

dodge_charger_deep_stage_3

Novos pra-choques e saias laterais completam o visual e, segundo a Dodge, também melhoram as características aerodinâmicas da carroceria. A suspensão conta com novos amortecedores ajustáveis do tipo coilover, enquanto os freios são Mopar Performance. O interior, por sua vez, foi revestido com couro preto com emblemas “R/T” azuis nos encostos de cabeça, além de detalhes em tecido azul — a cor clássica da Mopar.

 

Dodge Dart GLH

dodge_dart_glh_concept_2

A galera ligada nos hot hatches certamente reconheceu a sigla. “GLH” significa Goes Like Hell — algo como “anda pra diabo” em português —, e as letras foram usadas pela primeira vez em 1984, quando Carroll Shelby colocou um motor de 2,2 litros e 110 cv no Dodge Omni e o chamou de Omni GLH. A Dodge dizia que o GLH era capaz de superar o Golf GTI em seu próprio nicho e, para ter certeza, colocou um turbo nele em 1985, aumentando sua potência para 146 cv.

dodge_dart_glh_concept_1

O Dodge Dart GLH é uma homenagem ao Omni GLH de Carroll Shelby — e isto fica claro com a carroceria preta, o emblema “GLH” na tampa do porta-malas e os frisos vermelhos que circundam todo o perímetro do carro, além das rodas escurecidas. No entanto, a Dodge nada diz a respeito das modificações mecânicas. Sendo uma homenagem a um clássico esportivo de tração dianteira americano, esperamos ao menos que o motor seja o quatro-cilindros Tigershark, de 184 cv.

 

Chrysler 300 Super S

chrysler_300_3_1

Primo sisudo do Dodge Charger, o Chysler 300 recebeu exatamente o tempero que o conceito Deep Stage 3: Scat Pack 3 no motor V8 Hemi 5.7, resultando em 453 cv e 62,7 mkgf, rodas de 22 polegadas, suspensão rebaixada e freios maiores.

chrysler_300_4_1

No entanto, seu aspecto é mais refinado graças à pintura azul fosco, que é complementada pelo preto fosco das rodas de 22 polegadas. As grades dianteiras trazem pequenas letras “M” por toda sua extensão e, de acordo com a Chrysler, escondem 300 easter eggs (como aquelas imagens ou mensagens escondidas em filmes, músicas e obras de arte em geral). Logotipos especiais foram colocados por dentro e no interior, que também recebeu revestimento em cinza com detalhes em azul e um volante menor, de base reta.

 

Fiat 500X Chicane

fiat_500x_chicane_1

Ainda que use o nome do subcompacto francês, o Fiat 500X não deriva dele, compartilhando plataforma com o Jeep Renegade. Transformado no conceito 500X Chicane, no entanto, o crossover ficou parecendo um hot hatc. O tratamento Mopar incluiu uma vibrante pintura azul Competition Blue (aplicada também aos para-choques e molduras dos para-lamas, que costumam ser pretos), e detalhes em azul no interior.

fiat_500x_111

A suspensão foi rebaixada e as rodas são de 20 polegadas, com acabamento preto acetinado na face e brilhante na parte interna dos raios. O para-choque dianteiro traz desenho mais agressivo, complementado pelos faróis escurecidos.

fiat_500x_chicane

Se sua desenvoltura nas curvas melhorou a ponto de justificar o nome, é um mistério. No entanto, sabe-se que o conceito recebeu um novo sistema de escape, ainda que a Fiat não diga o tamanho do ganho de potência. Originalmente, o motor Tigershark 2.4 entrega 184 cv.

 

Dodge Ram Rebel X

ram_rebel_x_1ram_1500_7 ram_rebel_x

Na linha das picapes aventureiras, a Mopar investiu em acessórios off road e visual radical na Ram 1500 Rebel X, movida pelo (guess who?) V8 Hemi 5.7. A fabricante não diz, no entanto, se instalou o Scat Pack 3 na Ram 1500 também. O que eles revelam, no entanto, é que a picape recebeu vários acessórios conceituais — skid plate na dianteira, grade, molduras nos para-lamas e estribos em preto fosco, e uma pintura especial laranja com detalhes em azul na carroceria.

As rodas de 17 polegadas com calçam pneus de 35 polegadas, e trazem beadlocks (rebites em toda a circunferência do aro) para melhor fixação, modificação típica de veículos off-road e carros de arrancada. A suspensão traz um sistema pneumático de ajuste de altura, e o motor recebeu um novo sistema de admissão de ar frio. Por dentro, a personalização ficou por conta dos bancos de couro com bordados “REBEL X”, emblema no painel e costuras laranja no volante, no apoio de braço e nas portas.

 

Ram ProMaster DragMaster

awd-dodge-challenger-gt-concept-spearheads-mopars-vicious-sema-offensive_28

Este aqui é, sem dúvida, um dos conceitos mais legais de todos — uma Ram ProMaster (versão americana da Fiat Ducato) preparada para ser o veículo de apoio de uma equipe de arrancada. Além de servir como reboque para um trailer — afinal, nem todo carro de arrancada é capaz de ir rodando até a strip —, a área de carga foi toda equipada com computadores, estantes e ferramentas.

ram_promaster_1 ram_promaster_dragmaster

A Mopar Performance garante que a ProMaster DragMaster traz tudo o que é necessário para um fim de semana na beira da pista, com iluminação noturna, teto elevado e revestimento à prova d’água e de sujeira. O veículo em si também passou por algumas modificações: bocal de combustível de engate rápido, rodas de 16 polegadas, grafismos especiais e inscrições “MOPAR” nas portas traseiras e  no para-brisa.

 

 

 

 

Matérias relacionadas

Civic Nation 7: saiba tudo o que rolou no maior encontro de Honda do Brasil!

Juliano Barata

ENCS 2018: mega galeria do Encontro Nacional do Clube Subaru no Autódromo de Piracicaba!

Juliano Barata

Mustang hardtop com V8 Ferrari biturbo, GT Carbon Series e mais: a Ford no SEMA Show 2018

Dalmo Hernandes