A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Projetos Gringos

Um Fiat 500 Abarth de 250 cv para incinerar o asfalto em track days

O Fiat 500 atual é a versão moderna e fofinha de um clássico da década de 50, mas o Abarth 500 prova que ele é muito mais do que um hatch pequeno e estiloso: ele é bom de curva e também na aceleração graças a seu motor 1.4 turbo de 135 cv. Mas tem potencial para bem mais — e parece que as preparadoras estão descobrindo isso, porque os californianos da  Road Race Motorsports, ou simplesmente RRM, acabam de anunciar uma versão com 250 cv feita para dominar track days. Sim, 250 cv em um Fiat 500!

O nome completo do monstrinho é Tallini Competizione M1 FIAT Turbo — longo e bem italiano, ainda que seja feito sobre o 500 americano. Na verdade ele é um carro de rua, porém totalmente ajustado para uso em pistas e, segundo a RRM, é capaz de competir de igual para igual com esportivos como o Lotus Exige — que tem 260 cv de seu motor 1.8 turbo montado em posição central-traseira — um oponente e tanto, claro.

500-m1 (1)

Para isso, a RRM pegou o motor 1.4 turbo do 500 e deu a ele uma bela coleção de peças. “Desenvolvemos um avançado catálogo de componentes, e o M1 recebeu todas elas, do filtro de ar à ponteira do escapamento” — o que  inclui coletores de admissão e escape, um reajuste na ECU e, claro, um aumento substancial de pressão na turbina.

Além do aumento de potência, o carro também recebeu várias modificações na carroceria, que deixaram seu visual mais racer ao mesmo tempo em que melhoram a aerodinâmica — spoiler traseiro, difusores frontais e saias laterais foram adicionados. O carro também tem entradas de ar funcionais no capô e para os freios.

500-m1 (4)

Os para-lamas de fibra de carbono, alargados e com rebites aparentes abrigam rodas maiores, de 16×9 polegadas, que são calçadas com pneus Toyo Proxes de medidas 225/40. A suspensão também recebeu cuidados especiais, com buchas mais rígidas amortecedores Bilstein e barras estabilizadoras mais grossas.

O resultado é um 500 com postura agressiva e visual bem agradável aos nossos olhos, sem exageros — e ainda 55 kg mais leve. Com isso, ele é capaz de chegar aos 100 km/h “quase 1 segundo mais rápido” do que o 500 Abarth original (que leva 7,1 segundos) e tem distâncias de frenagem até 20% menores, embora a RRM afirme que o real foco aqui foi aumentar a estabilidade em retas e curvas de alta e baixa.

 

Para levá-lo para casa, porém, você terá que ser rápido e estar disposto a pagar um valor consideravelmente mais alto do que o de um 500 Abarth “comum”: a RRM anunciou que o 500 M1 será feito em uma série limitada a 50 unidades numeradas.

E elas não serão idênticas — a preparadora disponibilizará pacotes com níveis diferentes de modificação com preços que variam de US$ 15 mil a US$ 100 mil (R$ 34 mil a R$ 220 mil, sem impostos), porém que todos os pacotes contarão com as modificações de desempenho. E, em qualquer um dos casos, é uma bela adição aos US$ 22.195 (R$ 50.500) cobrados por um 500 Abarth nos EUA.

 

Matérias relacionadas

Direto da Nova Zelândia: um Nissan March com motor V6 de 570 cv central-traseiro!

Dalmo Hernandes

Ferrari 488 Pista: com 720 cv, ela tem o motor V8 mais potente na história da marca

Dalmo Hernandes

Bugster: conheça o Fusca com motor (e todo o resto) de Porsche Boxster!

Dalmo Hernandes