A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Um Koenigsegg de fibra de carbono exposta, Defender pode ser lançado ainda neste mês, Paraná terá “eletrovia” de 730 km e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

 

McLaren Senna terá kit da Lego

OoMGop-fSK60oCejDVR44g

A McLaren está se preparando para o lançamento do 720S Spider, agendado para amanhã (8), mas encontrou um tempo para divulgar o lançamento de uma nova versão de outro modelo seu: o McLaren Senna da Lego. O modelo será revelado em janeiro, mas já está em pré-venda nos EUA por US$ 15.

O McLaren Senna é o segundo modelo da marca transformado em brinquedo pela Lego. A marca dinamarquesa já oferece o McLaren 720S em sua série Speed Champions, que pode ser encontrada no Brasil por entre R$ 150 e R$ 200. Diferentemente dos modelos Technik e Creator, este kit do McLaren Senna não tem partes móveis além das rodas (como o Technik) e não permite variações no modelo (como a linha Creator).

 

Venda de carros novos supera expectativas volta ao patamar de 2015

carros-patio

Depois de um pico de vendas em 2012, o mercado automobilístico brasileiro “estancou em 2013” e iniciou em 2014 uma queda vertiginosa que só foi interrompida no ano passado, após um crescimento de 9%. Este ano o mercado começou otimista, e previa um crescimento de 13,7% nas vendas, mas até agora, considerando os 11 meses deste ano, o aumento no volume de vendas já chegou a 15%. Com isso, o volume de vendas deverá chegar aos 2,5 milhões de veículos, o mesmo patamar de 2015.

 

Paraná terá eletrovia de 730 km

Inauguração eletrovia PR-77

 

Na próxima segunda-feira (10) a Companhia Paranaense de Energia Elétrica, a Copel, irá inaugurar a maior “eletrovia” do Brasil. Com 730 km, a rede de recarga para carros elétricos se estenderá ao longo de toda a BR-277, rodovia federal que liga Paranaguá, no litoral paranaense, a Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai.

Ao todo serão 11 postos de recarga de bateria, nas cidades de Paranaguá, Curitiba, Palmeira, Fernandes Pinheiro, Prudentópolis, Candói, Laranjeiras do Sul, Ibema, Cascavel, Matelândia e Foz do Iguaçu. Cada um dos postos terá três conectores com potência de 50 kVA, que permitem recarregar 80% das baterias entre 1h e 1h30, o que permite uma autonomia entre 150 e 300 km, dependendo do modelo do carro e da capacidade das baterias. A recarga será gratuita, uma vez que a “eletrovia” é experimental e irá coletar informações para melhoramentos na infraestrutura de fornecimento de eletricidade para essa finalidade.

 

Ranger Storm será “Raptor” brasileira

flatout-salao-automovel-2018-ford-29

Quem acompanhou nossa cobertura do Salão do Automóvel certamente lembra da Ranger Storm, um dos conceitos baseados na picape apresentados pela Ford no evento. Na ocasião a Ford a tratou apenas como um estudo de design, mas estava claro a todos que ela cedo ou tarde se tornaria uma versão de série. Por isso não surpreende a notícia de que ela será a alternativa da Ford à Ranger Raptor para o Brasil.

A apuração é dos camaradas do Motor1 Brasil, que conversaram com fontes ligadas à Ford e confirmaram que a Storm será a Raptor brasileira. Infelizmente ainda não se sabe quais serão as especificações mecânicas do carro. O modelo apresentado no Salão era baseado na verão Limited, e manteve o motor 3.2 turbo de 200 cv em sua configuração original, bem como o câmbio automático de seis marchas, a tração 4×4 e a suspensão original. As diferenças eram majoritariamente estéticas, como a grade “Storm”, pintura de dois tons, rodas de 17 polegadas. As únicas mudanças funcionais eram os pneus Pirelli MT Scorpion 285/70, os ganchos de reboque, snorkel da admissão e para-choques exclusivos com maior ângulo de ataque e saída.

flatout-salao-automovel-2018-ford-30

Como bem observou o Motor 1 Brasil, é possível que a Ford modifique a suspensão da picape com uma nova geometria e calibragem. Também não descartaríamos uma recalibragem sutil no motor turbodiesel para colocá-lo mais próximo da Amarok V6, de 225 cv.

 

 

Novo Land Rover Defender pode ser lançado ainda neste mês

Generated by pixel @ 2018-12-06T22:05:47.563774

No início do ano a Land Rover revelou que o lançamento do novo Defender seria o auge da comemoração dos 70 anos da marca, que aconteceu no dia 30 de abril deste ano. O novo modelo não deu as caras, mas a comemoração da Land Rover não parou por ali. Desde então a fabricante iniciou uma série de eventos ao redor do mundo — no Brasil, inclusive — e também uma campanha de teasers do novo Defender, que começou a circular camuflado pelas ruas e estradas europeias em outubro. Além disso, a Land Rover também disse que os eventos comemorativos se estenderiam até o final do ano.

Generated by pixel @ 2018-12-05T05:36:12.809175

Ligue os pontos: lançamento será o auge da celebração, campanha de teasers iniciada em outubro, eventos até o final do ano. Não faz sentido esperar que o lançamento do novo Defender seja o último grande evento dos 70 anos da marca?  As fotos mostram os protótipos camuflados, mas já com sua carroceria final, o que indica que provavelmente são protótipos de validação — a última etapa antes do lançamento.

Generated by pixel @ 2018-12-05T05:36:26.301534

Nesta nova geração o Defender irá manter o visual “quadrado”, porém se tornará um veículo bem mais moderno, abandonando a construção do tipo carroceria sobre chassi e passando a usar uma versão reforçada da plataforma D7U de alumínio, já empregada nos Range Rover e no Discovery. Ele também terá um powertrain híbrido leve de 48 volts e deverá ter até mesmo uma versão 100% elétrica.

Generated by pixel @ 2018-12-05T05:36:39.473534

Os motores a combustão serão os recentes Ingenium da Jaguar Land Rover — 2.0 diesel e gasolina de quatro cilindros e 3.0 diesel e gasolina de seis cilindros em linha. Como as demais linhas da Land Rover, o novo Defender dará origem à uma família própria, com carrocerias variadas e os tradicionais entre-eixos de 90, 110 e 130 polegadas.

 

Acidentes fatais em rodovias federais somam 83 mil mortos em dez anos

acidente-marginal-morto-G

Nos últimos 10 anos, a Polícia Rodoviária Federal registrou mais de 1,6 milhão de acidentes com 83.500 mortos — uma média de 23 mortes por dia. Os dados foram divulgados ontem (6) pela PRF durante o ato que lançou a operação de fim de ano nas rodovias federais.

Apesar do número expressivo, as mortes nas rodovias vêm reduzindo desde 2011. O ano passado foi o menos violento da série de 10 anos divulgada pela polícia, com 6.243 mortos. Contudo, o número de mortes relativo ao número de acidentes aumentou, uma vez que em 2007 ocorreram 128.438 acidentes com 7.054 mortes (uma morte a cada 19 acidentes) e em 2017 ocorreram 89.297 acidentes e 6.243 mortes (uma morte a cada 14 acidentes).

 

Um Koenigsegg Regera de fibra de carbono exposta

k2-1544104499

A Koenigsegg já encerrou as vendas do Regera há mais de um ano, mas como sua capacidade de produção é menor que a demanda, eles ainda estão produzindo os carros que foram vendidos. Entre eles está este exemplar especial, com acabamento inédito na marca e possivelmente no segmento dos supercarros. Ele não tem nenhum tipo de pintura ou acabamento: sua carroceria é feita de fibra de carbono polida e só.

k4-1544104499

Trata-se do Koenigsegg Naked Carbon Regera, ou KNC Regera, que ganhou esse nome justamente por expor a fibra de carbono despida de qualquer acabamento. Segundo a Koenigsegg, apesar de parecer mais fácil por não ter acabamento sobre a fibra, este visual é ainda mais difícil de se obter porque os componentes precisam ter a camada de epóxi removida e depois são polidos até as fibras de carbono — um processo realizado com lixas e politrizes. A margem de erro é extremamente crítica: uma passada a mais e as tramas são danificadas, exigindo a substituição do componente.

Além disso, a Koenigsegg precisou testar a durabilidade e impermeabilidade das peças por anos antes de poder oferecer esse serviço. Por não ter nenhum tipo de pintura ou resina, o carro ficou 20 kg mais leve que os comuns.

Matérias relacionadas

Sim, este é um Chevelle movido a vapor – feito pela própria Chevrolet em 1969!

Dalmo Hernandes

Fiesta RS deve chegar em 2017 com 250 cv, próxima geração do Civic Si terá motor 2.0 turbo do Type R, BMW M4 GTS crava 7:28 em Nürburgring e mais!

Leonardo Contesini

Duelo do dia especial Copa do Mundo: Colômbia vs. Inglaterra, ou Montoya vs. Mansell

Dalmo Hernandes