A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Salão do Automóvel de SP

Um Lotus Renault 95T de Fórmula 1, uma picape Renault Duster e a chegada do Mégane RS são os principais destaques dos franceses no Salão

A partir de agora, as marcas de automóveis francesas que atuam no Brasil são Renault, Peugeot, Citroën e DS. Sim, DS — anteriormente uma linha diferenciada da Citroën, a DS agora ganhou status de marca independente, embora continue a ser vendida nas concessionárias Citroën. Sendo assim, em quatro estandes pudemos ver o Lotus 95T de Ayrton Senna, a linha 2015 e os conceitos da Renault, da DS (incluindo o novo DS 6), o excêntrico Citroën C4 Cactus e um Peugeot de rali. E isto é só o começo!

 

Renault

salaosp-barata-renault-13

A Renault está usando o Salão de São Paulo como plataforma para lançar toda a linha 2015. Sendo assim, a marca do diamante lotou seu estande de novidades. De cara, o Mégane RS nos atrai com seu visual invocado e o motor 2.0 turbo de 265 cv.

Capaz de chegar aos 100 km/h em seis segundos e acelerar até os 254 km/h, o recordista de Nürburgring (7:54,36) chegará ao Brasil na virada do ano. Ainda não se fala em preços, mas a estimativa fica na casa dos R$ 120 mil.

salaosp-barata-renault-4

Os lançamentos são o novo Sandero Stepway e o Fluence 2015. O primeiro finalmente chega à nova geração, que ficou mais refinada e mais bonita quando foi lançada para Logan e Sandero no meio do ano (agora, os dois têm a mesma cara). A versão aventureira suspensão elevada e adereços externos (molduras pretas nos para-lamas, rack no teto, grafismos) que remetem aos SUVs, enquanto o lado de dentro tem uma nova central multimídia e detalhes de acabamento em cores fortes, como o laranja fluorescente, que remetem à prática de esportes radicais.

renault_fluence_br-spec_8

Já o sedã Fluence teve sua dianteira renovada, finalmente de acordo com a atual identidade visual da marca, e ganhou novas rodas de liga leve. As novidades ficam por conta de um novo pacote de equipamentos, com sistema multimídia com tela sensível ao toque e partida sem chave como destaques. O motor continua sendo o 2.0 16v de 143 cv, acoplado a uma caixa manual de seis marchas ou CVT.

salaosp-barata-renault-7

Entre os conceitos, um que deve antecipar um lançamento de 2016: o Duster Oroch que, além de adotar o novo visual corporativo da Renault, transformou o utilitário em uma picape de cabine dupla com capacidade para cinco pessoas. Apesar do jeitão de conceito, com detalhes em vermelho por toda a carroceria, boa parte das linhas do Duster Oroch deverão passar para a versão de produção da picape.

salaosp-barata-renault-14 salaosp-barata-renault-1

Os outros conceitos expostos são o Twizy Renault Sport F1, conceito inspirado no Twizy de rua (que também está no Salão), dotado de um bodykit inspirado nos bólidos de F1 e com um motor KERS de 80 cv no lugar do motor elétrico de 17 cv; e o Kwid, uma espécie de buggy com apelo off road e volante central, com o motorista sentado entre os passageiros do banco da frente.

salaosp-barata-renault-15

Está presente, ainda, o Renault Zoe, um dos carros elétricos mais vendidos na Europa, dotado de um motor de 88 cv e capaz de acelerar até os 100 km/h em 13 segundos, com autonomia de 210 km.

salaosp-barata-renault-11

A maior estrela da Renault, porém, é o Lotus de Fórmula 1 trazido como homenagem ao piloto brasileiro Ayrton Senna, que venceu sua primeira corrida da carreira — o GP de Portugal de 1985, realizado sob chuva no circuito do Estoril — com um carro da Lotus-Renault. Só não entendemos por que eles trouxeram o 95T de Nigel Mansell, que nunca foi guiado por Senna, em vez do 97T — esse sim usado pelo brasileiro. Em ambos os carros  motor é um V6 turbinado de 750 cv, e a pintura negra e dourada da John Player Special é simplesmente estonteante.

 

Peugeot

salaosp-barata-peugeot-10

 

O maior destaque da Peugeot foio lançamento do crossover 2008, que busca um espaço entre os SUVs compactos derivados de hatchbacks (no caso, o Peugeot 208). Equipado com motores 1.6 turbo e de aspiração natural, e câmbio automático de seis marchas, o 2008 será fabricado e vendido no Brasil em 2015.

salaosp-barata-peugeot-1

 

O que nos chamou a atenção, porém, foi o 2008 DKR, feito para competir no Rali Dakar. Para isto, ele é dotado de um motor V6 biturbo de 340 cv e 81,5 mkgf de torque e pneus de 37 polegadas. O 2008 DKR deverá enfrentar os 10.000 km pelos desertos da América do Sul no ano que vem.

salaosp-barata-peugeot-3

Quem esperava o 208 GT (como nós), saiu decepcionado: o hatch foi representado pela linha 2015 e pelos conceitos Natural, que usa materiais sustentáveis em sua fabricação, e Urbm, que tem foco na mobilidade urbana e um rack de teto com bicicleta. Também foi apresentada a tradicional série especial Quiksilver, em parceria com a grife de roupas australiana.

Citroën/DS

salaosp-barata-citroen-1

Como dito no começo do post, a DS se tornou uma marca “independente” da Citroën. Isso por que a DS agora é uma gama de modelos formada por DS3, DS4, DS5 e DS6. O DS 3, como dissemos há alguns dias, ganhou uma nova “assinatura luminosa” — leia-se, novos faróis dom LEDs — e uma ligeira atualização no interior, que agora tem uma central multimídia no painel. O motor continua sendo o 1.6 THP turbo de 165 cv, desenvolvido em parceria com o grupo BMW.

salaosp-barata-citroen-2

A novidade fica por conta do DS 3 Cabrio Racing que, além do visual diferenciado com um novo body kit funcional e a experiência de dirigir a céu aberto, traz uma versão de 202 cv do motor THP, o THP 200. A potência máxima aparece aos 6.000 rpm, e o torque de 27,5 mkgf surge aos 2.000 rpm.

salaosp-barata-citroen-5

DS 4 e 5 também foram ao salão, mas a novidade é o SUV DS 6, inspirado no conceito Wild Rubis. Equipado com o motor THP 200, o sofisticado SUV veio para testar a receptividade do público brasileiro a novos modelos com a marca DS.

salaosp-barata-citroen-10

Já a Citroën “normal” veio munida de duas novidades: o C4 Cactus e o novo Picasso. O primeiro é a versão conceitual do crossover que já está à venda na Europa, e tem como característica mais marcante as “couraças” de borracha nas laterais.

salaosp-barata-citroen-12

Já o Picasso mudou radicalmente, crescendo e ganhando o motor 1.6 THP de 165 cv acoplado a um câmbio automático de seis marchas. Seu visual ficou idêntico ao do modelo europeu, com uma ousada e futurista dianteira e porte de minivan. O C4 Picasso chega antes do fim de 2014.

Matérias relacionadas

Ferrari 488 Pista, McLaren Senna e Lamborghini Huracán Performante e os supercarros do salão do automóvel

Leonardo Contesini

Novos Cruze Sport6, Tracker e Camaro SS são as atrações da Chevrolet no Salão do Automóvel

Dalmo Hernandes

Salão do Automóvel 2018: o guia completo com todas as novidades e atrações

Leonardo Contesini