A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Um Mitsubishi Eclipse com faróis escamoteáveis e motor turbo à venda

O Mitsubishi Eclipse foi um dos carros importados mais bem sucedidos do Brasil nos anos 90. Suas formas arrojadas, com perfil baixo, para-brisa inclinado e traseira alta o tornavam instantaneamente reconhecível e seu conjunto mecânico era bem interessante, especialmente com motor turbo. Por conta disto, não é muito fácil encontrar um Eclipse original e bem cuidado – especialmente da primeira geração, fabricada entre 1989 e 1994. É por isso que este exemplar anunciado no GT40 pode ser considerado um belo Achado meio Perdido.

O Eclipse foi o primeiro fruto da Diamond Star Motors, uma joint venture entre a Mitsubishi e a Chrysler criada para conquistar o mercado americano com carros esportivos, e também compartilhar recursos e tecnologias.  O nome era inspirado pelos emblemas das duas marcas: os três diamantes da Mitsubishi e a estrela de cinco pontas da Chrysler. A Diamond Star Motors foi criada em 1985, e quatro anos depois o Eclipse foi lançado.

img_149644_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2

O Eclipse tinha uma platforma nova, desenvolvida em conjunto pela Chrysler e pela Mitsubishi. Ela era compartilhada com outros dois carros, o Eagle Talon e o Plymouth Laser, que eram idênticos ao Eclipse, usando a mesma plataforma, os mesmos motores, a mesma carroceria e o mesmo interior. As diferenças eram poucas, e ficavam por conta de detalhes estéticos como o formato dos para-choques e das lanternas traseiras. E, claro, os emblemas.

autowp.ru_plymouth_laser_rs_1autowp.ru_eagle_talon_2

Você pode ler toda a história do Mitsubishi Eclipse, do Eagle Talon e do Plymouth Laser neste post 

Uma das coisas mais legais do Eclipse de primeira geração, porém, é seu motor: o quatro-cilindros 4G63, o mesmo do Lancer Evolution, que foi lançado em 1992. No Eclipse ele podia ser naturalmente aspirado, com 135 cv; ou turbinado (4G63T) com 180 cv. Esta última era encontrada no Eclipse GS Turbo – é o caso do Achado meio Perdido de hoje, que foi fabricado em 1990 e, por isso, ainda conserva os faróis escamoteáveis, que foram abolidos em 1993 e trocados por pelas mais convencionais.

O carro pertence a Felippe Almeida, de Criciúma/SC, que é o terceiro dono do carro. Ele conta que comprou o carro em 2014, e desde então dedicou-se a mantê-lo em ordem e bem conservado.

img_147652_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2 img_149652_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2

Além do motor turbinado, o Eclipse GS Turbo é equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, freios ABS, teto solar, volante ajustável e cruise control. O hodômetro marca 65.000 milhas, o que dá por volta de 104.000 km – número baixo para um automóvel fabricado 26 anos atrás, em 1991. A pintura e os revestimentos internos são originais e estão muito bem conservados, com apenas alguns pequenos sinais de desgaste visíveis. O motor foi todo refeito com 45.000 milhas (cerca de 72.000 km), e de acordo com Felippe o óleo é trocado a cada 3.500 milhas (5.600 km). Ele diz que guarda todo o histórico de manutenção do Eclipse.

img_149656_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2

Felippe diz que o cupê é seu carro de uso diário, e que recebeu algumas modificações para melhorar a experiência de condução: freios dianteiros do Lancer Sportback Ralliart, com discos de 294 mm e pinças de dois pistões; as rodas do Lancer Evolution VIII, de 17×8 polegadas com pneus Bridgestone de medidas 215/50; strut bars dianteira e traseira;  volante Lotse Dakar; abafador de inox no escapamento; medidores Auto Gauge (pressão do turbo, pressão do óleo, pressão do combustível e nível da mistura ar/combustível) e o rádio original do Eclipse 1993, com toca-fitas, entrada auxiliar e equalizador.

img_149660_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2 img_149648_4_9793ef81-44a5-42b0-8292-bdcbb08b68d2

O carro também acompanha diversos componentes originais – rodas, volante, abafador, freios dianteiros e rádio. Além disso, o novo dono também leva os manuais originais, a guia de importação e a chave reserva.

Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio para pegar os contatos do proprietário.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Clarkson, Hammond e May vão anunciar novo programa, Nürburgring bane tentativas de recorde dos fabricantes, Produção do Porsche 918 chega ao fim e mais!

Leonardo Contesini

Governo adia obrigatoriedade de extintor ABC, novos Porsche 911 e Cayman flagrados sem disfarces, adolescente de 15 anos destroi seu Aston Martin e mais!

Leonardo Contesini

Quem está a fim de uma rara Caravan Diplomata bem conservada a um preço razoável?

Dalmo Hernandes