FlatOut!
Image default
Zero a 300

Um possível sedã da Bugatti, McLaren Senna em Nürburgring, Aventador SVJ tem versão roadster confirmada e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen divulga “interior do T-Cross”… em mais um teaser

Mais um dia, mais um teaser da Volkswagen, que gostou dessa publicidade gratuita fantasiada de informação sobre seu mais novo lançamento e está espremendo ao máximo o bagaço dessa cana. Agora a marca mostrou o interior do carro sem mostrar o interior do carro. O novo teaser mostra um sketch com as linhas do painel e volante do carro ultra-estilizadas.

flagra-vw-t-cross-2019-interior-1

O conceito estético é basicamente o mesmo do Polo, diferenciando-se apenas por algumas linhas dos elementos que compõem o painel, como a faixa colorida que se estende de uma porta até a outra, as saídas de ar, o quadro do sistema multimídia e o quadro de instrumentos. Como se trata apenas de um sketch, não temos como dizer se ele será exatamente como na imagem, ou se a Volkswagen acabará adotando o mesmo interior do Polo. Também não sabemos se o elemento colorido será mantido. No Polo, ela acabou não sendo oferecida porque foi considerada “ousada demais” para o público brasileiro. O quadro de instrumentos certamente será digital como nas versões de topo do Polo, com um quadro convencional para as versões de entrada.

volkswagen-polo-2017-dashboard

O modelo será lançado somente em novembro, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, mas até lá a Volkswagen certamente vai produzir mais alguns teasers mostrando tudo sem mostrar nada. Espera-se que o T-Cross seja equipado com os motores 1.0 TSI e 1.4 TSI, com 128 cv e 150 cv, respectivamente, competindo com Hyundai Creta, Ford EcoSport, Nissan Kicks, Jeep Renegade e Honda HR-V.

 

Será este o aguardado sedã da Bugatti? Ou alguma versão de pista?

Bugatti-4-door-hybrid-spy-shots-scoop-Galibier

Já faz quase dez anos que a Bugatti apresentou o conceito Galibier, um belíssimo sedã de quatro portas com toda a opulência e luxuosidade que a marca se orgulha em exibir em seus carros. O modelo encantou o público, que até hoje se pergunta por que cazzo ele nunca foi lançado. Mais recentemente, em 2016, o então CEO da marca, Wolfgang Durheimer, disse que o Chiron será mais lucrativo e poderá bancar um novo modelo. À primeira vista esse modelo poderia ser o Divo, mas… o que é esse carro debaixo dos panos na foto acima?

A imagem foi publicada pelo Supercar Blog (como você deve ter percebido pela marca d’água…), e foi enviada pela mesma pessoa que revelou as primeiras informações sobre o Bugatti Divo. A foto foi tirada em Wolfsburg, onde fica o estúdo de design da Bugatti, por um cliente da marca. Ela mostra claramente um modelo da marca (note a grade em forma de ferradura e os faróis incisivos), porém com entre-eixos e teto bem mais longo que o do Chiron ou o Divo. A traseira parece mais truncada que a dos dois esportivos, algo como uma “fastback”. Será esse o aguardado sedã da Bugatti?

Outra hipótese é que a Bugatti tenha feito um modelo “one-off” para algum cliente endinheirado. Lembra que, nos teasers do Divo, a Bugatti falou do retorno da tradição “coachbuilder” da empresa? Pois aí está uma pista.

Aliás, falando em pista… a dianteira parece um tanto baixa para acomodar um motor como o W16 da Bugatti. E você não pode fazer um sedã de motor central-traseiro sem fazer um carro insanamente longo. Mas você pode fazer uma versão de pista com entre-eixos alongado para corridas de endurance — especialmente com um novo regulamento a caminho. Quem sabe?

 

Pirelli divulga prévia do GP da Itália

22471_14-IT-Preview-EN-750

A Pirelli divulgou sua prévia para sua corrida “caseira”, o GP da Itália. Os compostos escolhidos para a corrida em Monza serão o médio, macio e supermacio. Diferentemente do GP da Bélgica, que usou os mesmos compostos do ano passado porém com os novos nomes deste ano, na Itália os compostos estão um grau mais macios, porém com os mesmos nomes do ano passado. O que motivou a escolha, claro, foi a velocidade média o circuito, uma das mais altas do calendário, bem como a alta força centrífuga das curvas longas.

Isso deve motivar uma estratégia de apenas uma parada, e a Pirelli estima que a volta mais rápida deve ser dois segundos mais rápida que em 2016. A volta mais rápida de 2017 foi cravada por Daniel Ricciardo, que largou com os pneus macios e depois trocou por supermacios. Espera-se um tempo seco e quente.

“Em monza temos a mesma denominação da Bélgica: outra pista rápida e histórica da F1. Monza tem forças longitudinais em vez de laterais, e o motor tem um papel importante. A última geração de carros irá atingir velocidades ainda mais altas, e a denominação dos compostos é um nível mais macia neste ano. Será interessante ver os efeitos disso, em uma corrida que sempre é vencida com estratégias de uma parada.”- Mario Isola, diretor de motorsports da Pirelli.

 

 

O que a McLaren está fazendo com o Senna em Nürburgring?

Já faz nove meses que o McLaren Senna foi lançado e as primeiras unidades já foram entregues aos compradores. Isso significa que não restou muita coisa para desenvolver no carro — ao menos nada que exija baterias de teste em Nürburgring. E é por isso que estamos intrigados com este vídeo do novo hiperMac no circuito germânico. O que ele está fazendo lá?

O negócio fica ainda mais intrigante porque ele não tem nenhuma diferença visual em relação aos demais Senna — a única pista é o adesivo colado nas laterais do carro, VP24-P15, indicando que este é o protótipo de validação 24 do modelo P15. Diante disso só vemos três hipóteses plausíveis: a McLaren está testando alguma tecnologia nova, ou está desenvolvendo uma versão especial do carro, ou está correndo contra o relógio para, quem sabe, baixar o tempo do Lamborghini Aventador SVJ — algo que nos parece perfeitamente possível considerando que ele é mais potente, mais leve e mais aerodinâmico que o touro italiano. Sem contar que seria legal demais dizer “Senna é o recordista de Nürburgring”. Qual o seu palpite?

 

Versão roadster do Aventador SVJ já está em processo de homologação

56438782-lamborghini-aventador-svj-roadster-768x594

Falando no Aventador SVJ, uma notícia publicada pelos americanos do Auto Guide confirma que ele terá uma versão roadster. Não que seja surpresa, uma vez que a Lambo sempre dá um jeito de arrancar o teto de seus especiais, mas desta vez eles foram rápidos, considerando que o carro mal foi apresentado ao público.

O site americano descobriu um documento do Conselho de Recursos do Ar da Califórnia (CARB, na sigla em inglês) protocolado em 23 de agosto, que certifica quatro modelos Lamborghini para o mercado local em 2019: o Aventador S Coupé, Aventador S Roadster, Aventador SJV Coupe e Aventador SVJ Roadster. Parece suficientemente claro, não?

Não se sabe, contudo, se a versão sem-teto do Aventador SVJ fará parte da contagem de 900 exemplares anunciados pela Lamborghini ou se ele terá uma produção limitada própria. O que podemos dizer com certeza é que ele usará o mesmo powertrain e os mesmos elementos aerodinâmicos do cupê, com as devidas mudanças para funcionar com o teto removido.

Como o Aventador SVJ Roadster ainda nem existe oficialmente, ele não tem data para ser lançado, mas se fôssemos fazer uma aposta, seria entre julho e agosto de 2019. Foi o mesmo tempo que o Huracán Performante Spyder levou para aparecer depois do lançamento do cupê.

Matérias relacionadas

HRMB 2018: veja como foi a arrancada de Honda (& cia), churrasco e encontro de entusiastas em Sorocaba!

Juliano Barata

Inspire-se com este Chevette hatch com motor C20XE de 280 cv e 8.000 rpm

Dalmo Hernandes

Denatran suspende inspeção nacional obrigatória, os usados mais vendidos em março, o fim do Koenigsegg Agera e mais!

Leonardo Contesini