A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Um raríssimo Toyota 2000GT foi destruído por uma árvore no Japão

No último domingo (8) o mundo perdeu uma de suas grandes joias automotivas: um Toyota 2000GT, que foi esmagado sem cerimônia por uma árvore gigantesca na prefeitura de Toyama, no Japão.

O carro branco era uma das 343 unidades produzidas (embora este número varie entre 337 e 351, dependendo da fonte consultada) entre 1967 e 1970. Segundo o Japanese Nostalgic Car, o carro passava por uma árvore durante um passeio na manhã de domingo no exato momento em que ela caiu. O motorista, um homem de 28 anos, foi levado às pressas para o hospital com ferimentos nos braços e nas pernas, mas passa bem.

O mesmo não pode ser dito do 2000GT… o carro foi esmagado como um inseto. Em casos como este, nunca podemos descartar a possibilidade de uma restauração, mas pelo aspecto da coisa toda este pobre 2000GT certamente terá declarada a perda total.

Segundo o governo local, a árvore de 6,2 metros de diâmetro e 30 metros de altura estava velha e apodrecida por dentro, e deveria ter sido cortada pois corria o risco de cair e ferir alguém — exatamente como aconteceu. Contudo, ela ficava em uma área de proteção ambiental, onde o corte de árvores é proibido. Irônico, para dizer o mínimo.

O 2000GT foi construído pela Toyota em parceria com a Yamaha. Projetado originalmente para a Nissan, que recusou o projeto, o 2000GT tinha proporções de grand tourer e lembrava o Jaguar E-Type. Não é à toa: o clássico britânico foi uma das maiores inspirações para o 2000GT — incluindo o motor, que também era um seis-em-linha, de 2,3 litros e 150 cv, suficientes para levá-lo aos 220 km/h.

tumblr_mxzgprbCvp1r5zt4fo1_1280

Por seu preço elevado (nos EUA, ele custava o dobro de uma Ferrari), exclusividade e desempenho, o 2000GT é considerado o primeiro supercarro japonês (mesmo que não seja, de fato, um supercarro na definição mais aceita da palavra). Em maio do ano passado um 2000GT se tornou o carro asiático mais caro já vendido ao ser arrematado por US$ 1,16 milhão (R$ 2,6 milhões) em um leilão da RM Auctions.

Além de tudo, é extremamente bonito  — mais até do que o E-Type, na humilde opinião deste escriba. E agora o mundo tem um 2000GT a menos.

 

Matérias relacionadas

A avenida consertada em uma semana pelos japoneses… está afundando

Leonardo Contesini

A Apple está mesmo negociando a compra da McLaren?

Leonardo Contesini

612 cv e tração nas quatro rodas: este é o novo Mercedes-AMG E63

Leonardo Contesini