A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Humor WTF?

Um Subaru Impreza WRX conversível é uma ideia terrível ou… genial?

Não, caro leitor, não se trata de uma montagem muitíssimo bem feita no Photoshop, mas de um legítimo Subaru WRX de terceira geração que deixou de ser um sedã para se tornar um conversível de quatro portas. Sim, caro leitor, foi exatamente isto que você leu.

Ok, antes de sair atirar paus e pedras no projeto do cara (boa sorte tentando acertá-lo, porque o carro está nos EUA e você provavelmente não conseguiria arremessar algo tão longe), vamos tentar entender um pouco melhor o que está acontecendo aqui.

Trata-se de um anúncio no Craigslist, que é meio que o Mercado Livre americano — com um layout infinitamente mais simples, quase noventista, e uma diferença importante: dá para anunciar qualquer coisa, até mesmo que você está disponível para conhecer garotas (ou caras, claro). Em comum com o que temos no Brasil, no entanto, o Craigslist traz a possibilidade de encontrar carros bem… curiosos. Com isto em mente, dá até para dizer que o Impreza conversível não é dos piores.

wrx-conversivel (2)

Claro, ele definitivamente não foi feito para ser um conversível. Em 1992, a Subaru apresentou uma versão com turbo, 240 cv e tração intergral do sedã Impreza. O objetivo de homologar sua versão de competição para o WRC — “WRX” significa World Rally Experimental.

O WRX tornou-se um verdadeiro ícone nas ruas e nos ralis — o esportivo de rua ganhou a versão STI, ainda mais potente, e o carro de rali conquistou nada menos que três títulos no Mundial entre 1995 e 1997. O primeiro deles, com o lendário Colin McRae (o cara que proferiu o lema do FlatOut), que também foi campeão entre os pilotos.

Só porque este post não é exatamente sobre carros de rali, não significa que você não possa ver e ouvir carros de rali — especialmente se for o Impreza 555 de Colin McRae

Sendo assim, o WRX é inevitavelmente ligado aos ralis, mantendo a mesma configuração dos Impreza que competiam: motor boxer turbinado e tração integral. No entanto, ele também foi pensado para o asfalto e, sendo um sedã, também herdou certa praticidade e até algum conforto, descontando a suspensão rígida.

Talvez boa parte do barato de ter um WRX, portanto, seja justamente o fato de, no fundo, um carro de família — algo que fica ainda mais evidente na perua da primeira geração, ou no hatch da terceira. Afinal, você tem espaço razoável para cinco pessoas, um bom porta-malas, ar-condicionado e sistema de som em um carro turbinado cheio de potencial. É o equilíbrio perfeito. E sim, isto também vale para o Lancer Evolution.

Obrigatório

No entanto, a gente acha que, para o dono deste carro, tal praticidade não foi o bastante. Ele queria tudo isto e ainda poder, sempre que quisesse, dirigir a céu aberto, curtindo a brisa no rosto e o ronco borbulhante do flat-4 turbinado. O anúncio do Craigslist não especifica modificações mecânicas mas, sabendo que este é um WRX 2011, sabemos que ele tem pelo menos 268 cv e 33,7 mkgf de torque — suficientes para chegar aos 100 km/h em menos de cinco segundos e garantindo a diversão de qualquer um que tenha gasolina nas veias.

Além disso, todos conhecemos a disposição do WRX para curvas — claro que o STI é ainda melhor graças a um trabalho nos diferenciais, mas ainda assim não dá para reclamar.

wrx-conversivel (4)

Agora, certamente a perda do teto cobrou seu preço na rigidez estrutural. Realmente esperamos que quem quer que seja o responsável pela conversão tenha tido o cuidado de aplicar os devidos reforços no que restou da carroceria — que aliás, por ter quatro portas, já é naturalmente menos rígida.

Aliás, um conversível de quatro portas também é meio esquisito. Mesmo um dos conversíveis mais inexplicáveis que existem, o Nissan Murano CrossCabriolet, que é baseado em um crossover e vendido nos EUA e na Europa desde 2002, tem apenas duas portas. Difícil sacar qual é a desse carro:

murano

Talvez o resultado ficasse até mais harmônico e menos chocante aos ólhos. Ele podia ter pego um cupê, ao menos…

22b

Pensando bem, melhor não — já pensou se alguém tivesse feito isto com um precioso WRX STi 22B?

De qualquer forma, o carro está no Craigslist, o que significa que ele está à venda. E, ao menos pelo que diz a descrição, não foi porque ele deixou o dono na mão. Pelo contrário:

O carro está em excelentes condições, é muito rápido e divertido de dirigir! Meu marido AMA esse carro mas infelizmente para ele, com a chegada do nosso novo bebê, agora ele vai dirigir uma minivan! #VidaEmFamília #3Filhos

Olha, essa doeu, de verdade. Quem disse que um Subaru Impreza WRX conversível não pode ser um carro de família?

Quer saber? Agora nos sensibilizamos com a situação do cara. Não vamos nem dizer o que achamos de seu WRX sem teto e vamos passar a bola para os leitores. Diz aí: você teria um WRX conversível na sua garagem?

wrx-conversivel (3)

Matérias relacionadas

As rodas mais bizarras e curiosas (ou só feias, mesmo) do mundo automotivo – parte 2

Dalmo Hernandes

Sim, amigos: isto é um Honda Civic com motor de Fusca na traseira

Dalmo Hernandes

Garoto de dez anos rouba carro dos pais, bate e depois diz à polícia que é um anão

Leonardo Contesini