A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Um supercarro do Inferno, novo Jaguar XF é lançado no Brasil, Mercedes-Benz divulga o interior do novo Classe E, Alemanha quer banir carros a gasolina e diesel e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Inferno, o novo supercarro mexicano

1

Supercarro e mexicano são substantivos que geralmente não dividem a mesma frase — nem mesmo depois do lançamento do Mastretta MXT. Mas isso pode mudar caso o Inferno Exotic Car não seja mais um caso de vaporware e se torne realidade.

Não há muitos detalhes sobre quem exatamente irá construir este supercarro. Inferno Exotic Car é o nome do carro, embora pareça o nome de um fabricante de exóticos. O projeto é liderado por um grupo de engenheiros mexicanos, mas o carro será construído por uma equipe de “especialistas italianos”, e foi apresentado no começo da semana na Expo Bancomer, uma exposição especializada em alta tecnologia.

2

O visual exagerado lembra aqueles modelos fantasiosos da Hot Wheels, e é assinado por Antonio Ferraioli que, segundo o release do Inferno, foi designer de componentes da Lamborghini. Contudo, uma rápida pesquisa sobre o profissional revela apenas colaborações em projetos especiais como o Asterion, Veneno, Aventador SV, Gallardo Super Trofeo e Reventon Roadster. Sendo especialista em plásticos, prototipagem rápida, fibra de carbono e moldagem de alumínio, aparentemente ele foi o responsável por fornecer componentes previamente projetados para a execução desses projetos. Atualmente, Ferraioli é funcionário da Lotus Cars.

A carroceria foi construída usando uma liga de zinco, alumínio e prata, conhecida como “espuma metálica” e a empresa por trás dela (possivelmente o próprio Ferraioli) parece ter a patente do material. Essa liga é descrita como um metal maleável capaz de esticar até 100 vezes seu tamanho original para absorver impactos. Se você tem uma noção mínima de proporções, já sacou que eles estão dizendo que o metal é indestrutível.

3

 

A única descrição realista do supercarro mexicano é o motor: um V8 biturbo de 1.400 cv de origem não especificada. Realista pois não é impossível extrair 1.400 cv de um V8 com dois turbos. Segundo os engenheiros do projeto, o motor é suficiente para levar o Inferno de zero a 100 km/h em menos de 3 segundos e chegar à máxima de 395 km/h. Aparentemente o Inferno exibido é um conceito não-funcional, mas os responsáveis pelo projeto afirmam que a produção do carro começará em 2016. Vai sim.

 

Novo Jaguar XF é lançado no Brasil por R$ 264.700

Jag_XF_S_Image_021215_LowRes

A Jaguar está lançando no Brasil o novo XF 2016, o sedã mais vendido da marca em todo o mundo. Ele chega em sua nova geração — baseada na plataforma dos irmãos maiores — no primeiro trimestre de 2016, e será oferecido em três versões com motores 2.0 turbo e 3.0 V6, e preços entre R$ 264.700 e R$ 381.000.

Em relação ao XF anterior,a  nova geração ficou 190 kg mais leve e 28% mais rígida graças à nova estrutura composta por 75% de alumínio. A suspensão dianteira agora usa braços triangulares sobrepostos (double wishbone) enquanto a traseira usa um sistema multibraços batizado “Integral Link”. O novo XF também ficou mais curto, porém seu entre-eixos ganhou 51 mm, passando a oferecer mais espaço interno.

Jag_New_XF_S_Location_Image_010415_21_LowRes

As mudanças no visual foram sutis como o comportamento de um nobre britânico — as diferenças mais notáveis estão nos para-choques dianteiros, com tomadas de ar maiores, nos faróis mais afilados, nos vincos do capô mais marcados e nas lanternas traseiras, que adotam um visual mais semelhante às do F-Type.

Por dentro dele ganhou um novo sistema multimídia batizado InControl Apps com função de espelhamento de smartphones e disco SSD de 60 gb para armazenamento interno. O novo XF será oferecido em três versões: Prestige e R-Sport equipadas com o motor 2.0 GTDi turbo, de 240 cv — capaz de levar o Jag de zero a 100 km/h em sete segundos; e o XF S equipado com o V6 3.0 supercharged de 380 cv (o mesmo do F-Type), capaz de levar o sedã aos 100 km/h em 5,3 segundos.  Todas elas serão equipadas com câmbio automático ZF de oito marchas.

Jag_CX75_SPECTRE_Lord__Mayor_Show_Image_131115_10_LowRes

A versão de entrada, Prestige, custa R$ 264.700, e vem equipada com rodas de 18 polegadas, faróis de xenônio, teto solar panorâmico, revestimento interno de couro, ar-condicionado de duas zonas, controle de velocidade, navegador GPS, câmera de ré e sensores de estacionamento na dianteira e na traseira.

Por R$ 288.600 você leva a R-Sport 2.0, que tem os mesmos equipamentos da Prestige e acrescenta suspensão recalibrada, para-choque dianteiro mais agressivo, spoiler traseiro e saias laterais. É possível ainda optar por bancos de couro com duas cores, pedaleira esportiva e emblema R-Sport no volante e nas soleiras.

No topo da linha está o XF S, de R$ 381.100. Por essa quantia o XF perde a faixa cromada entre as lanternas traseiras, ganha saias laterais, spoiler traseiro na cor do carro, rodas de 19 polegadas e pinças de freio vermelhas. Por dentro, o painel ganha acabamento de fibra de carbono, Head Up Display (HUD), sensores de estacionamento de 360 graus, detector de ponto cego, sistema de chave inteligente, sistema de áudio Meridian com 11 alto falantes e 380 watts de potência. Os opcionais, como no R-Sport, são os bancos de couro de duas cores, soleiras e pedaleira de metal.

 

Mercedes-Benz divulga interior (e outros detalhes) do novo Classe E

2017-Mercedes-E-Class-Interior-Carscoops6

Com o lançamento oficial do novo Mercedes-Benz Classe E (W213) se aproximando, a fabricante alemã começou a divulgar a nova geração aos poucos. Primeiro foram os carros de teste sem muita preocupação com camuflagem e agora uma galeria oficial do interior e outros detalhes do modelo — incluindo suas formas externas.

A Mercedes aparentemente está tentando subir o nível do segmento de sedãs médio-grandes adotando elementos do Classe S no novo Classe E e combinando-os com alguns elementos esportivos do Classe C. O painel de instrumentos, por exemplo, terá uma versão totalmente digital, com duas telas de 12,3 polegadas e resolução de 1.920 x 720 pixels. Elas exibirão informações e instrumentos arranjados em três estilos diferentes: Classic, Sport e Progressive. Já os modelos de entrada usarão uma versão do painel com instrumentos analógicos separados por uma dela de 7 polegadas e uma segunda tela central de 8,4 polegadas.

2017-Mercedes-E-Class-Interior-Carscoops20

A Mercedes não divulgou as fotos, mas o novo Classe E também terá duas versões do console central — uma para modelos com câmbio automático e outra para os modelos com câmbio manual. Um recurso inédito são os botões capacitivos nos raios do volante, que identificarão gestos diversos para controlar todas as funções do sistema multimídia. A iluminação da cabine usará LEDs com 64 opções de cores. A mesma tecnologia LED será usada nos farois (para luzes diurnas, alta e baixa) e nas lanternas, e terão um efeito de “poeira estelar”, segundo a Mercedes.

Um dos pontos destacados pela Mercedes são os novos bancos, que serão oferecidos em três versões diferentes de acordo com a versão de acabamento (básico, Avantgarde, Exclusive e AMG), além de materiais de alto nível como madeira porosa.

O novo Mercedes-Benz Classe E será apresentado em janeiro no Salão de Detroit, nos EUA, mas é provável que a Mercedes divulgue mais detalhes do modelo antes disso.

 

Alemanha quer banir carros a combustão interna até 2050

Captura de Tela 2015-12-09 às 12.32.53

A Alemanha é o berço do automóvel, lar dos sedãs esportivos e das rodovias sem limites de velocidade — um paraíso petrolhead na Terra. Contudo, eles parecem estar prontos para rejeitar os carros movidos a combustão interna — os motores de Nikolaus Otto e Rudolf Diesel — a partir de 2050.

Segundo a revista Car and Driver americana, a Alemanha é um dos países membros da aliança Zero-emission Vehicle (ZEV), que usou a conferência de mudanças climáticas da ONU (COP21) para anunciar o banimento dos veículos movidos a combustão até 2050. Outros países membros da ZEV também concordaram com a decisão, incluindo a Holanda, a Noruega e o Reino Unido. Além destes países, alguns estados americanos também adotaram a meta, como Califórnia, Connecticut, Maryland, Massachusetts, Nova York, Oregon e Vermont. O objetivo da proposta é reduzir as emissões globais de veículos em até 40% para impedir as mudanças climáticas.

 

Próxima geração do Land Rover Defender chega em 2018 em cinco versões de carroceria

maxresdefault

… e nenhuma semelhança com aqueles conceitos legais que a fabricante vem mostrando desde o começo da década. Também não espere que ele seja simples e robusto como tem sido nos últimos 60 anos. Ao menos é o que diz o diretor de design da marca, Gerry McGovern, em entrevista à Automotive News. Em certo ponto da conversa sobre o sucessor do Defender, McGovern afirmou que “quando o modelo for lançado as pessoas saberão que é um Defender moderno, mas ele não terá semelhança alguma com aqueles conceitos do Defender”.

Na verdade, é provável que ele passe a usar a plataforma do Range Rover Evoque, também usada no Discovery Sport, porém com uma carroceria mais elevada e reta. Na verdade, o posicionamento do próximo Defender deve sofrer uma alteração drástica. Embora a marca tenha prometido manter as mesmas capacidades off-road da atual geração, é provável que ele se torne algo mais luxuoso, com maior apelo ao público geral. Isso porque a marca precisa vender 100.000 unidades, em vez de apenas 10.000, como explicou McGovern à Automotive News. Além disso, o executivo revelou que a próxima geração do Defender terá cinco versões de carroceria: duas versões de duas portas, uma versão de entre-eixos longo e quatro portas, uma picape de duas portas e outra de quatro portas.

A próxima geração do Defender está prevista para 2018, já como modelo 2019, e deve ser apresentada no Salão de Genebra ou Frankfurt.

 

Matérias relacionadas

Henri Toivonen: o herói dos ralis que tinha talento no sangue – e partiu cedo demais | Lendas do WRC

Dalmo Hernandes

Este cara gastou R$ 20.000 para ter um Tesla Model S 100% funcional. Mas como?

Dalmo Hernandes

Governo manda multar caminhoneiros em bloqueio, as novas Ferrari 488 GTE e GT3, Citroën Aircross revelado e mais!

Leonardo Contesini