A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Uma das primeiras Ferrari F355 fabricadas está à venda no Brasil

Há quem diga que a Ferrari já não é a mesma, e que seus carros eram muito melhores antigamente, quando não tinham motores elétricos, aletas atrás do volante ou tração nas quatro rodas. Por esta razão, há quem diga que a F355 foi uma das últimas Ferrari legais de verdade. Se você concorda, vai curtir este exemplar anunciado no GT40 – uma das poucas que existem no Brasil e uma das primeiras a sair da fábrica em 1994. Pensando bem, se você discorda, vai curtir também.

De fato, é consenso geral que a F355 foi a última Ferrari old school. Ela era uma descendente direta da 348 e compartilhava com ela parte da estrutura e o projeto básico do motor – até mesmo suas dimensões externas são bastante parecidas. No entanto, trazia diversas pequenas modificações que melhoravam o conjunto como um todo e, por isso, tornou-se vital para salvar a Ferrari da falência, que era um risco real duas décadas atrás.

20170508_152420

Como? Pegando o que a 348 tinha de bom e melhorando. O motor V8 Tipo F119, por exemplo, teve o deslocamento ampliado de 3,4 litros 3.405 cm³) para 3,5 litros (3.496 cm³) graças a um aumento de 2 mm no curso dos pistões (de 83 mm para 85 mm, enquanto o diâmetro permaneceu em 75 mm), e ganhou cabeçotes com cinco válvulas por cilindro em vez de quatro. Agora chamado Tipo F129, o motor passou a entregar 380 cv a 8.250 rpm e 37 mkgf de torque a 6.000 rpm – na 348 eram 300 cv a 7.200 rpm e 33 mkgf de torque a 4.200 rpm. O câmbio manual de seis marchas com grelha foi mantido.

20150412_163826

A carroceria foi modernizada, ganhando linhas mais suaves e perdendo as entradas de ar estriadas nas laterais (uma conexão visual com a Ferrari Testarossa, já datada na época); os amortecedores passaram a ser eletronicamente ajustáveis, adaptando-se ao tipo de piso e ao modo de condução; e a carroceria adotou a construção em alumínio para aumentar a rigidez sem acréscimo no peso. Assim, o carro de 1.350 kg era capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 4,5 segundos, com máxima de 295 km/h.

05

Tais modificações foram suficientes para que a F355 fosse instantaneamente aclamada pela imprensa e pelo público. Foi ela que ajudou a Ferrari a superar sua crise mas, ao mesmo tempo, também foi ela que abriu espaço para inovações que os admiradores das Ferrari clássicas não curtem muito, como o câmbio “F1” com aletas atrás do volante.

Em todo caso, se você quer uma Ferrari à moda antiga, a F355 é uma bela opção. E o exemplar à venda no GT40 é, sem dúvida, um dos mais novos que já vimos em solo brasileiro.

Giovanni Veronese, do Rio de Janeiro/RJ, diz ser o terceiro dono do carro, com ele desde janeiro de 2015. Ele afirma, também, que se trata de um dos cerca de 200 exemplares da Ferrari F355 fabricados entre março e setembro de 1994 – ou seja, o carro é um dos raros exemplares 1994/1994.

IMG-20170318-WA001120170508_151732

A baixa quilometragem, de cerca de 19.600 km ajuda a explicar o bom estado de conservação do carro, que foi bem preservado ao longo dos anos e jamais passou por qualquer alteração de suas características originais. O motor é alimentado por um sistema de injeção Bosch M2.7 (característica das primeiras F355); o volante é um Momo de três raios sem airbag, exclusividade dos carros fabricados antes de 1995; e o visual traz a combinação de vermelho Rosso Corsa na carroceria e couro caramelo Connoly.

20150412_163512 120420153947

No início de 2017 foram realizados diversos serviços de manutenção preventiva. Os pneus Yokohama são novos, nas medidas originais; todas as correias do motor foram trocadas (incluindo do ar-condicionado, do alternador e da bomba de direção); a elétrica e todas as luzes foram revisadas, assim como freios, sistema de arrefecimento e câmbio, com troca de todos os fluidos e filtros necessários.

20170508_151912_003 20170508_151933

Uma nova bateria foi instalada em julho de 2017, e em agosto foi realizado um serviço de detailing completo por fora e por dentro, com vitrificação da pintura e higienização no inteirior, além de uma limpeza no cofre do motor. As fotos, contudo, foram feitas antes da limpeza.

No mais, esta nos parece uma das mais bem conservadas F355 do Brasil, com o bônus de ser um dos exemplares mais antigos existentes por aqui. Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio, pegar os contatos do proprietário e esclarecer quaisquer dúvidas com ele.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

O boom dos modelos PCD, Lamborghini pode ter sedã elétrico, Mini Countryman 2020 chega por R$ 150.000 e mais!

BMW M3 e M4 confirmados para 2020, De Tomaso voltará com motor de 700 cv, o SUV compacto da Toyota e mais!

Datsun 240Z 1973: um icônico esportivo japonês à venda no Brasil

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados