Edição diária: 18/06/2019
FlatOut!
Image default
Vídeo

Usando o túnel de vento… em pessoas!

O corpo do ser humano não tem o formato mais aerodinâmico do mundo: cabeça redonda, ombros largos, ossos nos quadris e, para atrapalhar o fluxo de ar, ainda ficamos a maioria do tempo em posição vertical, e não deitados com os braços colados ao corpo como alguns super-heróis voadores. Não somos nenhum protótipo de Le Mans. Deve ser por isso que um dia alguém decidiu colocar seres humanos em um túnel de vento para testar a resistência do nosso corpo contra uma corrente de ar de mais de 700 km/h.

O teste mostrado no vídeo foi realizado em 1946, no Centro de Pesquisas Langley da NASA em Hampton, estado da Virginia, nos EUA. O objetivo era testar a resistência dos pilotos a ventos soprando a uma velocidade que só seria possível com avião no ar, como canopi aberto. Ventiladores gigantes geravam rajadas de até 735 km/h, e é impressionante ver o efeito do vento sobre o rosto descoberto do piloto, que não usava nem mesmo óculos de proteção.

Apesar da força do vento, o piloto não sofreu dano algum.

Não é preciso um vento de 700 km/h, porém, para que uma pessoa seja arrastada ou até mesmo seja atirada longe. Há algumas semanas, na Noruega, o furacão Ivar soprou a até 153 km/h em algumas regiões, o que não impediu a população de tentar caminhar pelas ruas.

O povo nórdico não parece se importar muito com frio e golpes de vento. Alguns até riem enquanto inclinam o corpo para tentar vencer a força da natureza…

Algo nos diz que eles seriam ótimos pilotos.

 

Matérias relacionadas

As subidas de montanha da Polônia devem ser as corridas mais insanas do planeta

Leonardo Contesini

Este onboard mostra que o circuito de Isle of Man é simplesmente insano

Dalmo Hernandes

Como a Subaru quebrou seu próprio recorde no circuito da Ilha de Man

Dalmo Hernandes