FlatOut!
Image default
Top Zero a 300

V6 1.6, V8 2.0 e V12 1.5: os menores motores “grandes” já feitos

"Quem gosta de motorzinho é dentista", é o que a gente costuma ouvir (e de vez em quando dizer) quando o assunto é deslocamento. Todo entusiasta tem dentro de si, mesmo que não saiba, mesmo que negue, o desejo de ter na garagem um V8 dos anos 70. Ou um V10. Ou um V12. Mas nossas rotinas no trânsito da cidade, as despesas no posto de gasolina, o mercado, as organizações ambientais e as próprias fabricantes não nos deixam esquecer que os motores do futuro têm quatro, três, dois cilindros, turbos e

Matérias relacionadas

Governo de Goiás tenta mudar nome do Autódromo Ayrton Senna, as primeiras imagens do McLaren 675LT, uma Kombi de quase R$ 500.000 e mais!

Leonardo Contesini

Reforma de Interlagos traz prejuízos a quem vive do automobilismo, novos detalhes do BMW M2, Alpine ganha sinal verde da Renault e mais!

Leonardo Contesini

Dos aviões de caça para os automóveis: a evolução do head-up display (HUD)

Dalmo Hernandes