A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Veja como ficaram os Corvette engolidos pela cratera no museu

Há cerca de um mês, uma cratera se abriu no National Corvette Museum, nos EUA, e engoliu oito dos carros que estavam expostos ali. Já na semana passada o museu deu início aos trabalhos de retirada dos carros do buraco. Agora, podemos ver como eles ficaram.

Os carros estavam expostos no salão Skydome, seção do museu onde se encontravam alguns dos exemplares mais especiais fabricados ao longo das seis décadas de existência do esportivo, como o milionésimo Corvette ou o ZR-1 “Blue Devil”. A Chevrolet já avisou que vai restaurar todos os carros para que eles possam ser expostos no museu assim que o lugar for recuperado e aberto novamente ao público. Só que, como você já deve imaginar, não será uma tarefa tão fácil.

Alguém que esteve dentro do museu depois do resgate dos carros tirou fotos e publicou na internet. Por elas, dá para ter uma noção do estado geral de cada um dos Corvette envolvidos no incidente.

O Corvette ZR-1, que provavelmente é o mesmo exemplar que foi exposto no Salão de Detroit em 2008, foi um dos que sofreram menos danos na queda — alguns arranhões na carroceria e um pedaço da porta arrancado, além de muita sujeira.

corvette-destruidos (1) corvette-destruidos (2)

É a mesma situação do Corvette 1962, um clássico do qual foram produzidas mais de 14 mil unidades, que teve apenas o para-lama dianteiro direito seriamente danificado.

corvette-destruidos (5)

corvette-destruidos (3)

O mesmo não pode ser dito, porém, dos outros carros que estavam no museu. O milionésimo Corvette teve o para-brisa e as colunas A totalmente destruídos, além de danos razoáveis na dianteira:

corvette-destruidos (6) corvette-destruidos (8) corvette-destruidos (7)

O Corvette 40th Anniversary, de 1993, ficou pior ainda: a seção frontal se desprendeu do resto da carroceria, o capô quebrou e a fibra sofreu danos severos por toda a extensão do carro.

corvette-destruidos (14) corvette-destruidos (13) corvette-destruidos (12)

Dos carros que aparecem nas fotos, porém, o que ficou em pior situação foi o mais raro de todos: o PPG Pace Car de 1984. O exemplar único, baseado no então recém-lançado Corvette C4 e equipado com um V8 L83 de 210 cv, ficou irreconhecível:

corvette-destruidos corvette-destruidos (11)

Não há mais para-choque dianteiro — em seu lugar há um radiador todo retorcido. O teto targa desapareceu, e as laterais foram destruídas. A seção traseira não existe mais, e há sujeira por toda parte. A Chevrolet terá bastante trabalho para deixá-lo inteiro novamente.

482562_10201461714604387_1194941408_n-620x413 Corvette1-sm-620x348 Corvette4-sm-620x348

Infelizmente o fotógrafo não registrou imagens de três dos oito carros: o Corvette ZR-1 Spyder de 1991, o Mallet Hammer Z06 e o Corvette de nº 1,5 milhão. Só esperamos que ele não tenha feito de propósito, para nos poupar de imagens fortes demais.

Se você quiser saber de mais detalhes sobre todos os Corvette que foram engolidos pela dolina (o nome que se dá a este tipo de cratera, formado pela corrosão de rochas calcárias no solo), leia agora mesmo este post, que publicamos há alguns dias. Esperamos de verdade que estes carros sejam todos recuperados e se juntem aos sortudos sobreviventes o mais breve possível — afinal, eles fazem parte da história de um dos esportivos americanos mais idolatrados de todos os tempos.

Matérias relacionadas

As belas Ashley, Courtney e Brittany Force: a arrancada está no sangue

Dalmo Hernandes

Mega-galeria: encontro de Volkswagen raros e customizados em SP marca lançamento da VW Klassik

Juliano Barata

A história do lendário Mazda RX-7 que venceu as 24 Horas de Spa de 1981

Dalmo Hernandes