A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Projetos Gringos

Você encararia um projeto de garagem com este roadster britânico?

Você conhece um bom eletricista automotivo? Está disposto a passar os próximos meses vivendo na garagem como um cientista maluco trabalhando em um projeto grandioso? Acha que está na hora de começar seu próprio “Dart Games”? Então veja só este MGB que encontramos à venda.

Para as gerações mais novas, os esportivos tipicamente britânicos são os cupês da Aston Martin, os peso-pena da Lotus, ou ainda os insanos e finados TVR. Mas este não era o estereótipo há algumas décadas.

Os esportivos ingleses por definição eram os famosos roadsters, com suas medidas reduzidas, motores valentes e agilidade dinâmica. Eles são os carros de hillclimb por excelência, e foi com um deles que Carroll Shelby criou um dos grandes esportivos do século. Também foram eles que inspiraram o Mazda Miata/MX-5 e o Honda S2000. Claro, seria uma grande mentira dizer que os roadsters britânicos inventaram o prazer de dirigir, mas é seguro dizer que eles tiveram um papel importante nessa história.

mgb-1979-roadster-puma-karmann-ghia-sp2-porsche-9793-MLB20020871952_122013-F-640x358

É por isso que eles se tornaram desejados por colecionadores ligados em raids, ralis e outras corridas de clássicos. Embora não fossem muito populares no Brasil — principalmente devido aos anos de importações proibidas/supertaxadas —, na última década, vários deles completaram 30 anos e passaram a ser importados como veículos de coleção. É o caso deste MGB roadster 1979 que encontramos a venda no Mercado Livre a um preço interessante.

O MGB foi produzido entre 1962 e 1980, e era feito com a então inovadora construção em monocoque, em vez do antigo método que instalava a carroceria sobre o chassi. Além do peso baixo (1.100 kg), outro ponto forte do MGB é a distribuição de peso praticamente igual entre os dois eixos. O motor 1.8 originalmente produz até 95 cv com a dupla original de carburadores SU ingleses de 38 mm. Com o carburador Stromberg 44 destinado ao mercado americano, que era bem mais restritivo que o europeu em relação às emissões de poluentes, a potência caía para 70 cv.

mgb-1979-roadster-puma-karmann-ghia-sp2-porsche-9782-MLB20020872435_122013-F-640x480

O modelo das fotos é um dos carros vendidos nos EUA, de onde foi trazido pelo anunciante em 2010. O vendedor parece ter comprado para pura diversão, sem a intenção de tranformá-lo em um reizinho da garagem, e deve ser por isso que logo instalou uma carburação Weber no lugar da Stromberg original, um novo volante esportivo de menor diâmetro (mas entrega o original junto com o carro) e colocou o roadster para percorrer os mais de 1.000 km do Raid da Mantiqueira neste ano — onde faturou a terceira colocação.

Segundo o anúncio, o MGB não passaria por uma inspeção minuciosa por clubes de antigos, pois foi restaurado sem muitos cuidados ainda nos EUA, tendo sua cor original (vermelho, como visto na foto abaixo) alterada, inclusive. Porém, considerando o que se vê nas fotos e a sugestão do próprio anunciante, ele é uma base interessante para um projeto de restauração. Os R$ 45.000 pedidos pelo carro estão bem abaixo do preço médio pedido por um modelo restaurado (que nem sempre foi verdadeiramente restaurado), que gira em torno de R$ 85.000.

mgb-1979-roadster-puma-karmann-ghia-sp2-porsche-9738-MLB20020871924_122013-F-640x426

A restauração de um clássico nunca é simples e o custo é sempre imprevisível, mas o carro parece realmente ser uma boa base para uma restauração sem muitas dores de cabeça e, certamente, é melhor fazer uma restauração por conta própria correndo o risco de gastar um pouco além do previsto, do que comprar um modelo restaurado e descobrir que a restauração não foi das mais criteriosas, como infelizmente tem sido cada vez mais comum nesses tempos em que se supervaloriza qualquer coisa produzida há muitas décadas.

O que vocês acham? Dá para fazer um “MG Games”?

Matérias relacionadas

Um VW Golf GTI com motor 2.0 TSI e câmbio manual no Brasil? Sim, e por R$ 80 mil

Dalmo Hernandes

Sim, a Jeep colocou o Hellcat em um Wrangler – e ainda fez uma picape Renegade!

Dalmo Hernandes

800 cv de lado: o Toyota Supra A90 com motor 2JZ de Daigo Saito em detalhes – em ação!

Dalmo Hernandes