A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Você não vai encontrar outro Monza S/R tão novo quanto este à venda

O Chevrolet Monza já foi o carro mais vendido do Brasil — feito considerável para um sedã médio em um país onde a norma são os hatches compactos. Mas existia também uma versão esportiva — o Monza S/R, que se tornou um clássico e raramente é visto em bom estado hoje em dia. Mas nós encontramos à venda este exemplar, praticamente impecável.

Quando foi lançado, em 1982, o Monza era um carro decididamente moderno, apenas alguns meses defasado em relação ao Opel Ascona europeu. Contudo, seu motor de 1,6 litro e 73 cv e o fato de ser oferecido apenas como hatchback de duas portas atrapalharam sua aceitação no primeiro ano. A situação só começou a melhorar em 1983, com a chegada do motor 1.8 de 86 cv.

A melhor fase do Monza, porém, viria no ano seguinte, com o lançamento do sedã de quatro portas e versões de acabamento luxuoso. De 1984 a 1986, o Monza foi o carro mais vendido do Brasil — situação que nunca mais se repetiu com um sedã de sua categoria. Acontece que o Monza, com sua configuração então moderna de motor transversal e tração dianteira, tinha potencial para um esportivo. A Chevrolet percebeu isso e, em 1985, lançou o Monza S/R, seu primeiro esportivo desde o Chevette S/R de 1981.

monza sr achados (3)

Embora não vendesse tanto, o monza hatch serviu como base para o esportivo. O carro que bateria de frente com o Passat GTS Pointer e o Escort XR3 era equipado com o mesmo motor 1.8, mas carburador de corpo duplo, novo coletor de admissão e coletor de escape menos restritivo. O resultado eram 106 cv, que tinha potencial complementado por um câmbio de cinco marchas exclusivo, com escalonamento mais curto, e diferencial mais longo.

O sistema de suspensão também era revisto, com amortecedores mais firmes e barra estabilizadora mais grossa na dianteira. O carro perdia em conforto e silêncio, mas ganhava em estabilidade.

monza sr achados (5)

Visualmente, o S/R ganhava adereços esportivos comuns na época: frisos vermelhos e parte inferior pintada de grafite, com largos borrachões nas laterais, aerofólio e faróis de neblina. Por dentro, os bancos Recaro abraçavam os ocupantes da frente, e o painel trazia grafismos e iluminação vermelhas.

Em 1987, toda a linha Monza recebeu motores 2.0 que, apesar da maior cilindrada, eram menos potentes. O S/R acompanhou, e viu seu motor 1.8 diferenciado dar lugar a um 2.0 de 95 cv. A única diferença mecânica passou a ser o câmbio mais curto.

monza sr achados (1)

O carro das fotos é um dos raros Monza S/R em perfeito estado de conservação que existem hoje. Trata-se de um 1986, portanto a mecânica ainda é superior à dos outros Monza lançados no mesmo ano. Segundo o anúncio no Mercado Livre, o carro permaneceu na mesma família desde que foi fabricado até 2011 e, com baixa quilometragem — apenas 38 mil km —, roda “silencioso como carro novo”.

Pelas fotos, não é de se duvidar. Mas, pelo prazer de acelerar um Monza S/R quase novo, o dono pede R$ 29.900. Você acha que é um valor justo?

monza sr achados (4)

[ Sugestão de post: Bruno Parodi via Mercado Livre ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Este Porsche 924 Turbo 1981 é raro, íntegro, original e está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Este Fiat Uno Mille 1994, com apenas 13.500 km originais, pode ser seu novo investimento

Este raríssimo Audi RS6 sedã Amarelo Imola está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados