A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos

Você pagaria R$ 730 mil por um BMW M3 E30 com 9.600 km rodados?

Não há dúvida de que, no panteão dos BMW clássicos, o M3 E30 está em um dos postos mais altos. Não é para menos: especial de homologação para a DTM, o Campeonato Alemão de Carros de Turismo (Deutsche Tourenwagen Meisterschaft), o M3 E30 tinha um quatro-cilindros girador, baixo peso, excelente dinâmica e um belo visual em qualquer fase de sua vida (ele foi produzido de 1985 a 1992 e passou por algumas mudanças ao longo deste período).

Não é muito difícil encontrar um exemplar à venda lá fora. Sem contar as versões Evo1 e Evo2, só para o mercado europeu foram produzidas mais de 8.600 unidades, e quase 5.000 para o mercado americano entre 1985 e 1991. No entanto, como se trata de um carro bastante cultuada, com oferta bem alta, o M3 E30 não é exatamente um carro barato: um bom exemplar, de procedência, costuma custar entre US$ 40 mil e US$ 60 mil — algo entre R$ 140 mil e R$ 210 mil.

1991-BMW-M3-7

São valores de respeito mas, até dá para entender, não é? Todo mundo quer um M3 E30. Mas você chegaria ao ponto de pagar o equivalente a quase R$ 730 mil por um exemplar com 6.013 milhas, ou 9.673 km? É exatamente este o caso deste carro, que está à venda por uma companhia chamada Enthusiast Auto Group que, aparentemente, é especializada em BMW. Os caras estão anunciando este carro — um M3 E30 1991 na cor Alpine White — por US$ 200 mil. Bem, na verdade são US$ 199.990, o que dá R$ 726 mil em conversão direta.

1991-BMW-M3-51991-BMW-M3-30

É um valor bem alto para um carro como o M3 E30. No entanto, eles dizem que a história deste carro o torna bastante especial: assim que saiu da fábrica, ele foi transformado em pace car e usado promocionalmente no circuito de Lime Rock Park, fundado em 1956, que já recebeu diversas corridas de longa duração da IMSA e da ALMS, a American Le Mans Series.

1991-BMW-M3-13 1991-BMW-M3-20 1991-BMW-M3-25

Isto durou pouco tempo: no fim de 1991, o carro foi vendido ao piloto americano David Hobbs, que além de participar ativamente de corridas importantes nos EUA, tem dois pódios de Le Mans no currículo: em 1969, com o Ford GT40, quando chegou em terceiro lugar; e em 1984 ao volante do Porsche 935, também terminando em terceiro. De acordo com o anúncio, o carro foi vendido para ajudar a custear a repavimentação do circuito de Lime Rock. Uma causa nobre.

1991-BMW-M3-22

O anúncio ainda diz que o dono mantém o carro meticulosamente bem cuidado desde o fim de 1991. Além da carroceria e da pintura impecáveis, o carro mostra que está em plena forma também por dentro, com couro impecável no bancos, painel sem rachaduras (algo bastante comum nos Série 3 das antigas) e, honestamente, tudo parece realmente novo. Não há fotos do motor de 2,3 litros e 195 cv, mas ele também deve estar impecável.

1991-BMW-M3-9

Eles dizem, ainda, que as rodas ainda calçam os pneus originais, mas que estes só servem para fins de exposição. Para uso diário, um jogo de rodas de 15” com pneus novos está incluso no pacote. Por este preço, é o mínimo que se poderia esperar, não é mesmo?

Estamos falando de um M3 E30 conservadíssimo e cheio de história, que ainda pode ser o mais novo em todos os EUA. Por outro lado, um BMW M4 0km — com um seis-em-linha biturbo de três litros e 430 cv, capaz de chegar aos 100 km/h em 3,7 segundos — parte de US$ 66.695, ou cerca de R$ 242 mil. Ou seja: dá para comprar quase três exemplares do M4 com o valor pedido por este M3 E30.

1991-BMW-M3-8

E isto nos traz à pergunta: você acha que este negócio compensa, e pagaria mais de R$ 730 mil por um BMW M3 E30?

Matérias relacionadas

Como dirigir um carro antigo sem se matar, morrer de medo ou fazer cagada

Juliano Barata

16 cilindros, dez litros, 600 cv e peças de Fusca: conheça o Isdera Autobahnkurier 116i

Dalmo Hernandes

O que significa o emblema “HF” nos clássicos da Lancia? E o elefante?

Dalmo Hernandes