A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Volkswagen divulga novo SUV, Audi RS7 ganha versão Abt, a volta do Mustang Mach 1 e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Volkswagen divulga teaser de futuro SUV – qual?

Você realmente acha que o presidente de uma empresa que gera US$ 235 bilhões por ano publicaria nas redes sociais uma foto de um futuro lançamento “sem querer”? Então… vamos chamar as coisas pelos seus nomes e dizer que esta foto compartilhada pelo presidente do conselho do Grupo Volkswagen, Herbert Diess é um teaser oficial da versão de produção de algum futuro SUV. Mas… qual?

A foto foi publicada em sua conta pessoal no LinkedIn, junto de um texto que fala sobre as medidas tomadas pela Volkswagen durante a quarentena da pandemia da covid-19, dentre as quais o trabalho remoto. Para ilustrar a atividade domiciliar, Diess citou que aprovou remotamente o design de um carro pela primeira vez na história da marca, e postou uma foto com o carro borrado ao fundo, mencionado o “novo’ Tiguan e seus modelos-irmãos.

Evidentemente não se trata do facelift do Tiguan, que estreia em alguns meses, já que a aprovação de design dele já aconteceu há muito mais tempo. Também não se trata do ID.4 porque ele já foi apresentado na versão de produção. Com isso, restam duas alternativas: a nova geração do Tiguan ou a versão de produção do ID Roomzz, o SUV médio da linha elétrica da Volks, que até agora foi apresentada somente na forma de conceito há exatamente um ano no Salão de Xangai. Note a ondulação do capô, a linha de ombro que forma a base da silhueta dos vidros e imagine que no conceito os volumes, vincos e ângulos são acentuados. Além disso, ele pode ser um “irmão” do Tiguan. Faz sentido, não?

Ao mesmo tempo, também faz um certo sentido que esta seja a nova geração do Tiguan, já que, além de citado na mensagem de Diess, ela já deve estar sendo planejada. O atual Tiguan foi lançado em 2016 e já está em seu quarto ano. Considerando que as gerações duram de sete a nove anos, o novo Tiguan deve chegar em algum momento entre 2023 e 2024. Contudo… volte ao primeiro parágrafo e lembre-se de que Diess é o big boss do Grupo. O manda-chuva do negócio. Ele não seria louco de adiantar a direção de design de seus futuros modelos assim com tanta antecedência, não por causa do mercado, mas para a concorrência.

Dito isso, apostamos em duas possibilidades: a primeira é que este é realmente o ID Roomzz em versão de produção. A segunda é que a imagem divulgada é uma das dezenas de propostas apresentadas e rejeitadas para o novo Tiguan, sem relação alguma com o modelo real, e que Diess publicou somente para gerar buzz.  (Leo Contesini)

 

Em meio à pandemia, vendas de motos não caem tanto quanto as vendas de carros

O mês de março de 2020 foi um dos piores do mercado automobilístico – nas últimas duas semanas do mês, a média de vendas diárias caiu de 10.000 para menos de 1.000. Contudo, entre as motocicletas a aueda não foi tão sensível: no mês de março foram emplacadas 75.300 novas motocicletas – uma queda de 5,6% em relação a fevereiro. A média diária de emplacamentos sofreu uma redução mais sensível: 23% a menos – de 4.400 em fevereiro para 3.400 em março. Ainda assim, uma situação melhor que a dos carros.

Os responsáveis por amenizar o impacto da pandemia do novo coronavírus foram os que compraram motos para serviços de entrega – a demanda por delivery aumentou com as pessoas presas em suas casas.

A Honda foi a fabricante que menos sofreu com os efeitos da quarentena – com 60.300 motos emplacadas em março de 2020, foi uma redução de apenas 2,7% em relação a fevereiro. Como de costume, a líder do mercado no Brasil ficou com as sete primeiras posições no ranking das dez motocicletas mais vendidas. Dois de seus modelos, aliás, apresentou um aumento marginal: a Pop 110i e a XRE 300.

Confira abaixo quais foram as dez motos mais vendidas no Brasil em março de 2020 e, entre parênteses, o número de exemplares vendidos em fevereiro.

Honda CG 160: 21.621 (22.560)
Honda Biz: 11.983 (12.096)
Honda NXR 160 Bros: 8.049 (8.160)
Honda Pop 110i: 7.314 (6.819)
Honda PCX 150: 2.574 (2.962)
Honda CB 250F Twister: 2.400 (2.773)
Honda XRE 300: 2.094 (2.076)
Yamaha Fazer 250: 1.771 (2.135)
Yamaha YBR 150: 1.613 (1.855)
Yamaha XTZ 150 Crosser: 1.552 (1.822)
(Dalmo Hernandes)

 

ABT apresenta Audi RS7 de 750 cv

Como se o Audi RS7 2020 já não fosse potente o bastante, a ABT – que já tem tradição em preparar os modelos das quatro argolas – decidiu dar a ele um pouco mais de punch. O resultado foi batizado Audi RS7-R pela ABT, e ele ficou ainda mais forte: originalmente com 600 cv e 81,7 kgfm de torque, o V8 biturbo 4.0 do cupê de quatro portas passa a entregar 750 cv e 89,7 kgfm de torque.

A ABT ressalta que o ganho de força não exige qualquer modificação nos componentes internos do motro – apenas uma nova ECU, chamada Power R.

O Audi RS7-R da ABT ainda traz outras modificações, como um sistema de escape feito sob medida, elementos de fibra de carbono no exterior (saias laterais, aletas nos para-choques, capas dos retrovisores e um novo difusor traseiro), rodas de 22 polegadas ABT High Performance, e pequenas mudanças no interior, incluindo acabamento de fibra de carbono no volante, no console central e na alavanca de câmbio. O Audo RS7 já era um carro de aspecto agressivo – este é um de seus argumentos de venda, na verdade – mas a ABT conseguiu torná-lo ainda mais “na cara”. E tudo bem, não esperávamos menos.

E o Audi RS7-R não é apenas uma vitrine – o carro será feito em série, com 125 unidades numeradas planejadas pela ABT. Os exemplares serão vendidos na Europa e nos EUA, mas os europeus se saíram melhor nesta: os carros americanos terão “só” 700 cv. De todo modo, em ambos os mercados a ABT oferecerá uma garantia de dois anos para os componentes modificados. (Dalmo Hernandes)

 

Ford Mustang Mach 1 deve voltar para substituir GT350

A Ford prepara uma mudança importante na linha 2021 do Ford Mustang – sai o GT350 e entra o Mach 1. Quem diz são os usuários do fórum Mustang6G, local na Internet onde os insiders geralmente postam informações obtidas direto da fonte. E eles geralmente estão certos.

A postagem no fórum foi feita pelo membro “JGillis” e traz um documento que relaciona as variantes do Mustang para a linha 2021:

No documento, é possível ver que o Mustang GT V8 e a versão com motor quatro-cilindros turbo serão mantidas, ambas como cupê e conversível, bem como o Mustang GT500. O Mustang Bullitt e o GT350, por outro lado, não aparecem em lugar algum – e a novidade fica por conta do Mach 1 Coupe.

O Mustang Mach 1 original apareceu em 1969, ainda na primeira geração do Mustang, e permaneceu como uma das versões superiores até 1973, originalmente com o V8 351 da Ford (ou, opcionalmente, com o big block 428 Cobra Jet). Sua nomenclatura também inspirou o crossover Mach E, mas agora a Ford parece querer colocar no mercado algo mais fiel a suas raízes, para alívio dos entusiastas.

Nada se fala sobre motorização, mas a documentação traz duas versões do motor V8 de cinco litros listadas – levando a crer que o Mach 1 poderá ser equipado com uma versão mais potente do motor 5.0, em vez do V8 de 5,2 litros com virabrequim plano do GT350. Seria uma abordagem mais tradicional, visto que o GT350, apesar do nome que remete ao clássico Shelby, era um dos Mustang mais modernos da linha, com um motor girador e foco na capacidade de fazer curvas. (Dalmo Hernandes)

 

Mazda MX-5 ganha mais uma edição especial

O Mazda MX-5 Miata é positivamente um dos carros que mais tiveram edições especiais na história – em 31 anos de existência, foram dezenas e dezenas a cada geração. E a Mazda não parece disposta a quebrar a tradição. Ao contrário – eles acabam de apresentar mais uma.

O Mazda MX-5 100th Anniversary Edition comemora os 100 anos da Mazda, que foi fundada em 1920 como Tokyo Kogyo. Na época, seu principal produto eram rolhas (pois é!), mas com o passar dos anos a empresa começou a produzir ferramentas e veículos. O primeiro deles foi um triciclo chamado Mazda-Go, em 1931.

O primeiro carro da Mazda foi o Mazda R360, um cupê de quatro lugares com motor V-twin de 360 cm³ lançado em 1960 que seguia as normas para kei cars da época. Ele foi a inspiração para o MX-5 100th Anniversary Edition, que reproduz a pintura bordô e branco do R360. No caso do MX-5, a cor bordô aparece na capota de lona e nos tapetes, enquanto a carroceria é pitada de branco “Snowflake White Pearlescent”. Outros toques especiais são os bancos em couro bordô e os emblemas nos encostos de cabeça, tapetes e na chave.

Serão feitas apenas 100 unidades do MX-5 comemorativo. O carro usado como base será o MX-5 Tech, que é equipado com o motor 2.0 Skyactiv-G de 181 cv, rodas em cinza “Gunmetal Grey” de 17 polegadas e amortecedores ajustáveis Bilstein. (Dalmo Hernandes)

 

McLaren Elva terá produção encerrada antes do previsto

Parece que o McLaren Elva será, digamos, um pouco mais exclusivo do que se pensava. A fabricante britânica decidiu reduzir a produção prevista de 399 unidades para 249 unidades. O motivo, segundo a própria McLaren, é que diversos clientes sugeriram que ele poderia ser mais exclusivo e, por isso, a produção acabou reduzida em 150 unidades.

O argumento tem sua lógica, mas é difícil de convencer. Especialmente se você considerar que ele custa US$ 1,7 milhão e que há uma pandemia global que estagnou a economia do mundo todo. Se meu palpite interessa a alguém, eu diria que a McLaren não conseguiu encontrar 399 clientes para o Elva e encontrou essa história como solução para o problema. (Leo Contesini)

Matérias relacionadas

Os carros mais vendidos em 2018, Honda Brio registrado no Brasil, Mercedes-AMG A45 terá 2.0 de 421 cv e mais!

Leonardo Contesini

Chris Evans está fora de Top Gear, Chevrolet Onix flagrado em testes, a rede social de Clarkson Hammond e May e mais!

Leonardo Contesini

Giocattolo Group B: fibra de carbono, Kevlar e um V8 de 300 cv atrás dos bancos

Dalmo Hernandes