A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Volkswagen lança nova geração do Jetta por R$ 110.000, Ford Ka ganha 3 estrelas no NCAP, o novo hipercarro da Aston Martin emais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen lança nova geração do Jetta por R$ 110.000

novo-vw-jetta-2019-9

Como havíamos publicado na semana passada, a Volkswagen está lançando hoje (20) a nova geração do Jetta no Brasil. Neste exato momento o Juliano está no evento de lançamento conhecendo o carro em detalhes para trazer uma avaliação completa. O modelo chega por R$ 109.990, como antecipamos no início de agosto, quando dissemos que, pela lógica de mercado, ele seria posicionado entre as versões de entrada do Golf Variant (que custa R$ 105.000) e do Golf hatch 1.4 (R$ 112.000), custando entre R$ 110.000 e R$ 120.000.

novo-vw-jetta-2019-br3

 

Nesta geração o Jetta volta a ser baseado na mesma plataforma do Golf, embora seu visual continue distinto do hatch e da perua. A plataforma é a arquitetura modular MQB, mas seu estilo tem algo do Virtus na traseira e uma dianteira muito própria, semelhante à do crossover T-Roc e do conceito T-Cross. Apesar da nova dianteira parecer maior que na geração anterior, o novo Jetta tem um coeficiente aerodinâmico mehor: 0,27 — um índice excelente que deve ajudá-lo a conseguir uma boa média de consumo rodoviário, onde a aerodinâmica tem maior influência neste aspecto.

novo-vw-jetta-2019-br5

A nova plataforma também o deixou maior que seu antecessor: são 4,70 metros de comprimento, 1,80 metro de largura e 1,46 metro de altura. O entre-eixos aumentou sutilmente de 2,67 metros para 2,69 metros, enquanto o porta-malas permaneceu com o mesmo volume. O conjunto de motor e câmbio também continua o mesmo, o conhecido 1.4 TSI de 150 cv a 5.000 rpm e 25,5 kgfm d entre 1.400 e 3.500 rpm, combinado à caixa automática de seis marchas Tiptronic, fornecida pela Aisin. O modelo 2.0 TSI, como também havíamos mencionado anteriormente, não será oferecido de imediato, uma vez que ainda não é produzido no México, de onde o Jetta é importado. Sua estreia está prevista para o ano que vem, na mesma variação de 220 cv do Passat.

Inicialmente, o Jetta 1.4 TSI será oferecido em duas versões: Comfortline e R-Line, esta última com inspiração esportiva, embora sem modificações mecânicas.

novo-vw-jetta-2019-br2

O Jetta Comfortline irá custar R$ 109.990, e terá como itens de série ar-condicionado, airbags laterais e de cortina, faróis de LED com DRL, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, sensores de estacionamento na dianteira e na traseira, sistema multimídia com tela de 8 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto, rodas de liga leve de 16 polegadas, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, bancos de couro, sistema frenagem de emergência para manobras de ré, seletor de modo de condução e bloqueio eletrônico de diferencial. O único opcional será o teto solar, que custará R$ 4.990, elevando o preço da versão para R$ 114.980.

O Jetta R-Line custa R$ 10.000 mais caro, partindo de R$ 119.990, e sua lista de equipamentos de série é a mesma do Comfortline acrescida de quadro de instrumentos digital (Active Info Display), cruise control adaptativo, sistema de frenagem automática de emergência, sistema de frenagem automática pós-colisão, farol alto automático, rodas de liga leve de 17 polegadas, detector de fadiga e alerta de distância do veículo à frente. O teto solar também é o único opcional, custando os mesmos R$ 4.990, elevando o preço da versão para R$ 124.980.

 

Ford Ka ganha três estrelas no teste do Latin NCAP

Depois de um resultado decepcionante nos testes do Latin NCAP em 2017, quando não conseguiu conquistar nenhuma estrela, o Ford Ka voltou a ser avaliado pelo instituto e obteve um resultado razoavelmente melhor em seu novo teste. Com reforços estruturais nas colunas B e novos elementos de absorção de impacto nas portas, o hatch conseguiu três estrelas na proteção para adultos e quatro estrelas na proteção para crianças.

ford-ka-latin-ncap-20182

O Latin NCAP, por meio de seu secretário-geral Alejandro Fura, elogiou as melhorias, mas observou que o nível de segurança do modelo nacional ainda é inferior ao do modelo vendido na Europa: “É alarmante comprovar que fabricantes globais de veículos continuam a vender carros zero-estrela na América Latina enquanto oferecem veículos cinco-estrelas em modelos similares na Europa”.

 

Aston Martin confirma novo hipercarro híbrido para 2021

6324c73c-aston-martin-project-003-sketch-768x416

Você talvez lembre quando falamos sobre os prováveis candidatos à categoria hypercar do WEC, que irá substituir a atual LMP1. Na ocasião, dissemos que a Aston Martin não iria usar um modelo baseado no Valkyrie e sim um novo hipercarro derivado do projeto atual, também desenvolvido em parceria com a Red Bull Racing. Pois bem: a Aston acaba de confirmar o desenvolvimento do carro, que será lançado em 2021, justamente quando o novo regulamento do Mundial entra em cena.

Junto da confirmação a Aston ainda publicou um esboço estilizado do carro, bem como alguns detalhes técnicos. Por ora ele está sendo chamado de Project 003, e será um carro de rua que terá “dinâmica de alto nível nas ruas e nas pistas”. Ele também terá baixo peso e usará aerodinâmica e suspensão ativas. O powertrain usará um motor turbo e um motor elétrico, instalado em posição central-traseira — sua principal diferença em relação ao Valkyrie.

Outra diferença para o Valkyrie será a praticidade de uso: a Aston diz que ele será desenvolvido para ser mais prático como carro de rua e ele será oferecido com mão direita e mão esquerda. A produção será limitada a 500 unidades.

Além do Project 003, a Aston ainda irá lançar um outro modelo de motor central-traseiro em 2019 — provavelmente a nova geração do Vanquish, que irá brigar com a Ferrari 488 GTB e o McLaren 720S.

 

Novo Porsche RSR já está em testes

4d51940d-porsche-911-rsr-spy-09

A Porsche desistiu da categoria LMP1 do WEC, mas continua firme e forte nas categorias GT. Em 2017, por exemplo, a Porsche mudou a posição do flat-6 transformando o RSR no primeiro (e único) 911 de motor central da história para continuar competitivo frente aos novos rivais. Os motivos desta mudança explicamos neste post, mas agora eles parecem estar levando o carro a um patamar ainda mais alto, como mostram estas fotos do carro em testes publicadas pelo Carscoops.

866fd14f-porsche-911-rsr-spy-04

Comparado com o atual RSR, o novo modelo de pista da Porsche tem tomadas de ar maiores na dianteira, um novo capô, escapes nas laterais (o que libera mais espaço na traseira para o difusor de ar, permitindo a geração de mais downforce) e até mesmo portas remodeladas. Note também a traseira mais alongada, não a ponto de ser um 935, mas suficientemente mais longa que a do atual RSR para ser percebida.

As fotos, infelizmente, não revelam se a Porsche irá seguir o caminho dos rivais Aston Vantage, BMW M8, Ferrari 488 e Ford GT, trocando seu flat-6 de quatro litros aspirado por um novo flat-6 turbo — como também fez com os 911 de rua.

 

Freio de mão com alavanca está desaparecendo

handbrake-main-1537335630

Um estudo realizado no Reino Unido e divulgado pelo site CarGurus revelou que somente 37% dos novos carros vendidos localmente são equipados com freio de mão manual, operado por alavanca. Segundo o site, somente duas fabricantes de grande volume ainda oferecem o freio de mão tradicional em todos modelos de suas linhas: Dacia e Suzuki.

O estudo também revelou que os poucos modelos oferecidos com freio de mão por alavanca são carros esportivos ou compactos, e que a Audi, a Jaguar, a Land Rover, a Lexus, a Mercedes-Benz e a Porsche não têm mais nenhum carro com a alavanca espetada no console central. O editor do CarGurus, Chris Knapman, diz que nos próximos anos a oferta do freio de mão (ou freio de estacionamento, para usar seu nome técnico) irá reduzir ainda mais e será encontrado somente em modelos de nicho.

 

Matérias relacionadas

LaFerrari XX em Nürburgring, um Porsche de quatro cilindros, uma picape Adventure para a Mini e mais!

Leonardo Contesini

Too soon, Junior: isto é o que acontece quando você comemora a vitória antes de cruzar a linha de chegada

Dalmo Hernandes

Richard Hammond volta a se acidentar durante as gravações de The Grand Tour

Dalmo Hernandes