Edição diária: 17/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Volkswagen revela Jetta GLI com motor do Golf GTI, Bugatti apresenta edição especial do Chiron Sport, Haas apresenta carro de 2019 e Fittipaldi como terceiro piloto e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

VW Jetta GLI é revelado com o mesmo motor do Golf GTI

A Volkswagen revelou ontem (07) no Salão de Chicago a versão esportiva do Volkswagen Jetta de sétima geração, batizada GLI. Conforme previsto, o sedã recebeu o mesmo motor 2.0 turbo TSI de 230 cv e 35,7 mkgf de torque já empregado no Golf GTI, que poderá ser acoplado a uma transmissão manual de seis marchas ou de dupla embreagem e sete marchas. O Jetta GLI ainda é equipado com o mesmo diferencial com autoblocante do Golf GTI, e também possui direção com relação variável. Por alguma razão, porém, a VW não divulgou os dados de aceleração e velocidade máxima.

As fotos mostram que a decoração do carro também foi inspirada pelo Golf GTI, com para-choques de desenho mais agressivo, grade do tipo “favo de mel” e detalhes externos, como o friso dianteiro e as pinças dos freios (que também são iguais aos do Golf GTI) em vermelho. O novo Jetta GLI também tem rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo e suspensão 1,5 cm mais baixa que nas outras versões. A suspensão, aliás, utiliza um arranjo MacPherson na dianteira e eixo traseiro do tipo multilink.

Por dentro, há detalhes em vermelhos no painel e nas costuras dos bancos, volante, alavanca de câmbio e revestimentos das portas. Além disso, o Jetta GLI recebeu um volante de menor diâmetro, com a base reta.

As vendas do Jetta GLI começam nos EUA ainda no primeiro semestre. Será disponibilizada uma versão especial de lançamento, a 35th Anniversary Edition, com acabamento diferenciado – teto e capas dos retrovisores em preto brilhante, rodas pretas com frisos vermelhos e emblemas especiais – e suspensão adaptativa de série.

Infelizmente, conforme já comentamos na avaliação do Jetta R-Line, a chegada do GLI ao Brasil ainda é incerta: o preço da nova geração começa em R$ 110 mil para o modelo mais básico, enquanto o topo-de-linha custa pelo menos R$ 120 mil. Partindo desta lógica, um Jetta GLI não custaria menos que R$ 145 mil – o que o deixaria muito próximo das versões de entrada do Passat. (DH)

 

Bugatti revela edição especial do Chiron Sport para comemorar seus 110 anos

A Bugatti está comemorando 110 anos neste ano e, para comemorar, decidiu lançar uma nova edição especial do Chiron Sport, a 110 Ans Edition. O modelo será limitado a apenas 20 unidades, e todas elas terão a mesma pintura azul “Steel Blue” com acabamento fosco e elementos de fibra de carbono exposta, além de detalhes com as cores nacionais da França, o azul, o branco e o vermelho. 

Além da pintura especial, o Chiron Sport 110 Ans Edition usa rodas pintadas de preto “Nocturne”, também com o acabamento fosco, enquanto as pinças recebem uma pintura azul “French Racing Blue”. O mesmo arranjo de cores se repete no interior, que usa couro azul “Deep Blue” combinado a Alcantara, detalhes de fibra de carbono e mais elementos com o tricolor francês, além do emblema 110 Ans Bugatti nos encostos de cabeça. O console central também recebeu uma medalha de prata sólida, também comemorativa, e o teto Sky View, com dois paineis de vidro fixos sobre os assentos, é item de série nesta edição especial.

O motor W16 quadriturbo permaneceu inalterado, com 1.500 cv e capacidade para acelerar até os 427 km/h. O modelo deverá ser a principal atração da Bugatti no Salão de Genebra, em março. (LC)

 

Honda Bros perde versão mais barata e agora parte de R$ 12.250

No mesmo dia em que a Yamaha anunciou a nova XTZ 150 Crosser, com freios ABS de série, a Honda também promoveu uma mudança na sua trail de entrada: a NXR 160 Bros. A moto perdeu sua versão básica, que tinha freio traseiro a tambor e custava R$ 10.241, e agora só está disponível na versão ESDD, que custa a partir de R$ 12.250.

A Bros ESDD conta com acabamento mais refinado, com mais opções de cores, e é equipada de série com partida elétrica e freios combinados CBS, sistema que aciona os freios dianteiro e traseiro ao mesmo tempo. Desde o início de 2019, todas as motos novas fabricadas no Brasil com motor de até 300 cm³ precisam ser equipadas com freios ABS ou combinados – para os modelos de cilindrada superior, é obrigatória a adoção do sistema ABS. (DH)

 

Funcionários da GM aceitam parte das propostas de reduções de custos

Os funcionários da GM aprovaram nesta última quinta-feira (7) o acordo entre a fabricante e o sindicato dos metalúrgicos para redução de custos, tendo como contrapartida novos investimentos na unidade de São José dos Campos/SP. A expectativa, é que a GM inicie a produção de uma nova picape na unidade — possivelmente a aguardada rival da Fiat Toro, já especulada desde o ano passado.

Da lista inicial de 28 sugestões pela GM, somente dez foram aprovados por 90% dos trabalhadores dos dois turnos. Entre eles, estão o congelamento dos salários em 2019, com abono de R$ 2.500 para compensação;  valor pré-definido da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) nos próximos três anos; redução do piso para R$ 1.700 para os novos contratados e o fim da estabilidade para lesionados.

A unidade de São José dos Campos emprega cerca de 5.000 funcionários e produz motores, transmissões e os modelos S10 e Trailblazer. A PLR de 2018 foi de R$ 15.000 a cada trabalhador. (LC)

 

Toyota também confirma nova geração para o GT86 e quer fazer dele um “irmão mais novo do Supra”

Depois da Subaru, agora foi a vez de a Toyota confirmar de uma vez por todas que sim, o 86 terá uma nova geração. Em depoimento ao site australiano GoAuto, o relações públicas da Toyota, Brodie Bott, deixou isto bem claro. “Quando os rumores [sobre o fim do Toyota 86] começaram, nós tivemos algumas apresentações internas, e posso te dizer aqui e agora que o carro está a caminho”, disse Bott. “Não sei de onde estes boatos vem, mas no momento nós certamente não estamos pensando em tirá-lo de linha. [O GT86] é um carro bem importante para nós e ele será o irmão mais novo do Supra.”

Bott também afirmou que algumas pessoas de dentro da Toyota já viram o 86 de segunda geração, e que ele está mais próximo do que se imagina.

Ainda não existe a certeza de que o carro será desenvolvido em parceria com a Subaru, ou se será um projeto solo da Toyota. Isto posto, algumas fontes ligadas à marca dizem que ele terá um flat-four naturalmente aspirado de 2,4 litros. Se proceder, isto significa que, por trás dos emblemas da Toyota, ele ainda será um Subaru. Vamos aguardar. (DH)

 

Haas revela seu carro para a temporada de 2019 da F1

A Haas saiu na frente e foi a primeira equipe a revelar seu novo carro para a temporada de 2019 da Fórmula 1. A grande surpresa é que o carro deste ano abandona o esquema colorido das temporadas anteriores e passa a vestir uma pintura preta e dourada que, desta vez não é uma referência à pintura John Player Special, mas sim as cores da patrocinadora principal, a fabricante britânica de energéticos Rich Energy.

Quanto ao design do carro, a asa dianteira adotou um design mais simples e ficou 20 cm mais larga e 2 cm mais alta para permitir que os pilotos possam “pegar o vácuo” e fazer mais ultrapassagens. A asa traseira também foi simplificada e agora está 10 cm mais larga e 2 cm mais alta.

Os pilotos da equipe, conforme anunciado no final do ano passado, serão Kevin Magnussen e Romain Grosjean, com Pietro Fittipaldi como piloto reserva/testes. (LC)

 

Novo Subaru Legacy é apresentado no Salão de Chicago

A sétima geração do Subaru Legacy foi apresentada ontem no Salão de Chicago, nos EUA – que será aberto ao público a partir de amanhã. O carro passou por uma leve atualização estética, com faróis de desenho mais afilado e lanternas com contorno mais sofisticado, e no geral manteve a identidade visual da geração anterior. Contudo, trata-se de uma carro completamente novo.

O novo Legacy adota a plataforma SGP (Subaru Global Platform), já usada no novo Impreza, que incorpora aços de alta resistência para um aumento de 70% a 100% na rigidez estrutural, e também traz um centro de gravidade mais baixo – sem aumentar o peso do carro. A suspensão traseira usa um arranjo MacPherson, enquanto a traseira emprega braços triangulares sobrepostos.

O Legacy de sétima geração será movido, de início, por dois motores: um flat-four turbo de 2,4 litros e 264 cv, e um flat-four naturalmente aspirado de 2,5 litros e 184 cv. Ambos serão acoplados à caixa CVT da Subaru, com tração nas quatro rodas e vetorização de torque. O motor 2.4 turbo será capaz de levar o sedã de zero a 100 km/h em 6,1 segundos, enquanto o 2.5 naturalmente aspirado fará o mesmo em 8,1 segundos.

Por dentro, o novo Legacy ganhou um sistema multimídia com tela sensível ao toque vertical, de 11,6 polegadas, e compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto. As vendas lá fora começam no início do segundo semestre. (DH)

 

Jim Glickenhaus apresenta versão quatro portas de seu Baja Boot

A Scuderia Cameron Glickenhaus (SCG) apresentou novos detalhes sobre seu Baja Boot e aproveitou para apresentar a primeira imagem da versão quatro-portas de seu “super-buggy”.

O Baja Boot, caso você ainda não saiba, é uma releitura moderna do buggy de corrida Hurt Baja Boot de Steve McQueen, que está sendo desenvolvida por Glickenhaus para disputar a Baja 1000 deste ano. Para financiar o projeto, a SCG irá produzir o modelo em uma série limitada.

De acordo com a SCG, todos os exemplares previstos do Baja Boot já estão vendidos, mas ainda não se sabe quantos a empresa poderá construir (além dos já comprados, claro). O Baja Boot é equipado com o motor Chevrolet LT4, um V8 sobrealimentado de 650 cv, e seus preços partem de US$ 287.500, podendo chegar além dos US$ 450.000, caso o comprador escolha a versão blindada. Ainda não se sabe se o carro será apto para as ruas, mas nos parece provável que sim, considerando que Glickenhaus precisará do maior número possível de argumentos de vendas. (LC)

 

Matérias relacionadas

Pontiac: a história da fabricante que inventou o muscle car – parte 1

Dalmo Hernandes

O que matou o motor dois-tempos – e como (e por que) ele quer trazer o “brappp” de volta

Leonardo Contesini

GT2: a evolução do Porsche 911 mais radical de todos

Dalmo Hernandes