Volkswagen T-Cross chega em 2019, Ford apresenta Mustang para a Nascar, as margens de lucro das fabricantes premium e mais!

Leonardo Contesini 10 agosto, 2018 0
Volkswagen T-Cross chega em 2019, Ford apresenta Mustang para a Nascar, as margens de lucro das fabricantes premium e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen confirma lançamento do T-Cross no início de 2019

volkswagen-t-cross-tera-bancos-traseiros-divididos-que-podem-ser-rebatidos-1533842924882_v2_1170x540

Mais um dia de notícias, mais notícias da máquina de releases da Volkswagen. Desta vez é o SUV T-Cross quem ganha a cena, com um novo teaser que revela detalhes da traseira e confirma que ele será lançado no primeiro semestre de 2019.

Segundo a Volkswagen, o crossover está com o desenvolvimento avançado e em “alta velocidade” e continuará sendo  revelado aos poucos até sua apresentação oficial no Salão do Automóvel em novembro. A marca alemã também mencionou o slogan do carro e o conceito por trás dele, o que ajuda a identificar a pretensão da marca com o T-Cross. Intitulado “I am More” (“eu sou mais” em inglês) o slogan se baseia em outros quatro slogans auxiliares — I am practical, I am cool, I am intuitive e I am safe — que se referem à versatilidade, design moderno, tecnologias e conectividade, e segurança.

Como já sabemos há algum tempo, o T-Cross nacional será sutilmente mais longo que o modelo europeu pois terá o mesmo entre-eixos do Virtus (2,65m) e deverá ser equipado somente com os motores 1.0 TSI de 128 cv e 1.4 TSI de 150 cv.

 

Ford apresenta “Mustang” para a próxima temporada da Nascar

6bc05dd4-ford-mustang-nascar-9

A essa altura de 2018 não é novidade que a Ford irá usar o Mustang como inspiração para seu carro da Nascar a partir de 2019 — especialmente porque a Chevrolet já adotou o Camaro tanto na Monster Energy quanto na Xfinity. A novidade é que a fabricante americana finalmente apresentou o carro, aproveitando a comemoração da marca de 10 milhões de Mustang produzidos.

8b1a0fc5-ford-mustang-nascar-8

O modelo irá estrear na Daytona 500, agendada para 17 de fevereiro de 2019, e será a primeira vez que a marca Mustang aparece na categoria principal da Nascar. Até então a Ford usava a silhueta do Fusion e antes dele corria com os modelos full-size da marca. A decisão, além de ser a mais sensata, uma vez que estamos falando de esporte motorizado, também tem relação com a estratégia da Ford em oferecer somente SUVs, o Focus e o Mustang nos EUA.

cb7f059b-ford-mustang-nascar-11

O modelo da Nascar foi fortemente inspirado no GT350, o que também faz sentido se considerarmos que ele é o legítimo rival do Camaro ZL1. A chegada do Mustang também representa o segundo passo na transformação das “bolhas” da Nascar, que até ano passado eram todas baseadas em sedãs médios (no padrão americano). Resta apenas a Toyota decidir/anunciar quando irá trocar o Camry pelo Supra, conforme os rumores que circulam nos EUA.

 

Corvette C8.R volta a ser flagrado e revela detalhes aerodinâmicos

uyeab06wb769hbvdzhuv

Ontem vimos as primeiras fotos do Corvette C8.R em ação e com pouca camuflagem. Eram fotos feitas à distância, com detalhes borrados. Mas pelo jeito a Chevrolet gostou da exposição que ganhou com o flagra de seu protótipo, manteve os testes em Road America e meio que deixou que o carro fosse fotografado novamente, agora com muito mais detalhes e em fotos bem melhores.

tnjjcalklep4exbudhgo

Os flagras foram feitos por praticamente todos os sites americanos, entre eles a Road & Track e o Jalopnik, de onde tiramos as fotos que ilustram esta nota. A camuflagem adesivada permite vermos os detalhes aerodinâmicos e um pouco mais do design do Vette. Na dianteira, por exemplo, note que ele não tem o escoamento no capô como o Ford GT, mas adota dois pequenos respiros próximos à base do para-brisa. O escoamento das caixas de roda dianteiras é até mais discreto que o respiro dos Corvette C7 mais radicais como o ZR1 e Z06.

c8r-008-copy-1533838749

Na lateral, os dutos de admissão para o cofre são surpreendentemente baixos e pequenos se comparados com o V do Ford GT ou do Honda/Acura NSX (dois de seus rivais no campeonato da IMSA), o que mantém o deck traseiro mais plano e fluido, sem interferências no fluxo aerodinâmico que chega à asa.

Por ora é difícil dizer se ele será facilmente identificável como um Corvette, mas a silhueta de perfil de ambos é muito parecida, especialmente no ângulo entre o para-brisa e o teto, fazendo parecer que somente o habitáculo foi sutilmente deslocado para a dianteira, encurtando o capô e alongando a cauda do carro.

c7r-to-c8r-comparo-mp-1-1533849139

Quanto ao motor, ele ainda permanece um mistério, mas o áudio gravado ontem pelo Sportscar365 parece mostrar o “estouro” típico dos motores turbo com injeção direta nas trocas de marcha. É possível, portanto, que ele esteja usando o V8 4.2 biturbo ou o 5.5 biturbo sobre os quais especula-se desde o início deste ano.

 

Quanto lucram os fabricantes de luxo em cada carro

ferrari-488-pista-piloti-ferrari1

Margens de lucro de fabricantes são sempre polêmicas, mas há um ponto indiscutível sobre elas: as marca premium (sejam de carros, de chocolates ou filtros de barro iluminados por energia cósmica) sempre têm as maiores margens.  Uma das provas desta noção é um estudo publicado pelo professor alemão Ferdinand Dudenhöffer, que analisou as margens das principais fabricantes de automóveis “premium” do planeta.

Segundo o estudo, a Ferrari é a marca que mais fatura em cada carro vendido, com uma média de 69.000 euros por unidade vendida no primeiro semestre deste ano. O valor equivale a cerca de R$ 300.000, mas vale lembrar que esta margem média inclui itens de personalização, que têm margens mais elevadas por sua natureza exclusiva.

porsche_718_cayman_15_1

A segunda marca que mais fatura é a Porsche (que já fora apontada como a mais lucrativa em estudos anteriores) com uma média de 17.000 euros por carro vendido no mesmo período. Apesar dos 52.000 euros de diferença entre a Ferrari e a Porsche, é importante notar que os modelos de entrada da Porsche costumam partir da faixa dos 60.000 euros/dólares, enquanto as Ferrari não saem por menos que o dobro deste valor.

Depois vem a Maserati, com 5.000 euros por carro vendido, seguida pela Mercedes, Audi e BMW, que faturam em média 3.000 euros por veículo vendido. A menos lucrativa é a Jaguar Land Rover, com apenas 800 euros por unidade. É pouco? Sim, mas ao menos ela não perde dinheiro toda vez que vende um carro, caso da tesla, que perdeu cerca de 11.000 euros para cada carro vendido no primeiro semestre de 2018.

 

Toyota Hilux ganha facelift na Argentina e deve chegar neste ano

hi-lux-how-are-u

A Toyota Hilux está chegando ao seu terceiro ano e, normalmente, isso significa que é hora de dar um tapa no visual e nos equipamentos para a segunda metade do ciclo de vida desta geração. O modelo já está sendo fabricado na planta da Toyota em Zárate, na Argentina, como mostra o Autoblog Argentina e deverá chegar ao Brasil ainda neste ano.

NUEVA-HILUX-ARGENTINA-3 TOYOTA-HILUX-TAILANDIA-3

As principais mudanças estão na dianteira, onde a Hilux ganhou uma nova grade, para-choques e faróis de neblina, bem como as tomadas de ar. As mudanças, contudo, serão aplicadas somente às versões mais caras da Hilux — SR, SRV e SRX — segundo o site argentino. Ainda não há fotos do interior, mas ele deverá ser igual ao da versão tailandesa, já atualizada.