A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Volkswagen divulga preços e versões do T-Cross (a partir de R$ 85.000), Lamborghini terá supercarro V12 híbrido, CNH ficará mais barata e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

VW inicia pré-venda do T-Cross por R$ 85.000

O Volkswagen T-Cross chegará às lojas em abril, mas a fabricante está apresentando o carro à imprensa nesta terça-feira (19) e já anunciou a pré-venda do modelo. Só que ela acontecerá apenas hoje, e será limitada a 800 unidades. Os interessados deverão preencher um cadastro e pagar um sinal de R$ 5.000.

O T-Cross virá em três versões, com preços partindo de R$ 84.990 para a versão 200 TSI básica com câmbio manual de seis marchas — R$ 5.000 mais barata do que prevíamos. Por esse preço a versão vem equipada com controle de estabilidade, seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial, direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, DRL elanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional.

Como opcional, a versão de entrada oferece o pacote Interactive I inclui sistema de som Composition Touch com App-Connect, dois alto-falantes adicionais (além dos quatro de série) e App-Connect, câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento (sensores traseiros são de série).

Logo acima está a versão automática do 200 TSI, que sai por R$ 89.500, e ganha controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com borboletas para troca de marchas, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque de 6,5 polegadas e App-Connect. Visualmente, ele se diferencia da 200 TSI pela grade dianteira pintada de preto brilhante e pelo logotipo “Automatic” na tampa do porta-malas. O único pacote opcional é o Interactive II que inclui câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.

A intermediária será a Comfortline 200 TSI, apenas automática, a partir de R$ 99.990. Por esse preço ela oferece ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus, manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento e sistema de frenagem automática pós-colisão.

Os opcionais do Comfortline 200 TSI são divididos em quatro pacotes. O primeiro é o Exclusive & Interactive, que inclui sistema multimídia “Discover Media” com navegador via satélite, tela de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central; iluminação ambiente em LED; seletor do modo de condução; sistema KESSY de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão; espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete.

O segundo é o Sky View II, que traz o teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular. O terceiro é o pacote Design View, que agrega bancos de couro com detalhes na cor “Marrakesh Brown” e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia.
O quarto pacote, batizado Premium, traz o sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som “Beats” com subwoofer.

Essa versão se diferencia da 200 TSI Automático pelos detalhes cromados na grade dianteira, colunas B pintadas de preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados na região inferior. O revestimento interno é na cor azul escuro.

A Topo de linha será a 250 TSI de R$ 109.990. Por esse preço ele vem com bancos revestidos de couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, sistema start/stop e sensores de chuva e crepuscular. Os opcionais são o pacote Innovation, com o painel digital Active Info Display, sistema de áudio “Discover Media” com navegador via satélite, tela colorida de oito polegadas, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução.

O opcional Sky View inclui o teto solar panorâmico, e o pacote Tech&Beats com o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e o sistema de áudio Beats com subwoofer.

Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida de couro e cobertura dos pedais de alumínio.

O Highline ainda pode ser comprado com o pacote especial First Edition, limitado a 1.000 unidades. Ele custará R$ 117.400, e terá três opções de cores para a carroceria – bronze namíbia, branco puro e laranja energético — além de teto, colunas B e retrovisores pintados na cor preto ninja, rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta com superfície diamantada, painel digital Active Info Display, seletor de modo de condução e sistema multimídia Discover Media, com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central, e sistema de áudio Beats.

O T-Cross usa a plataforma MQB A0 do Polo, porém a versão nacional usa o entre-eixos de 2,65 do Virtus enquanto a europeia tem o do Polo de 2,56 metros. Em contrapartida o porta-malas do T-Cross é menor que o do europeu por conta da adoção do estepe obrigatório, que tirou 12 litros do volume e ficou nos 373 litros, ante os 385 litros do estrangeiro.

O FlatOut está participando do lançamento do T-Cross que acontece hoje e amanhã, e traremos em breve nossa avaliação desta grande aposta da Volkswagen no Brasil. Fique ligado! (ER)

 

Lamborghini prepara seu primeiro híbrido com motor V12 e 850 cv

Há alguns anos a Lamborghini disse que não embarcaria na onda dos carros híbridos, pois seus motores V12 e V10 ainda tinham muito a oferecer. Mas o tempo passa, o mundo muda e, com a adoção em massa da tecnologia híbrida pelas fabricantes de superesportivos, a Lamborghini não teve outra opção se não aderir à tendência. A companhia de Sant’Agata Bolognese já confirmou que está preparando seu primeiro modelo eletrificado, e até adiantou algumas informações ao site australiano Motoring.

O novo modelo, cujo codinome é LB48H (a Lamborghini ainda não revelou o nome definitivo do carro), terá um motor V12 híbrido de 6,5 litros, como o Aventador, para mover as rodas traseiras, e um motor elétrico para as rodas dianteiras. A potência de cada motor ainda não foi divulgada, mas no total o carro terá pelo menos 850 cv.

O LB48H será lançado nos próximos meses, em uma série limitada, nos moldes do Lamborghini Veneno e do Lamborghini Centenario. Serão produzidas 63 unidades, em uma referência à fundação da Lamborghini, em 1963. E todos os carros já estão reservados.

A Lamborghini não falou muito a respeito do visual do carro, mas especula-se que ele será influenciado pelo conceito Terzo Milenio – o carro das fotos acima. O que a marca confirma, porém, é que o conjunto híbrido antecipa o que veremos no substituto do Aventador. Este, porém, deverá levar mais um tempo para aparecer – a fabricante diz que o carro ainda é um sucesso, e cita o fato de o Aventador SVJ ter esgotado em quatro semanas. (DH)

 

CNH ficará mais barata, segundo governo

O ministro daInfraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que o processo de habilitação dos motoristas ficará mais barato. De acordo com Freitas,  membros do governo estão analisando propostas para que os custos do processo sejam reduzidos. “O preço da carteira vai baixar, a necessidade de propor ações constantes vai acabar e vamos estender o prazo para 10 anos ou mais”, disse.

O ministro também confirmou o prazo para a renovação da CNH será estendido para 10 anos. “Nós vamos estender o prazo da carteira de motorista para 10 anos ou até mais, dependendo da faixa etária. Obviamente que o tempo vai diminuindo à medida que a idade vai aumentando”.  Além disso, Tarcísio Gomes de Freitas também disse que a renovação da permissão a cada cinco anos não reduziu o número de acidentes no país. “A quantidade de acidentes e mortes é enorme. Vamos atacar o cerne do problema”, disse. Esperamos que ele revise o plano nacional de redução de acidentes, como analisamos neste post. (LC)

 

Toyota Corolla sedã europeu é lançado – e deve adiantar o visual do sedã brasileiro

A 12ª geração do Toyota Corolla segue sendo revelada aos poucos. Depois das versões japonesa, chinesa e norte-americana, chegou a vez do Corolla sedã europeu. E isto é importante porque geralmente é o visual do Corolla vendido na Europa que acaba vindo parar nas ruas brasileiras – como ocorre na geração atual.

Enquanto o modelo norte-americano possui um visual mais jovial e agressivo, com pegada mais esportiva para concorrer com o Civic, o Corolla europeu é mais sóbrio e elegante, voltado a um público mais velho. Além disso, o Corolla vendido nos EUA é mais simples e barato, enquanto o modelo oferecido no Velho Mundo é melhor acabado e mais sofisticado. O Corolla europeu é mais conservador, com faróis e grade dianteira menores, e ganha sofisticação com frisos cromados entre os faróis e as lanternas.

O interior, por outro lado, é praticamente idêntico ao do modelo norte-americano, com o mesmo desenho no painel, cluster de instrumentos digital e uma tela sensível ao toque de oito polegadas para a central multimídia.

Na Europa, o Corolla terá um motor de 1,2 litros turbo e um quatro-cilindros de 1,6 litro naturalmente aspirado, além de dois motores híbridos – de 1,8 litro e 123 cv, e de dois litros e mais de 180 cv. No Brasil, apenas os motores maiores serão oferecidos, sendo que por aqui eles serão bicombustível. Espera-se o lançamento do novo Corolla no Brasil até o final de 2019. (DH)

 

BMW X5 40i xDrive roda no Brasil

O novo BMW X5 já está no Brasil desde as primeiras semanas deste ano, mas por enquanto ele é oferecido somente nas versões diesel, mas isso pode mudar em breve. Na semana passada flagramos um X5 camuflado, com um para-choques sutilmente diferente dos modelos 30d e 50d oferecidos atualmente e rodas de menor diâmetro.

Durante uma manutenção de rotina do Sandero RS do Driving Academy, o Juliano (que fez as fotos) topou com o carro parado em um semáforo e não teve dúvidas: desceu do nosso hot hatch, sacou a câmera e começou a fotografar o SUV alemão. É por isso que o Sandero aparece nas fotos.

O para-choques e as rodas nos levam a crer que se trata do modelo 40i xDrive, com o motor 3.0 a gasolina de 340 cv. Contudo, um detalhe nos chamou a atenção: os pneus Bridgestone não tinham nenhum tipo de marcação de medidas ou índices de carga e velocidade. Isso poderia indicar que ele está apenas desenvolvendo os pneus, mas como está camuflado, esta pode ser apenas uma meta secundária.

Atualmente somente a Audi oferece versões a gasolina de seu SUV grande, o Q7 equipado com o motor 3.0 TFSI de 333 cv. A Mercedes oferece o GLE somente com o motor V6 3.5 a diesel de 306 cv. Caso a chegada se confirme, o X5 40i xDrive deverá ser posicionado como a versão de entrada, abaixo do 30d xDrive, que atualmente custa R$ 442.000. (LC)

 

Jetta 2.0 TSI será o próximo lançamento da VW

O próximo lançamento da Volkswagen depois do T-Cross será o Jetta com motor 2.0 TSI, cuja versão poderá ser batizado GLI como no exterior e não Highline como esperávamos, mas ainda não há confirmação. Segundo uma fonte ligada ao fabricante, a VW está preparando as concessionárias para o lançamento do T-Cross e do Jetta 2.0 turbo ainda neste primeiro semestre.

O novo Jetta 2.0 TSI já foi flagrado no Brasil com estilo diferente do GLI americano, o para-choque tem as entradas de ar mais agressivas do modelo esportivo mas mantém a grade cromada do Comfortline. O motor terá os mesmos 230 cv do Golf GTI e o cambio será o DSG de 6 marchas. (ER)

 

Clube do Twingo SP homenageia Ricardo Boechat

No último domingo (17) o Clube do Twingo SP fez uma bela homenagem sobre rodas ao jornalista Ricardo Boechat, morto em um acidente de helicóptero na semana passada. Os membros do clube reuniram 31 exemplares do compacto francês, modelo pelo qual Boechat tinha um grande apreço, e seguiram em comboio do Alto de Pinheiros até a sede da Rede Bandeirantes no Morumbi, onde Boechat chegava diariamente com seu Twingo azul.

O jornalista era indiferente aos carros, mas por alguma razão pegou gosto pelo pequeno Renault e o transformou em um personagem, uma espécie de companheiro sobre rodas. A relação começou por acaso, quando, ao chegar em São Paulo, o Twingo era o carro disponível na garagem da casa emprestada por um amigo. O primeiro Twingo, um modelo prata, acabou acidentado duas vezes e teve sua perda total decretada, mas foi transformado em uma cadeira para continuar ao lado de seu proprietário. Boechat acabou comprando um segundo Twingo, um exemplar azul que volta e meia aparecia em suas fotos publicadas nas redes sociais. E há quem duvide que carros são especiais… (LC)

 

Red Bull Racing apresenta sua pintura de corrida

Depois de revelar seu novo carro, o RB15, com uma pintura temporária, a Aston Martin Red Bull Racing (ou RBR em galvãobuenês) mostrou sua nova pintura para 2019.

Quer dizer, “nova” é quase força de expressão, porque o esquema de cores é virtualmente idêntico ao que se viu no ano passado: um fundo em azul-marinho fosco com detalhes em amarelo e vermelho. A maior diferença está na marca da Honda, que é a nova fornecedora de motores da RBR – até o ano passado, a equipe usava motores Renault, rebatizados como TAG-Heuer.

Como já dissemos, a dupla de pilotos da Red Bull neste ano será formada por Max Verstappen e Pierre Gasly, ex-Toro Rosso, que substitui Daniel Ricciardo. (DH)

Matérias relacionadas

Um Chevrolet Omega GLS 2.2 do último ano, todo original, bem cuidado e à venda

Dalmo Hernandes

Não se vê um Porsche 911 “Safari” 4×4 com supercharger e 450 cv arrepiando no gelo assim todos os dias

Dalmo Hernandes

Donington Grand Prix Collection: uma visita à maior coleção de carros de F1 do planeta – Parte 1

Leonardo Contesini