A volta do Lancia Stratos, Lucas di Grassi na Stock em 2018, novo Porsche GT3 terá motor turbo e mais!

Leonardo Contesini 9 fevereiro, 2018 0
A volta do Lancia Stratos, Lucas di Grassi na Stock em 2018, novo Porsche GT3 terá motor turbo e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Lancia Stratos voltará a ser produzido

new-stratos

Great news! O Lancia Stratos voltará a ser produzido, apesar da Lancia e da FCA terem dito que isso não aconteceria quando a Pininfarina criou uma versão moderna para o clássico baseada na Ferrari F430 em 2010. Isso porque desta vez quem está por trás do projeto é a Manifattura Automobili Torino (MAT), uma encarroçadora independente baseada em Turim, como você deve ter notado pelo nome.

new-stratos2

Embora a Ferrari não tenha concordado em fornecer a arquitetura e os motores para uma série limitada do Stratos, os responsáveis pelo projeto, Michael Stoschek e seu filho Maximilian, decidiram seguir em frente contratando uma fabricante independente.

new-stratos3

O modelo continuará usando um motor V8 de 4,3 litros baseado no motor da Ferrari F430 — que ainda é usado pela Maserati no GranTurismo — e será retrabalhado para produzir 550 cv. O câmbio será sequencial de seis marchas, com diferencial eletrônico de deslizamento limitado. O objetivo é produzir 25 unidades do esportivo, que terá o mesmo visual do one-off feito pela Pininfarina em 2011.

Desta vez ele também não irá usar a arquitetura da Ferrari F430, mas uma plataforma própria que dará origem a versões de rua, de pista e até uma versão “Safari” com suspensão elevada. Ainda não há detalhes destas versões, mas os responsáveis pelo projeto, a New Stratos Gbr, irá apresentar o modelo no mês que vem em Genebra.

 

Lucas Di Grassi irá disputar a temporada de 2018 da Stock Car

2018271423190_Lucas_e_Bruno_II

Há exatamente dois meses Nelsinho Piquet anunciou que irá disputar a temporada completa da Stock Car em 2018, além do campeonato 2017-2018 da Fórmula E. Agora, seu rival de longa data, Lucas Di Grassi está seguindo o mesmo caminho. O piloto paulista de 33 anos anunciou nesta última quinta-feira (8) que irá disputar a temporada de 2018 da Stock, além da Fórmula E.

Lucas, que é o atual campeão da categoria de monopostos elétricos, irá correr pela Hero Motorsport, patrocinadora da equipe RCM. Seu parceiro na equipe será o jovem Bruno Baptista, de 20 anos, que estreia na Stock depois de três anos na Europa, onde disputou a F-Renault e a GP3.

Em entrevista a Rodrigo Mattar, do Grande Prêmio, Nelsinho disse que ficou surpreso em ver Di Grassi na Stock e que “acha ótimo poder bater roda com ele mais vezes, em mais corridas”. É o que esperamos ver na Stock neste ano, embora a temporada deva ser de adaptação para ambos os pilotos.

 

Porsche 911 GT3 terá motor turbo e câmbio PDK na próxima geração

porsche_911_gt3_touring_package_3

A atual geração do Porsche 911, a 991, está completando seis anos de estrada neste ano, o que significa que ela já se aproxima do fim — como sugerem os flagras da nova geração do 911 que circulam pela internet. Ainda deve levar um ou dois anos até que o 992 chegue às lojas, já que o 991 GT3 RS ainda será lançado e deverá durar pelo menos um ano antes que a Porsche decida acabar com sua geração.

Ele também deverá ser o último GT3 aspirado e também o último GT3 com câmbio manual. Segundo a apuração da revista Motor, a próxima geração do super-911 será equipada com uma versão turbo do motor 4.0 flat-6, que deverá produzir 545 cv. Com o novo motor, espera-se que o próximo GT3 complete a aceleração de zero a 100 km/h em 3 segundos, zero a 200 km/h em 9 segundos e siga além dos 330 km/h de velocidade máxima.

Para compensar o peso extra do sistema turbo, a nova plataforma do 911 irá usar ligas de aço de alta resistência, além de fibra de carbono. Ele também manterá o eixo traseiro esterçante e deverá adotar novos sistemas de aerodinâmica ativa.

A nova geração do 911 deverá ser apresentada no final deste ano para ser vendida a partir do segundo trimestre de 2019. Já o GT3 deve demorar um pouco mais para dar as caras, provavelmente no final do próximo ano. Sinceramente? Eu não esperaria tanto tempo. Arremataria logo um dos últimos GT3 com câmbio manual, porque ele terá potencial de sobra como futuro clássico.

 

BMW Série 7 ganha nova versão de topo no Brasil

1517855728837

A BMW anunciou nesta semana o lançamento da nova versão de topo de sua Série 7 no Brasil, o 750Li Pure Excellence. O modelo custa os mesmos R$ 775.000 do 750Li M Sport, e vem equipado com o mesmo motor V8 4.4 biturbo de 450 cv e 66,3 kgfm, porém traz uma abordagem mais refinada como seu nome sugere.

1517855728914

Por fora ele troca o acabamento de alumínio fosco nos para-choques, grade e saídas de ar laterais por detalhes cromados. Por dentro, o Pure Excellence usa revestimento de couro e madeiras nobres no painel, e oferece seis opções de revestimento de couro para os bancos.

Diferentemente do seu irmão esportivo, o destaque aqui é o banco traseiro, que tem ajustes elétricos individuais com massageadores, ar-condicionado de duas zonas (mais duas na frente, totalizando quatro zonas independentes), uma geladeira de 15 litros entre os assentos e um tablet-controle-remoto para comandar as funções do sistema multimídia com áudio Bowers & Wilkins, bem como o ar-condicionado e outras funções de conforto e conveniência.

1517855728973

Com o V8 de 450 cv, o 750Li Pure Excellence é capaz de chegar aos 100 km/h em 4,7 segundos e seguir acelerando até sua velocidade máxima limitada eletronicamente, 250 km/h.

 

Mercedes-AMG Project One irá produzir 700 kg de downforce

Showcar Mercedes-AMG Project ONE, 2017

Já faz alguns meses que a Mercedes-AMG revelou seu Project One e apresentou os dados técnicos básicos do carro como deslocamento, potência e torque. O que eles ainda não haviam falado é sobre a aerodinâmica do modelo. Como você já deve ter notado, ele não tem uma asa traseira, mas mesmo assim irá produzir até 700 kg de downforce.

A informação foi revelada pelo chefe da AMG, Tobias Moers, em entrevista à revista britânica Autocar. Segundo Moers, o desenvolvimento aerodinâmico do carro resultou em uma capacidade de produzir praticamente metade do peso do carro em downforce. Considerando que o carro pesa entre 1.300 e 1.400 kg, estamos falando de algo entre 650 kg e 700 kg.

Showcar Mercedes-AMG Project ONE, 2017

Como sempre digo, números não significam muita coisa sem um contexto. Para ter uma ideia do que isso significa, o McLaren Senna é capaz de produzir 800 kg de downforce a 250 km/h, enquanto o P1 GTR gera 660 kg a 240 km/h. Mas como já dito mais acima, o que destaca ainda mais esse número é o fato de o AMG não ter uma asa fixa ou splitters ou efeito solo. Não é algo radical como o Aston Martin Valkyrie, que usa efeito solo e pode chegar a 1.800 kg de downforce, mas assim mesmo é algo impressionante. Resta saber agora quando é que eles vão começar a competir por tempos em Nürburgring. Seria pedir demais?