A volta do Mustang Boss, Lanzante irá lançar Porsche 930 com motor de F1, BMW M2 CSL flagrado em testes e mais!

Leonardo Contesini 10 outubro, 2018 0
A volta do Mustang Boss, Lanzante irá lançar Porsche 930 com motor de F1, BMW M2 CSL flagrado em testes e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

A volta do Mustang Boss clássico

e3e7f4db-classic-recreations-boss-429

Enquanto a Ford não lança um novo Mustang Boss moderno, o modelo clássico volta à cena pelas mãos de uma preparadora independente: a Classic Recreations anunciou que irá apresentar uma versão modernizada do clássico de 1969 na edição deste ano do SEMA Show, em Las Vegas.

O modelo será uma versão licenciada pela Ford — ou seja, irá usar oficialmente o nome Mustang Boss — e terá seu powertrain moderno para produzir nada menos que 826 cv: um V8 stroker, com 8,4 litros de deslocamento e componentes modernos como o trem de válvulas completo e gerenciamento eletrônico. Originalmente o Boss 429 usava um motor de 7 litros com 385 cv e carburado.

Ainda não há imagens do carro, tampouco detalhes mais extensos, mas saberemos tudo sobre o carro quando ele for apresentado no SEMA Show.

 

BMW M2 CSL flagrado em testes

2020-bmw-m2-cs-spotted-on-nurburgring-shows-new-rear-spoiler_25

Como você deve saber a esta altura, a BMW substituiu o M2 pelo atual M2 Competition, que trocou o motor de código N por um legítimo motor S da BMW M e ganhou alguns componentes do M4, como as mangas de eixo, suspensão, freios e rodas. E ao que tudo indica, essa evolução não irá parar por aqui, como mostra este protótipo flagrado em Nürburgring.

2020-bmw-m2-cs-spotted-on-nurburgring-shows-new-rear-spoiler_28

Claro, não temos como afirmar com todas as letras que se trata do M2 CS/CSL, mas as evidências apontam nesta direção. Veja por exemplo o splitter frontal, bem mais pronunciado que aquele oferecido como opcional para o M2, e o spoiler traseiro inédito no modelo. Além disso, os discos de freio parecem feitos de carbono-cerâmica, também inédito no M2.

Segundo o site Autoevolution, que fez as fotos do carro no Inferno Verde, esta próxima versão CS ou CSL do M2 deverá eliminar alguns quilos de seu peso em ordem de marcha, e deverá pesar menos de 1.600 kg. Além disso, a potência do 3.0 biturbo deverá aumentar sutilmente — mas não muito para não esbarrar na potência do M4, devendo ficar na casa dos 430 cv.

 

W Series: uma categoria de monopostos para mulheres

Apesar da presença de Susie Wolf, da finada Maria de Villota e Simona Silvestro na F1 recente, já faz 40 anos que uma mulher não disputa um Grande Prêmio. Diante desta situação, Adrian Newey e David Coulthard decidiram fazer algo para dar uma força às garotas: lançar uma série de automobilismo exclusiva para elas, a W Series.

Trata-se de uma Fórmula 3 exclusiva para mulheres, que não precisarão pagar para correr na categoria. Em vez disso, elas serão selecionadas em competições de kart, e as vencedoras ganharão um prêmio de US$ 1,5 milhão para impulsionar sua carreira sem depender exclusivamente de patrocinadores individuais.

WSERIES

Todo o custo da operação será bancado pelos patrocinadores, e certamente ajudará a impulsionar a carreira das pilotas, visto que o gasto médio de um piloto do kart até a chegada à Fórmula 1 gira em torno de US$ 8 milhões. Com uma categoria intermediária gratuita e mais um prêmio de US$ 1,5 milhão o caminho fica bem facilitado. Todos sos carros serão iguais, equipados com motor turbo de 270 cv, e a temporada de estreia deve acontecer já em 2019.

 

Lanzante irá construir 11 Porsche 930 com motor TAG turbo de F1

372f9488-porsche-911-tag-mclaren-f1-01

Quando você achava que o universo dos Porsche clássicos reeditados não tinha mais para onde correr depois do boxer a ar feito pela Williams para a Singer, vem a Lanzante e dá um soco na sua imaginação ao anunciar que fará uma série limitada do Porsche 930 com o motor TAG turbo da Fórmula 1.

Sim, você leu direito: a Lanzante irá fazer uma série de Porsche 930 equipado com o motor V6 turbo usado pelos McLaren de F1 entre 1984 e 1986. E não serão motores com as mesmas especificações, mas motores que foram realmente usados na F1.

ea15eb7f-porsche-911-tag-mclaren-f1-04

A série é uma recriação do misterioso protótipo guardado pela McLaren e que deu as caras recentemente depois que foi fotografado sem autorização por um jornalista britânico. O carro é um 930 original com o motor V6 turbo feito pela Porsche para a TAG e equipado com rodas Ruf. Sendo um protótipo misterioso, não se sabe ao certo a motivação de sua construção — pode ser um protótipo para testar a durabilidade do motor, ou talvez mais um brinquedo do “dono” da McLaren, Mansour Ojjeh.

Já a recriação foi apresentada pela Lanzante no Rennsport Reunion e, por algum motivo inexplicável, passou despercebido por quase todo mundo. Serão feitos apenas 11 exemplares usando motores TAG remanescentes da F1, com cerca de 1.000 cv de potência e limite de rotações a 9.000 rpm. Infelizmente a Lanzante ainda não divulgou detalhes de desempenho, potência exata, preços ou data de apresentação oficial.

 

Turbinator ultrapassa os 790 km/h

11-Speed-Week-2017-Day-One-Race-For-Trophy-620x413

Lembra do Turbinator, aquele carro movido por um motor a jato que quebrou o recorde de velocidade “wheel-driven” no começo do mês? Se não lembra, leia sobre ele aqui. Se lembra, saiba que ele conseguiu mais um recorde de velocidade depois de atingir 793 km/h no deserto de sal de Bonneville.

O carro, construído pela equipe Vesco Turbinator, já havia se tornado o primeiro com rodas motrizes a ultrapassar a barreira dos 750 km/h quando, no início do mês, chegou aos 777 km/h. Dias depois a equipe fez uma nova passagem, desta vez com as condições ideais para a máxima velocidade e atingiu 809 km/h de velocidade de saída, atingindo a velocidade média de 793 km/h.

Como explicamos anteriormente, o carro usa um motor turbojato Lycoming T-55 de 4.300 cv conectado a uma transmissão fabricada pela própria Vesco — o que torna o feito ainda mais impressionante, pois trata-se de uma das poucas transmissões capazes de suportar tal potência e tais velocidades por tanto tempo, e foi feita de modo quase artesanal. Agora, a próxima meta da equipe é quebrar a barreira dos 800 km/h de velocidade média — isto é: medida nos dois sentidos. Considerando que somente eles conseguiram elevar o recorde de 721 para 793 km/h, diríamos que é apenas uma questão de tempo.