A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

VW apresenta “Kombi do futuro”, Brabus terá smart com 130 cv, um supercarro elétrico de 1.000 cv e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen apresenta Kombi elétrica conceitual

volkswagen-budd-e-concept-0006-970x546-c

A ideia de uma Kombi futurista é ventilada pela Volkswagen desde o início da década passada, e voltou às manchetes de revistas, sites e jornais no fim de 2015, com o anúncio de um novo conceito para o Consumer Electronics Show deste ano. Com o evento rolando, a marca apresentou o conceito, mas se você é fã da Velha Senhora, melhor não se animar, pois esta não é exatamente uma nova Kombi.

volkswagen-budd-e-concept-0001-970x546-c

Na verdade, o que a Volkswagen está apresentando na CES 2016 em Las Vegas é o Budd-e Concept, e embora parte da imprensa mundial esteja se referindo a ela como uma “nova Kombi”, ou “potencial nova geração da icônica Kombi”, o objetivo deste conceito é apresentar a nova plataforma modular elétrica da fabricante.

 

Batizada Modular Electronic Toolkit, ela foi criada especificamente para veículos elétricos do tipo plug-in. Ela consiste em um conjunto de baterias de 101 kWh no assoalho do carro que alimentam um motor elétrico em cada eixo do carro. Com isso, a Budd-e Concept tem tração integral e chega aos 150 km/h. Uma das principais características desta plataforma é que suas baterias podem receber até 80% de carga em apenas 15 minutos.

volkswagen-budd-e-concept-0009-970x546-c

Quanto ao visual, ela foi nitidamente inspirada na linha Transporter da Volkswagen, originada pela Kombi na virada dos anos 1940 para os 1950. A dianteira tem uma grade ampla que se estende até os faróis de LED. Não há maçanetas nem retrovisores externos. Por dentro, ele tem uma série de displays, que reproduzem as imagens das câmeras que substituem os retrovisores, e todos os controles analógicos, botões e interruptores. Além disso, ela também tem um sistema de controle por gestos que permite que as portas sejam abertas com um simples movimento de mão.

volkswagen-budd-e-concept-0008-970x546-c

O conceito pode se tornar um modelo de produção em 2017, logicamente sem todas essas tecnologias futuristas e de praticidade questionável. Além disso, o modelo também ganharia um motor de quatro cilindros para auxiliar o powertrain elétrico.

 

Brabus está desenvolvendo smart ForFour com até 130 cv

2017-Smart-ForFour-Brabus-02-1

Se você gostava da geração anterior do Smart Brabus, mas achava o carro pequeno demais para o mundo real — afinal, ele tinha só dois lugares espaço para pouca coisa além dos dois ocupantes — aqui está uma notícia que vai te animar: a versão de quatro lugares da nova geração já está nas mãos da preparadora alemã, e promete ser mais um pocket rocket dos bons.

A Brabus está trabalhando no motor turbo de três cilindros e 900 cm³ e em outro turbo de 1,2 litro, ambos da Renault, e espera-se que a potência chegue aos 130 cv. O câmbio será manual de cinco marchas, mas terá como opção uma transmissão de embreagem dupla. Como aprendemos com Renault Sandero RS e Volkswagen up! TSI, você não precisa de números vistosos para fazer um carro divertido, especialmente quanto se tem motor e tração traseiros como os novos smart.

2017-Smart-ForFour-Brabus-07

Além disso, a Brabus irá recalibrar a suspensão com barras estabilizadoras mais grossas e dará ao modelo uma nova caixa de direção. No campo visual, as mudanças típicas de qualquer modelo que passa pelas mãos da preparadora: novos para-lamas, rodas mais largas, escape esportivo e acabamento mais esportivo na cabine. O modelo deveria ter estreado em setembro, no Salão de Frankfurt, mas a Brabus adiou para março deste ano, no Salão de Genebra.

 

Futura rival da Tesla mostra supercarro elétrico de 1.000 cv

landscape-1451955868-newfaradayfuturelede

Outro carro elétrico levado à CES 2016 é o FFZERO1 (não, este não é um game de Super Nintendo), um supercarro de 1.000 proposto pela Faraday Future, uma empresa fundada em 2014 e que promete ser a futura rival da Tesla. O modelo é claramente um mero estudo de design e engenharia desenvolvido para mostrar a direção que a empresa pretende tomar, mas isso não o torna menos impressionante. Afinal, 1.000 cv são sempre bem-vindos, seja por um turbo, supercharger ou elétrico.

Apesar do nome de game dos anos 1990, o FFZERO1 parece ser mais um dos conceitos Vision Gran Turismo, ou ainda um protótipo LMP1 do ano 2.100.  Ele é construído sobre uma plataforma modular batizada Variable Platform (literalmente “plataforma variável”) que permite configurações diversas de motores e tração.

gallery-1451966029-ff3 gallery-1451965516-ff2

No conceito, a plataforma utiliza um sistema batizado “quad-drive”, que usa um motor elétrico em cada roda e desenvolve 1.000 cv no total. Segundo a Faraday Future, o modelo é capaz de ir de zero a 100 km/h em menos de três segundos e a velocidade máxima é superior a 320 km/h. E como se tudo isso não fosse suficiente, ele também tem funções de condução autônoma.

 

Ford mostra interior da nova Ranger

ranger20127interior

Depois de apresentar as primeiras fotos da Ranger reestilizada, que chega ao Brasil nos próximos meses, a Ford agora divulgou as primeiras fotos oficiais do interior da picape. As mudanças mais marcantes estão no console central, que foi redesenhado com linhas mais retas para “transmitir mais robustez e tecnologia” e melhorar a sensação de espaço na cabine.

cabineranger2017

A Ranger agora tem uma central multimídia com touchscreen de oito polegadas e navegação GPS, cluster de instrumentos com duas telas digitais — logicamente, estes recursos são da versão topo de linha. A Ford ainda afirma que o isolamento acústico da cabine e os materiais de acabamento serão referências do segmento.

 

Tesla é destruído por incêndio durante recarga na Noruega

OkYO-qgd1v-y4Tz3KVdsFg6YgT_FGzOI-UNTJ_IOO-VA

Você não precisa ser muito ligado em tecnologia para notar a transformação dos carros modernos em grandes gadgets. Todos eles agora têm recursos variados de conectividade, eletrônica em massa e, claro, motores elétricos de todos os tipos. Isso fica ainda mais evidente nos carros elétricos, que por sua natureza moderna e… bem… elétrica, são ainda mais semelhantes aos dispositivos que carregamos nos bolsos, bolsas e mochilas. E isso inclui até mesmo alguns incidentes. Sabe aqueles casos de celulares que explodem durante a recarga? Aconteceu exatamente o mesmo com um Tesla Model S na Noruega.

No dia 1º de janeiro o proprietário de um Tesla Model S 2014 estacionou seu carro em uma das estações Supercharger da Tesla e, durante a recarga das baterias, viu seu carro ser consumido pelo fogo. Os bombeiros foram chamados e apagaram as chamas com pó químico, afinal, trata-se de um dispositivo elétrico.

Esta foi a primeira vez que um incêndio aconteceu em uma estação Supercharger, mas a Tesla afirmou que é seguro usar as estações — que são construídas pela própria empresa e usam uma corrente de 200 amperes para recarregar cerca de 80% da bateria em meia hora. Por outro lado, não é a primeira vez que um Tesla Model S acaba incendiado. Em 2013 dois Model S pegaram fogo devido a furos no conjunto de baterias e um terceiro carro acabou em chamas após um acidente no México.

Segundo a emissora de TV norueguesa NRK, ninguém se feriu no incêndio e a Tesla já está investigando as causas do incidente.

Matérias relacionadas

A receita do Lotus Omega: quais as diferenças entre ele e o Omega comum?

Leonardo Contesini

Volkswagen XL1 começa a ser vendido na Inglaterra, o recall da BMW no Brasil, uma cara nova para o novo Mustang e mais!

Leonardo Contesini

Zef Eisenberg: o cara que caiu de moto a 380 km/h, foi declarado morto, se recuperou e voltou a acelerar

Dalmo Hernandes