A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

VW Jetta ganha motor 1.4 TSI, Porsche revela novo 718 Boxster, Ford lança sistema Sync3 no Brasil e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen Jetta agora tem motor 1.4 TSI de 150 cv

vw_jetta_1.4

Depois de anos de espera, a Volkswagen finalmente está lançando o motor 1.4 TSI nas versões Trendline e Comfortline do Jetta, aposentando definitivamente o obsoleto 2.0 8v de 120 cv. Com a novidade, o Jetta agora conta com 150 cv e 25,5 mkgf — além da melhor economia proporcionada pela combinação de turbo e injeção direta — para encarar rivais como o Honda Civic, Toyota Corolla e Ford Focus.

Novo Jetta Trendline_

Com a novidade os preços agora partem de R$ 78.230 na versão Trendline com câmbio manual de seis marchas, e R$ 83.630 para a Trendline automática (Tiptronic) também de seis velocidades. Logo acima vem a versão Comfortline, disponível apenas com câmbio automático Tiptronic, por R$ 89.750.

Novo Jetta Trendline_1

 

Por último, a versão Highline, que continua com o motor 2.0 TSI de 211 cv e câmbio DSG de seis marchas por R$ 103.000. Todas as versões trazem de série direção elétrica, controle de estabilidade e diferencial com bloqueio eletrônico, e a única novidade além do 1.4 TSI é a nova central multimídia equipada com Apple CarPlay e Android Auto.

 

Porsche revela novo 718 Boxster com motores quatro cilindros

New-Porsche-718-1

Em seu 20º ano de carreira, o Porsche Boxster está ganhando um novo nome e uma nova linha de motores. A Porsche revelou nesta terça-feira (26) o novo 718 Boxster, que agora é impulsionado por motores flat-4 turbo com até 350 cv. O nome 718 é uma referência ao carro de corridas dos anos 1950 e 1960 que também usava um flat-4 em posição central traseira.

A versão de entrada do 718 Boxster usará o flat-4 em sua configuração de dois litros, 300 cv e 38,7 mkgf (entre 1.950 e 4.500 rpm) — um ganho de 35 cv e 10,2 mkgf em relação ao 2.7 flat-6 aspirado do modelo anterior. Quando combinado com o câmbio PDK de embreagem dupla e ao pacote Sport Chrono, o novo motor turbo leva o Boxster aos 100 km/h em apenas 4,7 segundos — 0,8 s a menos que o motor aspirado. A velocidade máxima é de 275 km/h.

A versão intermediária Boxster S usa um flat-4 um pouco maior, de 2,5 litros, e com turbo de geometria variável. Com isso, o trabalho dos quatro cilindros produzem 350 cv e 42,8 mkgf (também entre 1.900 e 4.500 rpm), representando um aumento de 35 cv e 6 mkgf em relação ao flat-6 de 3,4 litros do modelo anterior. Com o câmbio PDK e o pacote Sport Chrono, o modelo chega aos 100 km/h em 4,2 segundos e à máxima de 285 km/h. As duas versões vêm de série com o câmbio manual de seis marchas.

New-Porsche-718-9

Segundo a Porsche, além do melhor desempenho os novos motores também consomem 13% menos combustível. O câmbio PDK também foi atualizado com “marchas virtuais” para economizar combustível, um recurso que usa duas engrenagens intermediárias adjacentes para melhorar o consumo de combustível em velocidade constante.

O chassi também foi modificado, com uma nova calibragem de suspensão para readequar a distribuição de peso do carro com os novos motores. Os 718 agora também podem ser equipados com o sistema opcional de suspensão ativa (PASM), que reduz a altura de rodagem em 10 mm além de alterar a carga dos amortecedores. A direção eletromecânica também teve sua relação modificada e agora é 10% mais direta.

New-Porsche-718-2

Em relação ao design, o 718 ganhou mudanças sutis por todos os lados: novos para-choques, faróis e lanternas modificados, novas tomadas de ar laterais, uma pequena grade traseira, entre as lanternas, e novos volante, console central e sistema multimídia. O modelo será lançado oficialmente em Genebra e deve chegar às lojas nos meses seguintes.

 

Ford anuncia chegada do Sync3 ao Brasil, compatível com Apple Carplay e Android Auto

SYNC 3

Ontem (26), em coletiva na abertura da feira de tecnologia Campus Party, a Ford anunciou que seu novo sistema de infotainment Sync 3, lançado nos EUA no fim de 2015, chegará ao Brasil ainda este ano. Seus grandes diferenciais são a compatibilidade com os sistemas Apple Carplay e Android Auto e a nova tela capacitativa substituindo a resistiva, permitindo usabilidade similar à de tablets e smartphones, com comandos de dedos do tipo swipe (varredura lateral, para passar de página) e pinch (feito com o indicador e o polegar, para dar zoom).

39017e65-b213-4333-979d-d90ff4d70edd

O hardware ganhou maior capacidade de processamento – de acordo com a marca, dez vezes mais rápida – para exibir os mapas de navegador em 3D com frame rate bastante suave e reduzir ao mínimo o tempo de carregamento das telas. A tela touchscreen é modular, independente do hardware, com tamanhos a partir de 6,5″, média de 8″ e possibilidade de tamanhos maiores. Embora tenha a capacidade para se conectar à internet pelo hardware, no Brasil ele seguirá dependendo da conexão com o celular para isso. A Ford não anunciou data exata para o lançamento do Sync 3 no Brasil nem a ordem de implementação nos modelos, mas sabe-se que ela estará disponível em toda a gama.

A usabilidade do sistema – baseado na arquitetura QNX, ou seja, não mais Microsoft – melhorou muito com a nova interface gráfica, minimalista e direta, com fontes e botões grandes, poucos sub-menus e detalhes como a evolução do comando de voz em português, os atalhos “A a Z” na agenda e o sistema de busca única (tanto no navegador quanto por apps), que permite a inserção de dados parciais do endereço, sem a necessidade de completar todos os campos. O Sync 3 segue compatível com o sistema Applink, permitindo o acesso a aplicativos como Spotify e Pandora.

 

Jaguar F-Type terá versão radical de 600 cv e 320 km/h

401499_Jag_FTYPE_SVR_Coupe_Studio_Image_270116_02

A Jaguar confirmou nesta quarta-feira (27) o lançamento do F-Type SVR no Salão de Genebra, em março. O modelo será uma versão ainda mais radical que o F-Type R, porém com 25 cv a mais extraídos do V8 5.0 sobrealimentado, chegando a 575 cv e 58,5 mkgf. Com a potência extra o carro será capaz de chegar aos 320 km/h e aos 100 km/h em 3,7 segundos quando equipado com o câmbio automático de oito marchas.

Ainda não há muitos detalhes sobre as demais modificações do modelo, uma vez que ele será apresentado oficialmente somente em março, durante o Salão de Genebra, mas pelo que vemos nas fotos oficiais, ele terá extratores de ar no capô, splitter mais pronunciado, asa traseira fixa e difusor traseiro maior.

 

Mercedes irá lançar C43 AMG e Classe C cabriolet em Genebra

merc-c-class-cabrio-rendering-2

Como vimos há alguns dias, a Mercedes decidiu transformar a linha AMG Sport em modelos AMG “de verdade”. Os novos modelos 43 AMG usarão o motor V6 biturbo e serão modelos comuns modificados, enquanto os modelos AMG 63 e 65 serão fabricados pela divisão esportiva. O primeiro modelo dessa transformação foi o SLC 43 AMG, equipado com um 3.0 V6 biturbo de 367 cv. O próximo será o C43 AMG, que substituirá o C450 AMG Sport, e será apresentado no Salão de Genebra em março.

Além do C43 AMG, a Mercedes também irá levar a Genebra o inédito Classe C cabriolet. O modelo chega quase duas décadas atrasado para a briga com o BMW Série 3 cabriolet, mas terá as mesmas versões que o C Coupé — o que inclui as versões C43 e C63 AMG.

Matérias relacionadas

McLaren P1 se acidenta nos EUA, Chris Harris testa a LaFerrari em vídeo, smart ForTwo Brabus terá 120 cv e mais!

Leonardo Contesini

Nosso adeus ao Dodge Viper: 15 fatos que fazem dele o maior supercarro americano de todos

Leonardo Contesini

A primeira foto e a suposta potência do Dodge Demon, Porsche poderá vender 911 com motor central, o novo crossover médio da Volkswagen e mais!

Leonardo Contesini