VW lança Golf somente com motores turbo e sem câmbio manual, McLaren 600LT flagrado em testes, Audi R8 terá versão V6 e mais!

Leonardo Contesini 14 junho, 2018 0
VW lança Golf somente com motores turbo e sem câmbio manual, McLaren 600LT flagrado em testes, Audi R8 terá versão V6 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen lança Golf 2018 somente com motores TSI e câmbio automático

volkswagen-golf-comfortline-1-

A Volkswagen apresentou nesta última terça-feira (13) a linha 2018 do Golf, com retoques sutis no visual, atualizações mecânicas, novos pacotes de equipamentos e, claro, novos preços.

O visual se resume aos faróis e lanternas com um novo arranjo interno e novas lentes, bem como para-choques redesenhados e novas rodas. No quesito mecânico o motor 1.0 TSI ganhou 3 cv, chegando aos mesmos 128 cv do Polo. O câmbio manual, que era a única opção para este motor, deixou de ser oferecido em favor do automático de seis marchas. Como nos demais modelos TSI, ele recebeu a nomenclatura 200 TSI em referência ao torque de 200 NM (20,4 kgfm). O mesmo aconteceu com a versão 1.4 TSI, que mantém os 150 cv, porém agora é chamada Highline 250 TSI (250 NM/25,5 kgfm). O câmbio também é o automático de seis marchas.

volkswagen-golf-comfortline-40-

Já o GTI, que até agora tinha 220 cv, ganhou 10 cv para se diferenciar do Passat e do Tiguan, chegando aos 230 cv — e passando a receber o sobrenome 350 TSI como referência ao torque de 350 NM (35,4 kgfm). O câmbio continua o DSG de seis marchas com embreagem úmida.

OriginalSize$2018_06_13_17_21_07_21822

O Golf Variant também foi atualizado com os mesmos retoques visuais e o sobrenome 250 TSI, e é oferecido nas versões Comfortline e Highline

volkswagen-golf-variant-5-

Todas as versões agora têm sistema multimídia com tela de oito polegadas e sistema de navegação opcional (exceto no GTI, que tem o sistema de série), sensor crepuscular e de chuva, sete airbags, retrovisor interno eletrocrômico, controles de tração e estabilidade, cruise control, câmera de ré, lanternas de LED e ar-condicionado digital.

A versão Highline 250 TSI, o pacote de itens de série inclui ar-condicionado de duas zonas, start-stop e bancos de couro. Os opcionais são teto solar, rodas de 17 polegadas e o pacote Premium, com controle de velocidade adaptativo, sensor de farol alto, faróis de LED e assistente de estacionamento autônomo. O GTI tem os mesmos equipamentos, porém é o único com o quadro de instrumentos digital com cinco modos de visualização.

20180613155413533679a

Os preços partem de R$ 91.800 no Golf Comfortline 200 TSI, e podem chegar aos R$ 143.800 no GTI. O Highline 250 TSI hatch sai por R$ 112.200, enquanto sua versão perua sai a R$ 113.500. A perua ainda é oferecida na versão Comfortline 250 TSI por R$ 103.000.

 

Os importados mais vendidos em maio

Nova-Sportage-2018-01

Depois de vermos os carros novos e os usados mais vendidos, é hora de conhecermos os dez importados mais vendidos em maio. Segundo os dados da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa), no último mês foram vendidas 3.239 unidades das dezesseis marcas representadas pela instituição.

O líder de vendas é o Kia Sportage, com 564 unidades, seguido pelo sedã Kia Cerato, que emplacou 266 unidades. Em terceiro vem o novo JAC T40, com 260 unidades, à frente do Volvo XC60, com 249. Em quinto está mais um Kia, o utilitário Bongo, com 179 unidades, superando o Lifan X60, que vendeu 168 unidades.

Na sétima posição vem o Suzuki Vitara com 133 unidades, seguido pelo recém-lançado Volvo XC40 com 121 unidades. O top 10 é completado pelo Land Rover Discovery, com 105 unidades e pelo JAC T5 com 90 unidades.

 

 

Novo McLaren “570LT ” flagrado em vídeo

35412018_645510342455045_741874674610208768_n

Em março, quando o hype em torno da McLaren estava apontado para o Senna, um flagra do próximo McLaren acabou passando despercebido pela maioria do público — não porque o carro foi ignorado, mas porque ninguém sabia exatamente o que era aquele protótipo. Agora, com o lançamento do segundo teaser do próximo “570LT” (entre aspas porque não sabemos se ele se chamará 570), nos parece bem mais claro do que se tratava.

O vídeo foi publicado no canal Salento V12 no YouTube, e mostrava o protótipo do 570LT ao lado do protótipo de validação do Senna e de um 675LT. Na ocasião a única coisa diferente que o 570 trazia eram as saídas de escape no topo da traseira, mas até então isso não significava muito antes do teaser revelado pela fabricante britânica nesta semana.

35266443_645510469121699_6030320115797458944_n

Além das saídas de escape, ele também tinha um spoiler transparente na traseira, que pode indicar que o modelo realmente será mais longo e terá um novo spoiler ou uma asa para se tornar uma versão mais radical para as pistas. A McLaren também deve reduzir o peso do carro por meio de rodas mais leve, retirada de parte do isolamento acústico, adoção de um escape de titânio e vidros mais finos.

35363361_645510595788353_3556562229115486208_n

Como dissemos ontem, a McLaren já disse que ele terá mais potência que o 570S e o 570GT, então é certo que ele terá outro nome. A imprensa britânica fala em 600 cv, o que resultaria no nome 600LT, e em um desempenho significativamente melhor que o do 570S, que vai de zero a 100 km/h em 3,2 segundos e de zero a 200 km/h em 9,5 segundos, podendo chegar aos 328 km/h.

O modelo será apresentado oficialmente em 28 de junho, e fará sua estreia ao público no Goodwood Festival of Speed, em julho.

 

 

Audi R8 deverá ganhar motor V6

audi-r8-facelift-008

O papo do Audi R8 V6 se arrasta há pelo menos quatro anos, mas só agora ele parece estar perto de virar realidade. Segundo a apuração dos britânicos da Autocar, o supercarro da Audi ganhará um facelift e uma versão de entrada equipada com um motor V6.

Este motor será o mesmo V6 biturbo de 2,9 litros já usado no Porsche Panamera e nos Audi RS4 e RS5, e irá preencher o espaço deixado pelo R8 4.2 V8, que não chegou à segunda geração devido ao alto custo de atualização do motor e à preocupação com o desempenho do carro no mercado chinês, onde os impostos são baseados no deslocamento do motor. Como o V6 foi desenvolvido em parceria com a Porsche e compartilhado entre mais modelos, ele será uma alternativa mais viável para a versão de entrada do R8.

audi-r8-facelift-004

No Panamera 4S o V6 produz 440 cv  a 5.650 rpm e 55,9 kgfm entre 1.750 e 5.500 rpm com apenas 0,4 bar de pressão máxima. É provável que ele ganhe um turbo maior para passar dos 500 cv. Além disso, a Autocar também ouviu da Audi que este V6 terá mais de um nível de potência, o que permitirá uma versão intermediária antes do V10.

Ainda de acordo com a revista, o único aspecto visual que irá diferenciar o modelo V6 do V10 são os abafadores do escape, que ficarão escondidos atrás das grades traseiras.

 

 

Apollo IE será finalizado pela fábrica do Mercedes CLK GTR

2017_08_04_h_apollo_01_0060m1

A Apollo fechou uma parceria técnica com os alemães da HWA para finalizar o desenvolvimento de seu supercarro IE — ou Intensa Emozione, como vimos neste post. O nome HWA talvez não seja muito familiar por estas bandas, mas tratam-se das iniciais de Hans-Werner Aufrecht, o engenheiro que colocou o A na sigla AMG.

Depois de vender a AMG à Mercedes/Daimler, Aufrecht fundou a HWA sem seu parceiro Erhard Melcher (o M da AMG), e passou a operar as equipes de automobilismo da Mercedes, além de prestar serviços de desenvolvimento de motores e chassis. Entre seus projetos está o desenvolvimento do CLK GTR e a construção de sua versão de rua.

2017_08_04_h_apollo_01_0201m4t1

Agora, ele irá desenvolver os sistemas de segurança, calibração do powertrain e dinâmica térmica do Apollo IE, para torná-lo um concorrente real para outros supercarros artesanais, e não apenas devaneios superlativos para milionários árabes. O motor continuará sendo o V12 de 6,3 litros da Ferrari, e terá 780 cv e 77,2 kgfm. Serão feitos apenas 10 exemplares do supercarro.