FlatOut!
Image default
Zero a 300

A versão de produção do VW Virtus GTS, o novo BMW Série 1, o emotivo fim de The Grand Tour e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Volkswagen Virtus GTS é exibido em fotos na fábrica

As primeiras imagens da versão de série do Virtus GTS finalmente foram divulgadas. Elas foram feitas de forma extra-oficial, possivelmente por um visitante da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo/SP.

O modelo exibe orgulhosamente seu motor 1.4 TSI de 150 cv e um visual praticamente idêntico ao do conceito apresentado no Salão do Automóvel de 2018, com para-choques do Polo GTI e um spoiler tipo “lip” na traseira. A única diferença são as rodas: o conceito usava rodas Brescia de 18 polegadas do Polo GTI, enquanto este modelo fotografado na fábrica usa as rodas Milton Keynes do Golf GTI, porém com 17 polegadas de diâmetro.

Infelizmente não há fotos do interior, mas considerando que a Volkswagen manteve o visual externo, esperamos que os bancos com encosto de cabeça integrado e maior suporte para o corpo seja mantido, bem como o couro preto com costuras vermelhas, o quadro de instrumentos digital e os detalhes vermelhos no painel e no console central. Mecanicamente, ele também deverá manter o câmbio automático de seis marchas do conceito, e deverá ganhar suspensão recalibrada.

Infelizmente ainda não há data para o lançamento, mas considerando que ele já está pronto e sendo exibido a visitantes da fábrica, é possível que ele seja o próximo lançamento da marca. (LC)

 

BMW M135i xDrive mostra a cara antes da hora

A nova geração do BMW Série 1 será a primeira com tração dianteira e motor transversal – uma manobra que não agrada aos mais puristas, mas faz todo o sentido do ponto de vista mercadológico, deixando o baby Bimmer mais próximo dos rivais Mercedes Classe A e Audi A3.

Até agora, porém, não sabíamos como seria a nova identidade visual do Série 1. Contudo, no último sábado (13) foram divulgadas duas fotos do novo hatchback pelo site Bimmerfile. Trata-se, de acordo com eles, do novo M135i xDrive, que vai substituir o M140i como versão de topo.

Pelo que se pode ver, na dianteira o novo Série 1 terá uma grade duplo-rim mais pronunciada, ladeada por faróis maiores, com entradas de ar verticais no para-choque. Já a traseira ganhou lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas, mais parecidas com as peças dos modelos de três volumes da BMW e do SUV X1.

O motor será o 2.0 turbo B48A20T1, que entrega 306 cv a 5.000 rpm e 45,9 kgfm de torque, moderados por uma caixa automática de oito marchas fornecida pela Aisin – ou seja, espera-se um tempo de zero a 100 abaixo dos cinco segundos. O carro ainda terá um diferencia Torsen com bloqueio de até 39%. A apresentação do carro, conforme já noticiamos, será no Salão de Frankfurt, em setembro, e as vendas deverão começar logo em seguida. (DH)

 

Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond anunciam fim do Grand Tour

Na semana passada, no último episódio da terceira temporada de “The Grand Tour”, Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond anunciaram que o programa está chegando ao fim: a próxima temporada será a última e depois o trio irá se aposentar.

Em um anúncio muito emotivo, no qual Clarkson se esforçou para conter as lágrimas, o trio anunciou que aquele episódio seria o último com a tenda e o público presentes, encerrando um ciclo de 17 anos, iniciado no já distante ano de 2002. Felizmente ainda haverá uma quarta temporada, porém ela será composta apenas por especiais de viagens, sem interação com o público, nem quadros em estúdio.

O anúncio não surpreende e certamente não foi uma decisão recente. Em 2016 James May disse à imprensa que não se via fazendo o programa por mais de cinco anos, visto que já estava com 53: “Temos que aceitar que logo seremos muito velhos para isso. Richard Hammond é um cara razoavelmente em forma e que se cuida. Eu e Jeremy não. Jeremy está decrépito e estou começando a sentir uma espécie de instinto muito mais forte. Tento lutar contra ele, mas estou me entregando. Em cinco anos não quero estar fazendo palhaçadas por aí”.

Quando a quarta temporada terminar, daqui a cerca de um ano, Clarkson terá completado 60 anos, May terá 57 anos, e Hammond estará a caminho dos 51. (LC)

 

Volvo XC90 R-Design chega ao Brasil por R$ 430.000

A Volvo apresentou neste fim de semana a versão esportiva de seu SUV de topo, o XC90 R-Design. O utilitário é equipado com o motor 2.0 Drive-E com turbo e supercharger para entregar 324 cv, mais um motor elétrico de 88 cv com baterias de 10,4 kWh. É o bastante para entregar 412 cv e 65,3 kgfm de torque – que levam o XC90 R-Design de zero a 100 km/h em 5,6 segundos.

Além do visual mais arrojado, com para-choque de desenho exclusivo e para-lamas com alargadores na cor da carroceria, o XC90 R-Design vem com uma boa seleção de equipamentos de série, compatível com o preço.

Entre os itens de segurança estão sete airbags (frontais, cortina, laterais e de joelho para o motorista), proteção contra impactos laterais, alerta de colisão frontal e traseira, alerta de ponto cego e assistente de mudança de faixa. Há também um assistente de estacionamento com câmera de 360° e vista aérea, que funciona a até 10 km/h.

O interior do XC90 R-Design conta com central multimídia com tela de 9” e integração com Apple CarPlay e Android Auto, cluster digital de 12,3” e sistema de som Bowers & Wilkins com 19 alto-falantes, além de ar-condicionado com quatro zonas. O XC90 R-Design também tem suspensão adaptativa e seletor de modos de condução, incluindo um modo puramente elétrico com autonomia de 40 km e velocidade máxima de 120 km/h.

O Volvo XC90 R-Design custa R$ 429.950 – R$ 30.000 a mais que a versão Inscription, com o mesmo conjunto mecânico, porém mais voltada ao luxo do que à esportividade. (DH)

 

Novo Nissan Versa é apresentado nos EUA e virá ao Brasil

A terceira geração do Nissan Versa foi apresentada na última sexta-feira (12) nos Estados Unidos, que deverá chegar ao Brasil em 2020, importado do México. Trata-se de um modelo totalmente novo, com visual bem mais interessante que o anterior. O sedã agora é inspirado pelos irmãos maiores, Altima e Maxima, e ganhou proporções mais horizontais e harmônicas, com capô mais curto e silhueta mais baixa.

O faróis agora são mais afilados e a grade incorpora-se à entrada de ar no para-choque, com um “V” cromado abrigando o emblema da Nissan. Já a traseira tem novas lanternas, muito parecidas com as do Altima. Por dentro, o novo Versa tem um painel mais moderno, que ecoa as linhas do crossover Kicks.

Mecanicamente, o novo Nissan Versa norte-americano conserva o motor 1.6 naturalmente aspirado acoplado a uma transmissão do tipo CVT. A potência, porém, passou a 123 cv (antes eram 110). O modelo brasileiro, porém, deverá receber um novo motor 1.0 três-cilindros turbo, atualmente em desenvolvimento pela Renault. Este propulsor também está cotado para o Japão, para a Europa e para os Estados Unidos. (DH)

 

Ford apresenta Performance Package para o Mustang Ecoboost

Depois do anúncio de que a Ford colocaria no mercado uma versão mais potente do Mustang quatro-cilindros, começaram a surgir boatos de que seria um novo Mustang SVO, trazendo de volta a versão esportiva dos anos 80 de mesmo nome. Contudo, este não é o caso: o conjunto de modificações será chamado Performance Package, e foi revelado pela Ford neste fim de semana, alguns dias antes da estreia no Salão de Nova York.

O Performance Package consiste em diversas modificações. Começando pelo motor, que é uma versão modificada do motor Ecoboost já encontrado no pony car. O cabeçote e a junta são mais resistentes, o intercooler foi modificado e há um novo turbocompressor exclusivo para esta versão do Mustang.

Com as mudanças, o motor passa a entregar 335 cv (20 cv a mais que o Ecoboost comum), com os mesmos 48,4 kgfm de torque. Embora seja menos potência que no Focus RS, a Ford diz que o foco foi dar ao motor uma curva de torque mais ampla. É o bastante para que, com a caixa automática de dez marchas, o Mustang Ecoboost com Performance Package vá de zero a 100 km/h em 4,5 segundos.

Outras mudanças incluem um novo diferencial de deslizamento limitado, com relação final de 3,55:1; pneus de 255 mm de largura; strut brace no cofre do motor; amortecedores com ajuste exclusivo; e os freios do Mustang GT. Será disponibilizado também um handling package com pneus mais largos, de 265 mm de largura, amortecedores magnéticos, molas mais duras e barras estabilizadoras mais grossas.

As modificações estéticas são poucas, mas suficientes para diferenciar o Performance Package: a grade, que como nos flagras é pintada de grafite e possui o cavalinho do lado direito, e os spoilers dianteiro e traseiro, emprestados do Mustang GT. (DH)

 

Nissan anuncia recall da Frontier

A Nissan anunciou nesta semana o recall das picape Frontier produzidas entre janeiro de 2015 e agosto de 2016. O problema são novamente os “airbags mortais” da Takata, embora a fabricante não os cite nominalmente.

De acordo com a Nissan, o recall irá trocar o gerador de gases do airbag do motorista e/ou passageiro dianteiro porque as unidades defeituosas podem gerar pressão excessiva em caso de deflagração das bolsas, o que pode causar a ruptura do gerador de gases e a consequente projeção de fragmentos metálicos no interior do veículo. A projeção destes fragmentos pode resultar em lesões físicas graves ou até mesmo fatais aos ocupantes.

As unidades da Frontier envolvidas no recall foram fabricadas entre janeiro de 2015 e agosto de 2016, e têm código de chassi entre 94DVCUD40FJ7754575 a 94DVDUD40FJ962230. Para saber se sua Nissan Frontier está entre as unidades convocadas, a marca dispõe o telefone 0800 011 1090. (LC)

 

Mercedes 500E do Mr. Bean vai a leilão

Rowan Atkinson é uma das celebridades mais gearhead que conhecemos e tem uma garagem dos sonhos. Um dos carros legais dele está a venda: um dos 10.479 Mercedes 500E W124 produzidos. O comediante comprou o carro novo em 1991 e usou por quatro anos até vendê-lo. Em 2017 ele comprou o carro de volta, agora ele está indo a leilão pela Classic Car Auctions. 

O Mercedes 500E era chamado na época de “the ultimate sleeper”, por ter a aparência discreta de um sedã executivo com o desempenho de um esportivo. O carro era montado pela Porsche e usa o motor V8 M199 de cinco litros e 326 cv. Isso fazia o sedã ir de zero a 100 km/h em 6,1 segundos e atingir 260 km/h. (ER)

 

O último Corvette de motor dianteiro fabricado vai a leilão

A CEO da General Motors, Mary Barra, anunciou que o último exemplar do Chevrolet Corvette C7 – ou seja, o último de todos os Corvette com motor dianteiro – já foi configurado e será leiloado pela Barrett-Jackson em junho.

O carro é um Corvette Z06 preto, com motor V8 supercharged de 6,2 litros e 658 cv. O carro, contudo, ainda não foi fabricado – e a Chevrolet ressalta que o fato de o último Corvette produzido já estar reservado não quer dizer que a produção terminou. A fabricante se recusa a comentar datas para o fim da fabricação do Corvette atual e o início da fabricação do novo Corvette.

O valor arrecadado com o leilão será doado a uma instituição de caridade chamada Stephen Siller Tunnel to Towers Foundation. O nome é uma homenagem a Stephen Siller, um bombeiro que morreu durante o atentado terrorista às Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001, e a fundação auxilia veteranos do exército feridos em combate. (DH)

 

Matérias relacionadas

Renault Kwid lançado: veja preços, versões e galeria de imagens do novo compacto

Leonardo Contesini

Conheça os cupês mais legais anunciados no GT40

Dalmo Hernandes

Um Koenigsegg de fibra de carbono exposta, Defender pode ser lançado ainda neste mês, Paraná terá “eletrovia” de 730 km e mais!

Leonardo Contesini