A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos Top

As rodas mais bonitas e marcantes dos carros brasileiros – parte 2

Quer mudar o visual do seu carro sem muito trabalho? Troque as rodas — elas podem parecer apenas um detalhe, mas são capazes de mudar completamente o visual de um carro para melhor quando bem escolhidas. E a gente tem uma bela história com rodas no Brasil.

Lembrando disso, na semana passada começamos uma série especial com os modelos de rodas, originais ou aftermarket, mais bonitos e marcantes já usados pelos carros nacionais. Agora, vamos continuar a brincadeira. Bem vindos à parte 2!

 

Binno Aranha

rodas (9)

As rodas Binno são fabricadas há décadas pela Alujet, empresa de Vinhedo/SP. Ficaram famosas não apenas por fornecer as rodas da Stock Car, mas também por serem uma das várias empresas que ofereciam rodas aftermarket no auge do mercado brasileiro de personalização. Seu modelo mais famoso, sem dúvida, são as Binno Aranha.

Seu nome oficial é B-760, mas acabaram conhecidas por seu apelido mais popular devido centro circular relativamente grande com raios finos como o corpo e as patas de um aracnídeo — ou um Face Hugger da franquia Alien. De qualquer forma, seu visual caía muito bem com nos carros da década de 1980 — estão entre as favoritas dos donos de Chevette. Elas não são mais fabricadas pela Binno, mas é possível encontrar réplicas de diâmetros bem maiores que os originais.

 

Jolly Le Mans

rodas (8)

Como a Binno, a Jolly teve presença forte entre os adeptos do tuning de antigamente, e foram exaustivamente anunciadas nas páginas das revistas automotivas brasileiras nas décadas de 1970 e 1980. A maioria de seus modelos era inspiradas por designs europeus, e batizadas com nomes de circuitos pelo mundo todo.

rodas (2)

É o caso das Jolly Le Mans, que as 24 Horas de Le Mans desde 1923, e foram inspiradas nas Porsche Phone Dial, que estrearam em 1977 com o Porsche 928. Fizeram fama por serem as rodas que vinham nos Passat modificados pela concessionária Dacon nas décadas de 1970 e 1980.

 

Volkswagen “Snowflake” (Gol GT)

rodas (10)

Estas aqui estão entre as rodas mais clássicas oferecidas no Brasil. Você certamente as conhece como Volkswagen “Snowflake”, e elas apareceram no Brasil pela primeira vez em 1984, quando o Gol GT foi lançado. Imediatamente tornaram-se um ícone — o fato de o Gol GT ser o primeiro hot hatch vendido no Brasil, com motor de 1,8 litro e 99 cv e decoração esportiva, ajudou bastante nisso.

rodas (7)

O que você talvez não lembre é que as rodas do Gol GT não se chamam “Snowflake” — este é seu apelido, dado pelos gringos por causa do desenho que lembra um floco de neve. O nome oficial é VW Avus, e o primeiro modelo esportivo a utilizá-lo foi o Golf GTI de primeira geração, no início da década de 1980. Hoje em dia, diversas empresas brasileiras e gringas fabricam rodas inspiradas nas Avus, em diferentes medidas e acabamentos.

 

Ford Escort XR3

rodas (1)

Lançado em 1984, o Ford Escort XR3 era o maior rival do Gol GT, apostando no refinamento dinâmico e na qualidade de acabamento para compensar a falta de fôlego do motor CHT 1.6 de 83 cv. Não demorou para que ele se tornasse, ao lado do Volks, sonho de consumo de 9 entre 10 entusiastas brasileiros.

Talvez isto explique por que a gente acha suas rodas esquisitas tão bacanas. De 13 polegadas, elas são iguais à do modelo europeu, lançado em 1980, e tornaram-se icônicas por sua ousadia no desenho — quatro elementos circulares, lembrando um trevo de quatro folhas. Quando o Escort foi pesadamente reestilizado, em 1987, as rodas do XR3 passaram a ser de 14 polegadas, com visual bem mais tradicional.

 

Rodas “Repolho”

rodas (3)

As rodas “Repolho”, de 14 polegadas, estrearam em 1977 como opção para o Opala SS e, por muitos anos, equiparam a linha Opala/Caravan por muitos anos, sendo utilizadas até 1992 no Opala SL, a versão mais simples. Também era muito comum que elas fossem usadas como estepe.

rodas (4)

Uma curiosidade: elas são mais conhecidas como “Repolho”, mas há quem as chame de “Mexerica” — o que acaba gerando certa confusão entre os entusiastas de veículos antigos, pois as rodas “Mexerica” são outras…

 

Rodas “Mexerica”

rodas (2)

Foto: Francisco Ma

Estas aqui, mais precisamente. Você certamente vai lembrar de ter visto rodas muito parecidas em outros modelos de automóveis reconhecidos mundialmente como clássicos. Na Europa, são conhecidas como Minilites ou Campagnolo, e equiparam originalmente o Mini Cooper. No entanto, elas combinam muito bem com diversos modelos clássicos dos anos 1960 e 1970, como o clássico Alfa Romeo Giulia.

rodas (6)

No Japão, elas elas são chamadas de RS Watanabe, e ficaram famosas por serem as rodas do primeiro Nissan Skyline GT-R, de 1969, também conhecido como Hakosuka e dotado de um belo seis-em-linha de dois litros e 160 cv.

rodas (5)

Inspiradas pelas rodas gringas, as rodas “Mexerica” brasileiras foram fabricadas por diversas companhias, entre elas as já citadas Scorro e Jolly. Normalmente eram feitas de magnésio, e estão entre as mais cobiçadas pelos fãs de rodas antigas.

Sentiu falta da sua roda favorita? Não se preocupe — esta definitivamente não será a última parte desta série!

Matérias relacionadas

Olhos de um, rosto de outro: quando os ônibus usavam faróis e lanternas de carros

Dalmo Hernandes

Aviões, hot rods e rockabilly: a história das pin-ups e da Kustom Kulture – Parte 1

Dalmo Hernandes

Os estranhos Volkswagen a ar que não tivemos no Brasil: Thing, Basistransporter e Fridolin

Dalmo Hernandes