A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

BMW M2 é flagrado praticamente sem disfarces, um carro de papelão que se move de verdade, a 3ª edição da Subida de Montanha de Campo Largo e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

A dias de sua estreia, BMW M2 aparece quase sem camuflagem

2015-609927bmw-m2-spy-photo-m-forum

Depois de ser flagrado em testes em Nürburgring e próximo de sua estreia oficial, no dia 14 de outubro, o BMW M2 resolveu dar uma relaxada em um estacionamento alemão. Só se esqueceu de sair devidamente disfarçado e deu mole para os fotógrafos, revelando alguns de seus segredos antes da hora.

2015-609931bmw-m2-spy-photo-m-forum

As imagens mostram sua saída de escape quádrupla, um novo para-choque dianteiro, com entradas de ar maiores, um aerofolio bem sutil no porta-malas e rodas de liga leve negras, com cinco raios duplos. A cor, Long Beach Blue, é uma das quatro que serão oferecidas. As outras são Black Sapphire (preto), Alpine White (branco) e Mineral Grey (cinza).

2015-609929bmw-m2-spy-photo-m-forum

A motorização já está definida. Será o motor 3.0 turbo de seis cilindros, chamado de N55B30T0, que já está em uso no X4 M40i. No utilitário, ele rende 360 cv entre 5.800 rpm e 6.000 rpm, mas fala-se em 370 cv para o M2. A transmissão será manual de seis marchas de série, com a opção de uma caixa M-DCT, automatizada de dupla embreagem, de sete marchas. A aceleração seria de menos de 4,5 s para ir de 0 a 100 km/h e a máxima será limitada, como de costume, a 250 km/h.

2015-609934bmw-m2-spy-photo-m-forum

Consta que o interior será em couro preto com costura azul, e que essa é a única opção. O sistema Navigation Pro será de série, assim como peças de fibra de carbono, sensor de ré traseiro.

2015-609925bmw-m2-spy-photo-m-forum

Os opcionais serão câmera de ré, bancos aquecidos, internet, sistema de som Haman Kardon, faróis adaptativos, janelas traseiras escurecidas e extensão de garantia para cinco anos. Isso nos EUA.

 

Lexus cria IS de papelão que anda de verdade

Orgiami-Lexus-3

Depois de criar um hoverboard cenográfico, a Lexus inventou mais uma moda: um IS feito quase inteiramente de papelão cortado. Inspirado nos origamis, o modelo, em escala 1:1, usa um chassi de alumínio que não só lhe dá sustentação, mas também permite que ele se mova para a frente e para trás com a ajuda de um motorzinho elétrico.

O carro foi construído com 1.700 folhas de papelão de 10 mm de espessura cada uma, cada uma delas identificada previamente, para que a colagem, feita com uma cola à base de água, não sofresse qualquer tipo de erro. A colagem das folhas exigiu 10 minutos de secagem a cada aplicação, algo decisivo para o tempo que o projeto levou para ser completado: 3 meses.

Orgiami-Lexus-4

Cada folha de papelão foi cortada a laser, para a máxima precisão, e o trabalho não foi feito pela Lexus, mas sim pela LaserCut Works e pela Scales and Models, duas empresas de Londres. O que coube à Lexus foi criar um modelo 3D do carro e das peças de seu interior, que foi fatiado em computador para o corte das folhas, o chassi de alumínio com o motor e, evidentemente, pagar a conta.

Não há dados sobre o peso final da obra, chamada oficialmente de Lexus Origami Car, mas ela será exibida em Birmingham, no National Exhibition Centre, ou NEC, no dia 8 deste mês, no Grand Designs Live Show.

 

Terceira edição da Subida da Montanha de Campo Largo acontece em novembro

12079463_905896092832036_7854782405309607463_n

Quem acompanha o FlatOut desde o fim do Jalopnik Brasil (confuso? É que este site nasceu do fim daquele) certamente lembra desse vídeo da largada do Nissan Skyline tributo a Paul Walker que usamos para anunciar a “largada” do nosso novo site.

O vídeo foi gravado na segunda edição da Subida da Montanha de Campo Largo, no Paraná, um evento que vem aos poucos conquistando os pilotos amadores e entusiastas que procuram uma competição acessível e com bom nível de organização.

O primeiro evento aconteceu em 2011 e voltou a ser realizado em 2013. Agora, ele chega à sua terceira edição, que irá rolar no dia 29 de novembro deste ano. Novamente a Subida terá apoio da Prefeitura de Campo Largo e será organizada pela CWB Racing na estrada de concreto da pedreira Itambé. O acesso dos espectadores é gratuito — a organização pede apenas a doação de 1 kg de alimento não perecível e que sejam seguidas as instruções de segurança.

1486814_552523948169254_116360380_n

Quanto às inscrições para disputar a competição, desta vez os organizadores pedem uma breve apresentação do piloto, seja amador ou profissional, e também do carro que irá disputar. A intenção, logicamente, é garantir a segurança do evento, uma vez que o traçado não dá espaço para erros de principiantes.

Para mais informações sobre como chegar ao evento, contato para inscrição e demais detalhes, visite o site oficial da Subida da Montanha de Campo Largo

 

De cada três carros vendidos em 2015, um é branco

FT_014_035_GEE_GALLERY-device_desktop-1366x769_tcm151-39489_desktop_1366x769

O levantamento anual da PPG Industries confirma a tendência dos últimos cinco anos, mas com um reforço. A cor branca tem sido a preferida para os automóveis, mas ela chegou agora a um predomínio de 35%, contra 28% em 2014 e 25% em 2013. Em outras palavras, se em 2013 1 em cada 4 carros era branco, em 2015 pouco mais de 1 em cada 3 sai com essa cor de fábrica.

No segundo lugar do levantamento aparecem os carros pretos, com 17% de predominância, e em terceiro os carros prata, com 12%. Cinza vem pouco atrás, com 11%. Entre os tons que fogem dos 50 tons de cinza, a PPG cita as cores “naturais” (dourado, amarelo, marrom, laranja e bege), com 8%, quase empatadas com o vermelho, que fica em sexto. Azul é a sétima cor mais usada, com 7%, e verde vem em oitava, com 1%.

 

BMW pode estar planejando supercarro em parceria com a Lexus

BMW-M1-Hommage

Depois do boato (aparentemente infundado) sobre uma possível parceria entre a BMW e a McLaren para a produção de um supercarro, agora é a Lexus quem pode estar se unindo à fabricante alemã. Desta vez o boato faz um pouco mais de sentido, já que a BMW e a Toyota, dona da Lexus, estão trabalhando em um sucessor para o Z4 e em um novo Supra.

A notícia agora é da Auto Express. Os britânicos afirmam que a Lexus e a BMW se reuniram para desenvolver um supercarro e, segundo uma fonte ligada à Lexus, já construíram até mesmo um protótipo com motor central e tração integral. O suposto produto final terá uma variação para cada marca, e usará um chassi tipo spaceframe feito de alumínio e monocoque de fibra de carbono.

O powertrain, como todo supercarro moderno, será híbrido, com um motor a combustão em posição central-traseira e dois motores elétricos no eixo dianteiro. A tal fonte da Auto Express fala em um seis-em-linha turbo da divisão M, enquanto a Lexus deverá usar uma versão de rua do V8 3.7 que embala seu TS040 que disputa a categoria LMP1 do WEC. A potência estimada é de 800 cv.

Agora… se você é fã de alguma das marcas, espere mais alguns meses para comemorar: tudo isso ainda são apenas rumores divulgados pelo site britânico. O chefe da BMW M, Frank van Meel, já declarou que a BMW não terá nenhum outro supercarro além do i8 ao desmentir o boato da parceria com a McLaren.

Contudo, a Auto Express fala que o carro poderá ser lançado em 2020. Vai ver este é o tal terceiro modelo i que a BMW confirmou para 2020. BMW i9, talvez?

 

Segunda geração do Duster é testada sob a carroceria do Captur

3_4_av_grand_captur_d_image_photo_leader

Depois que um Renault Captur superdesenvolvido apareceu na internet, muitos caçadores de segredo já o chamaram de Grand Captur, uma versão maior do utilitário da marca francesa. Mas isso não faz sentido, considerando que a Renaul acabou de lançar o Kadjar. Quem matou a charada foi o pessoal da revista francesa L’Automobile, que afirma que se trata da segunda geração do Duster.

3_4_ar_leger_profil_grand_captur_d_image_photo_leader

Não se anime pela aparência do modelo. As chances de o Duster ser parecido com o Captur são remotas, inclusive porque, na Europa, o Duster não é Renault, mas sim um Dacia, marca romena de baixo custo do grupo Renault. A pista que os caras da L’Automobile usaram é sutil, mas conclusiva: note as rodas da mula. Em vez de ter quatro furos, como as do Captur comum, elas usam cinco furos. Como o Duster.

 

Fiat cria página de cadastro para informações sobre a Toro

Captura de Tela 2015-10-06 às 11.28.06

A Fiat continua na ofensiva para tirar da Renault Duster Oroch seu protagonismo de lançamento. Criou uma página para a picape, a toro.fiat.com.br, que permitirá aos interessados ter informações sobre a picape.

Além de um campo de cadastro, a Fiat postou as seguintes frases na página: “Juntamos a robustez de uma picape com o conforto de um SUV, (sic) para criar um novo segmento de carro” e “Vem aí um lançamento inovador da Fiat que vai criar uma nova categoria de automóvel. Vem aí o Fiat Toro”. A insistência da comunicação em dizer que a picape médio-compacta criará um novo segmento merece ser devidamente contextualizada. E desconstruída.

Primeiro, porque o lançamento da picape da Fiat só deve acontecer em fevereiro. Não faz muito sentido começar a falar do produto tão antes, especialmente tão perto do lançamento da concorrente, se as duas não têm qualquer tipo de relação. Segundo, porque o discurso não muda o fato de que tanto ela quanto a Oroch são menores do que as médias, usam monobloco, em vez de chassi, e têm tração dianteira. Em suma, são do mesmo segmento de mercado.

É possível que a Fiat tenha tentado lançar a Toro antes, mas não tenha conseguido, dando espaço para que a Oroch reine sozinha por alguns meses. Daí a tentativa de contenção de danos.

Land Rover mostra vídeo do Evoque conversível na lama

Quem tem um Evoque poderá em breve fazer trilha como se estivesse em um Jeep das antigas. Ou mesmo em um Wrangler. É o que mostra o vídeo de testes do novo Evoque conversível em situações de off-road. Prova de que o modelo conserva a capacidade que tornou sua marca conhecida, mas não de que ele será usado deste modo, o que deve ser bem improvável.

O lançamento do modelo deve acontecer no Salão de Los Angeles, outra prova do mercado que a Land Rover mira com ele. Serão as ruas da Califórnia, provavelmente as de Beverly Hills, em particular, sem maiores desafios do que uma ou outra valeta. De todo modo, o vídeo mostra que a falta da capota não comprometeu a estrutura do SUV. Ele parece fugir do perfil “caixa de sapato sem tampa”, elevando as rodas em desníveis sem torções.

Para os preocupados com a segurança, ou os malucos que quiserem colocar o Evoque nas trilhas, a Land Rover oferecerá um sistema de detecção de capotamento, que elevará um santantônio atrás das cabeças dos ocupantes instantaneamente, para conter os ferimentos que eles possam sofrer em caso de acidente.

 

Diesel Gate virou fantasia de Halloween nos EUA

costume

Depois do susto, vem a “zuera”. Foi o que os fabricantes de fantasias de Halloween resolveram fazer com o escândalo do diesel da Volkswagen, o Diesel Gate. Foi o que propôs o site HalloweenCostumes, com um guia para criar você mesmo sua fantasia de Diesel Gate.

Ela inclui uma máscara de gás, um tamborzinho de óleo que mistura o símbolo da marca com o de perigo, com ossos nas pontas do emblema, um carrinho que a pessoa veste. Fumacento, logicamente. Nas fotos, o cara que veste o carro não veste camisa para mostrar a pança e os braços cheios de fuligem. Prova de que o dano de imagem vai levar anos para ser corrigido. Se é que vai.

Matérias relacionadas

Quem é o autor da frase “Racing is life. Anything before or after is just waiting”?

Leonardo Contesini

Três carros, 2.500 cv: os lançamentos da Brabus no Salão de Frankfurt

Leonardo Contesini

Valentino Balboni lança linha de acessórios Lamborghini, Nelsinho Piquet acelera os clássicos do pai, novo curso de design automotivo em SP e mais!

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados