Construindo um Shelby na garagem: a montagem do motor V8 302

Diego Jacobini 16 fevereiro, 2017 0
Construindo um Shelby na garagem: a montagem do motor V8 302

Fala, galera! Estou de volta aqui para continuar a história do PC 413. Como disse antes após a decepção das réplicas mal feitas resolvi fazer a minha. Continuando a última postagem, quando o chassi chegou o sonho tinha dado o pontapé inicial, tava feito, já era, eu precisava construir um carro inteiro na garagem, acho que foi só nesse momento que me dei conta de quanto trabalho ia ter rs.

Pois bem, tinha apenas um chassi e uma bolha de fibra, vamos atrás de todo o resto.

Comecei procurando um motor, originalmente o Cobra tem um V8 big block 427 Ford, mas como esse motor nunca veio oficialmente para o Brasil ia ser muito difícil e caro arrumar um, então a escolha racional era o tradicional V8 302 do Maverick, originalmente com míseros 200 cv ,mas de preparação relativamente fácil. Mais adiante eu descobriria que que fácil não tem nada a ver com barato — afinal não tem nenhuma peça barata para um V8 antigo nesse nosso país chamado Brasil.

16736570_10202755859053416_243570613_n

Então encontrei um motor desmontado, retificado com algumas peças de ponta e já com a montagem sendo iniciada para um Maverick. O antigo dono estava se desfazendo do projeto. Segundo ele sua esposa estava com problemas e ele estava precisando de dinheiro. Infelizmente quando comprei vi no rosto dele a tristeza de estar se desfazendo de um sonho, mas acontece. Espero que tenha resolvido tudo e que não tenha desistido.

16779746_10202755859733433_551737946_n

Para minha sorte consegui um motor zerado por um ótimo preço, porém incompleto, estava faltando volante, carburador juntas e parafusos que eu acabei importando depois.  Com o motor e chassi em casa eu precisava de uma caixa de câmbio para posicionar tudo e soldar os coxins.

A caixa tinha que ser manual, nada de automático. Quem gosta de acelerar sabe muito bem que um câmbio manual dá muito mais emoção ao dirigir, mesmo que um câmbio automático de dupla embreagem tenha uma passada mais rápida (a disputa Evo x STi deixa isso bem claro — quem teve a oportunidade de acelerar os dois sabe bem do que eu estou falando).

Pois bem, pesquisando qual seria o melhor câmbio manual para o 302 cheguei ao famoso T5 do Mustang 1995, uma excelente caixa mais moderna e que ajudaria a transmitir a potência até o chão — até porque não adianta ter potência no motor se ela não chegar ate às rodas, e isso inclui o diferencial também, mas falo dele depois.

Com o motor e caixa pude posicionar tudo, arrumei uma empresa de importação de peças e fiz a lista do que faltava: carburador, balanceiros roletados, volante do motor, embreagem, motor de arranque, trambulador de engate rápido, radiador de óleo, tampas de válvulas e filtro modelo Cobra, juntas e parafusos do motor, polias, distribuidor, cabos, e algumas peças estéticas como volante Shelby, coluna de direção, lanternas retangulares (não gosto dos lanternas redondas e pontudas que o pessoal usa nas réplicas aqui do Brasil) e outras coisas mais que não lembro agora.

Sim, pensei o mesmo que você está pensando agora: que facada! Isso sem contar o tempo, quatro meses praticamente, parado, olhando para o carro todo dia sem poder fazer nada. Faz parte, se eu comprasse aqui ia gastar muito mais.

Chegando tudo iniciei a montagem do motor e pintura. Ele veio pintado de laranja original do modelo mas como meu carro seria azul não ia ficar legal, então usei uma combinação que pra mim sempre fica ótima em tudo: preto / prata.

O alternador comprei um moderno mas bem baratinho no ferro-velho, 120 reais, e com algumas adaptações ficou ótimo.

16780242_10202755860693457_1675018829_n

Fiquei na dúvida com o radiador e, conversando com a empresa que fez o chassi, tive uma surpresa: eles usam radiador de Tempra com ar-condicionado. É grande, barato, e tem ventoinha dupla e está funcionando perfeitamente com o 302,

Com algumas mangueiras e pedaços de tubo de inox ficou ótimo!

16754091_10202755862253496_1150879144_n

Precisei comprar também duas barras de direção para fabricar a extensão da coluna até a caixa de direção.

16780273_10202755862933513_600334460_n

Ah sim a caixa de direção: o carro é leve e me falaram que não precisava de direção hidráulica, mas resolvi colocar mesmo assim, também não queria uma bomba de direção no motor, queria deixar a aparência dele mais limpa, então coloquei uma eletro-hidráulica (do Mercedes Classe A nacional) caixa de direção e bomba, e fiz um circuito com uma espécie de potenciômetro e botão de liga e desliga, a ideia é deixar a direção leve para estacionar, e desligar ou reduzir a bomba quando estiver numa condução mais agressiva. Foi difícil, mas ficou muito bom.

16780038_10202755859293422_716196497_n

Lembrando, quem quiser acompanhar mais pode me seguir no Instagram @diegojacobini segue lá!

Bom por enquanto é isso, já já conto mais, desculpa a demora entre os posts galera, não tenho tido muito tempo para escrever aqui. Comenta aí gente! Adoro trocar ideias… e, falando nisso, alguém conhece um profissional bom para fazer o acerto fino desse motor aqui no RJ?

Até a próxima!

Por Diego Jacobini, Project Cars #413

0pcdisclaimer2