FlatOut!
Image default
Car Culture Zero a 300

Este Dodge Challenger Demon tem a carroceria toda em fibra de carbono – e um V8 biturbo de 1.400 cv!

Em 2017 a Dodge deixou todo mundo de boca aberta com o Challenger SRT Demon, um muscle car de arrancada legalizado para as ruas com um V8 supercharged de 6,2 litros e até 852 cv (usando combustível de competição), capaz de cumprir o quarto-de-milha em 9,6 segundos a 225 km/h se corretamente equipado.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

Mas tem gente que acha pouco. Como os caras da preparadora norte-americana SpeedKore, de Grafton, Wisconsin, que está dando os toques finais em seu mais recente projeto: um Dodge Demon com carroceria feita totalmente de fibra de carbono e dois turbos no lugar do supercharged, a fim de reduzir peso e conseguir um pouco mais de potência.

Aliás, dissemos “um pouco”? Na verdade estamos falando de 1.420 cv (1.400 hp) no motor. Ou quase 570 cv a mais do que o Demon originalmente entrega. É o suficiente para você? A potência nas rodas, aferida em dinamômetro, foi de 1.219 cv (1.203 hp).

demon7 demon6 demon5 demon4

De acordo com a SpeedKore, seu Dodge Demon é o primeiro a receber um sistema biturbo no lugar do compressor mecânico – um par de Precision 6875 T4, com turbinas roletadas, que ficam montados do para-choque dianteiro. O sistema de escape foi reposicionado com as saídas nas laterais do para-choque.

43879412_2366793176883639_723111384128159744_n demon3

De acordo com a SpeedKore, o objetivo é simples: montar o Dodge Challenger SRT Demon mais rápido do planeta. Ao que tudo indica, eles conseguiram: nesta semana, durante os testes do carro em pista, o Demon biturbo virou 8,77 segundos a 259 km/h com a piloto Leah Pritchett, que compete com dragster Top Fuel, ao volante. A DiabloSport, empresa especializada em reprogramações eletrônicas e sistemas de injeção que forneceu alguns componentes para o Demon da SpeedKore, postou o vídeo da puxada no Instagram.


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por DiabloSport LLC (@diablosportllc) em

Leah Pritchett, que também atuou como fiscal da NHRA durante os testes, confirmou que o tempo faz do carro da SpeedKore o Dodge Demon mais rápido do mundo no quarto-de-milha, até agora. E mais: a puxada anterior, na qual o carro cumpriu os 402 metros em 8,81 segundos a 261 km/h minutos antes, já havia quebrado este recorde.


Visualizar esta foto no Instagram.Uma publicação compartilhada por DiabloSport LLC (@diablosportllc) em

A SpeedKore não deu mais detalhes da preparação mecânica, provavelmente os reservando para o SEMA, que acontecerá entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro.

Quanto ao visual, o carro permanece bastante parecido com o original – exceto, é claro, pela textura da fibra de carbono, que recebeu acabamento em verniz acetinado transparente e pelas travas externas do capô. Segundo a SpeedKore, todos os painéis da carroceria, além dos para-choques e outros detalhes de acabamento, foram fabricados pela própria companhia.

demon10 demon11

Certamente algumas centenas de quilos foram enxugados com a nova carroceria – o número exato não foi revelado, mas podemos ter uma ideia.

demon1

Especializada na fabricação de painéis em fibra de carbono, a SpeedKore já realizou a conversão em outros pony cars, como o Shelby GT350R – que perdeu pelo menos 180 kg em relação ao original, de acordo com a companhia, que diz por exemplo que seus para-lamas de fibra de carbono costumam pesar menos de 1,8 kg. É possível que o alívio de peso no Demon seja ainda maior, considerando que o Dodge é naturalmente mais pesado – o Shelby GT350R ainda utiliza originalmente componentes de alumínio na carroceria, enquanto o Challenger SRT Demon é todo feito de aço.

SpeedKore-SK10-Mustang-6-1 SpeedKore-SK10-Mustang-Carbon-Fiber-Ford-Mustang-Custom-Car-Builder-Carbon-Fiber-Ford-Mustang-SK10-4

Os caras da SpeedKore ainda vão levar ao menos outros dois carros ao SEMA 2018: além do próprio Ford Mustang Shelby GT350R, o estande da companhia no evento receberá o Dodge Charger Evolution – que, como o próprio nome diz, é uma evolução do projeto Tantrum, que mostramos aqui mesmo em 2015.

Dn5B0nkVAAA_VQH

Para quem não está lembrado, trata-se de um exemplar de 1970 do Charger que recebeu carroceria e interior reprojetados e recosntruídos em fibra de carbono, com direito a peças usinadas em billet de alumínio e um V8 de nove litros com comando duplo nos cabeçotes, dois turbos e 1.670 cv. A SpeedKore diz que conseguiu reduzir o peso original do Challenger em mais de 400 kg em relação ao peso de fábrica – que ficava na ordem dos 1.500 kg.

Matérias relacionadas

Tafheet, ou Hajwalah: o perigoso mundo do drift ilegal na Arábia Saudita

Dalmo Hernandes

Sierra RS500 Cosworth: 30 anos do último hot hatch de tração traseira da Ford

Dalmo Hernandes

SUV Alfa Romeo terá 500 cv, Ford Focus brasileiro terá cara nova em 2015, um Opala 1974 na luta contra o câncer e mais!

Leonardo Contesini