A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #257

Fiat Palio turbo: acertando o stance, dinâmica e freios do Project Cars #257

Fala, galera! Primeiramente gostaria de agradecer a todos que leram o primeiro post e puderam dar suas opiniões e seus parabéns! Neste segundo post vou contar-lhes como este pacato carrinho direcionou todo meu foco ao mundo automotivo e despertou meu interesse em deixar o carro com a minha cara

Chegou a hora de cair de cara no projeto.  Como tinha comentado anteriormente, nesta fase estava com o carro e dando prioridade essencialmente aos detalhes estéticos, mas chegou a hora de fazer bem feito.

Primeiro passo: conseguir o stance desejado. Por mais que meu carro estivesse numa altura legal, ainda era algo que não agradava meus olhos, queria algo mais, um visual mais agressivo, traduzindo “pneu-para-lama”.

Foi nessa época que conheci que eu e mais alguns amigos (@carsnmates) criamos nosso próprio encontro semanal, e em um desses encontros fiquei conhecendo o trabalho da Garage 130 com suspensões e me interessei, principalmente, por andar em carro de outros e notar que, dentro das limitações, ainda sim era um carro confortável e bom desse andar (me desculpem mas suspensão não é qualquer coisa simples, tem que ser bem feita sim), então decidi refazer toda minha suspensão. Nada de muito complexo, apenas amortecedores e molas feitos sob medida, com óleo e pressão apropriados, queria um carro gostoso de andar mas ainda sim “travado” (pouca exigência né).

O resultado ficou satisfatório, altura legal e carro ainda anda “grudado” nas curvas.

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.49.05

Após isso veio a vontade de mudar o carro mais ainda, deixá-lo com a minha cara. Após pesquisas e muito pensar, e baseado nas tendências das grandes grades na frente, porque não mandar logo aquele belo bocão?

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.49.44

O teto também recebeu o envelopamento, coisa que completou o conjunto. A cereja do bolo veio com os faróis originais do Palio 1.8R — que fizeram muita diferença. Todos os demais cromados foram retirados, o que melhorou muito o visual do carro, na minha opinião!

Aquela sensação de você olhar para seu carro e pensar: “PQP, essa desgraça ta bonita!”

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.49.55

 

Nesse momento decidi que iria voltar as atenções para o interior, um som digno e mais alguns mimos já deram nova!

 

Hora de tornar rápido o carro que já parece rápido

Atualmente, o meio mais comum de ganho de potência é a indução forçada de ar, trocando em miúdos: turbinar o motor. Parece uma ideia simples, mas lembre-se que nada é tão simples quando estamos falando de um carro para o qual existem pouquíssimos itens para performance e também não existe um grande histórico deste modelo preparado.

O projeto já estava todo pensado, mas antes de colocar o caracol no cofre, primeiro é necessários pensar em muitos outros detalhes. Primeiro fiz uma boa revisão em toda a suspensão: molas, amortecedores, buchas e reaperto! Nada escapou! Em seguida veio mais um acessório que valeu muito a pena, muito mesmo:

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.50.14

Barra anti-torção Imohr, tornou o carro melhor em curvas e possibilitou ter a estrutura muito mais firme, principalmente se falando de um carro que roda coma suspensão numa altura bem menor em relação a original.

Já tinha uma suspensão e estrutura mais firmes, agora falta o freio.

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.50.27

Por sugestão de um amigo e analisar as peças como o eixo, suportes e caliper, vi que seria possível instalar o freio a disco traseiro do Marea (Allah Hu Akbar).

Os encaixes são perfeitos, iguais, plug and play, a única modificação no sistema todo foi o cabo de freio de mão, o do Palio era muito curto, e os demais muito compridos, compreis os cabos do Palio Wekeend onde foi necessário um pequeno ajuste no comprimento para que se encaixasse perfeitamente.

Captura de Tela 2016-01-30 às 00.50.39

Todo o restante do freio foi revisado e o novo óleo (DOT 5) tornou o conjunto seguro e confiável e pastilhas EBC.

Bom, digamos que este sistema de freio já foi testado algumas vezes (muitas delas contra minha própria vontade) e sempre tive uma boa resposta além de um espaço de frenagem reduzido.

Tudo pronto para receber a preparação do motor! No próximo (e último) post contarei sobre a colocação da turbina e dos demais componentes, além de contar sobre como ficou o comportamento do carro e, obviamente, os números obtidos!

Por Thales Zominhan, Project Cars #257

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #74: em busca das difíceis peças originais do Puma GTB S1 1978

Leonardo Contesini

Alfa Romeo 156: a história do Project Cars #367

Leonardo Contesini

Project Cars #29 – problemas com o funileiro e novas rodas Magnum para um Dodge Charger R/T 1975

Leonardo Contesini