A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Flagra! BMW M4 GTS aparece quase sem camuflagem nas proximidades de Nürburgring Nordschleife

Em pleno Concours d’Elegance de Pebble Beach, a reunião dos carros mais raros, caros e elegantes do planeta para um verdadeiro concurso de beleza, a BMW radicalizou e apresentou o BMW M4 GTS Concept, uma versão ainda mais nervosa e preparada para as pistas (porém legalizada para as ruas) de seu cupê esportivo.

E ele não vai ser só um conceito — os bávaros já garantiram que ele será produzido em série, provavelmente em quantidade limitadas, e dizem que será o primeiro BMW especial da divisão M vendido nos EUA. Mas isto tudo você já deve saber, se nos acompanha.

Que a versão de produção já está sendo testada por aí também não é exatamente um segredo — já a vimos no Zero a 300. A novidade é que nosso leitor Eduardo Zimmerman flagrou o carro quase sem camuflagem, bem de pertinho, no famoso posto de gasolina ED, que fica na estradinha B258 de Döttinger Höhe, na Alemanha.

É por esta estrada que se chega à cidadezinha de Nürburg. Como ela corre paralela ao retão principal do Nördschleife, é lá que os carros que aceleram no Inferno Verde abastecem e calibram os pneus. Era exatamente isto o que o M4 GTS estava fazendo no momento em que foi flagrado por Eduardo…

De acordo com ele, o piloto estava usando macacão e capacete, e estava acompanhado de um cara usando roupas comum — certamente engenheiro da BMW. Não dava para ver direito o interior do carro, mas deu para enxergar uma tela de cerca de 10” no painel. Não uma tela multimídia, mas de instrumentação de engenharia.

Some a isto o pequeno transponder vermelho afixado no para-choque dianteiro, e o fato de que o M4 GTS estava acompanhado de um M235i, e não é difícil deduzir o que estava rolando: os caras estavam andando forte no Nürburgring e medindo tempos de volta — algo que já foi feito outras vezes. Existem vídeos do carro sendo testado no Nürburgring, mas o flagra enviado por Eduardo mostra o carro mais de perto, e com praticamente nenhuma camuflagem.

Apenas as lanternas traseiras estão camufladas. O motivo? O M4 GTS terá lanternas de OLED (LEDs feitos com materiais orgânicos, mais leves, flexíveis e eficientes em iluminação e consumo de energia). Fala-se, ainda, em faróis de laser — a BMW não se preocupou em escondê-los. Mas isto é tudo o que podemos ver no flagra.

bmw-m4-gts-zimmermann-04

Lanternas de OLED camufladas

O que podemos ouvir: o ronco é alto e agressivo mesmo em marcha lenta, e também que o carro certamente traz uma gaiola de proteção parcial, ocultada pelas janelas traseiras escurecidas. O BMW M3 GTS, modelo anterior, também tinha rollcage na traseira. As fotos também mostram os apêndices aerodinâmicos de fibra de carbono com detalhes em laranja — cor que também aparece nas rodas de 19 polegadas, modelo “666 M”, feitas de alumínio. Os pneus do carro flagrado eram Toyo Proxes, mas não sabemos o modelo ou as medidas. Importante observar que  o conceito calçava um jogo de Michelin Pilot Sport Cup 2, de medidas 265/35 na dianteira e 285/30 na traseira.

bmw-m4-gts-zimmermann-05bmw-m4-gts-zimmermann-03

Por outro lado, muitos outros detalhes no carro flagrado são idênticos aos do conceito — o desenho dos para-choques e elementos aerodinâmicos, por exemplo, é exatamente o mesmo. As rodas, a propósito, lembram bastante as Rotiform BLQ (sensação da galera euro tuning até pouco tempo atrás), mas para nós fica clara a intenção de homenagear os carros de competição do passado, como lendário BMW 3.0 CSL “Batmobile”. Olha só o desenho, e até as cores, das rodas do clássico:

bmw-3-0-csl-e9-5

A BMW já deixou claro, em Pebble Beach, que o seis-em-linha biturbo de três litros do M4 GTS será equipado com um sistema de injeção de água. Os alemães demonstraram o sistema no início deste ano, em seu M4 Pace Car para a MotoGP.

O sistema borrifa água no coletor, em direção à câmara de combustão e sua evaporação resfria a mistura em frações de segundo. A mistura fica mais densa (com mais combustível e ar no mesmo volume) e isto, além de reduzir a possibilidade da detonação de combustível, permite que o ponto de ignição chegue próximo ao seu ideal. Resultado: em mais potência e torque — embora a marca julgue que ainda é cedo para falar em números. Ainda que o modo de funcionamento seja diferente, o princípio é o mesmo da injeção de óxido nitroso ou de um intercooler.

Aliás, a BMW diz que o sistema servirá, também, para complementar o trabalho do intercooler quando sua eficiência for comprometida — por exemplo, quando o motor estiver trabalhando próximo do limite por um longo período. Algo que acontece bastante na pista…

bmw-m4-gts-zimmermann-07

Não há dúvidas de que este carro será um monstro nas pistas, e podem contar que a BMW está confiante a respeito de seu tempo no Inferno Verde. Não podemos deixar de agradecer ao Eduardo Zimmerman, que aproveitou nosso guia para viajar até a Alemanha. No sábado ele pegará  um BMW 325i E36 cupê — com um seis-em-linha de 2,5 litros e 192 cv — para dar 12 voltas no Nordschleife. Curta por nós, Eduardo!

 

Matérias relacionadas

Nova geração do Toyota Supra poderá usar sistema híbrido do carro de Le Mans

Leonardo Contesini

Toyota planeja criar versão esportiva nos moldes da AMG e BMW M

Leonardo Contesini

Chevrolet confirma chegada do novo Tracker ainda neste ano – e com motor 1.4 turbo

Leonardo Contesini