A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #265

Focus Turbo: rollcage e upgrades para a estreia do PC #265 nas pistas!

oempre tive vontade de fazer um rollcage no carro. Vi a oportunidade perfeita de fazê-lo quando coloquei o cinto de 4 (quatro) pontas nos bancos dianteiros. O que tem a ver? É que usei a fixação dos bancos originais traseiros, deixando-os inúteis. Ou seja, se os bancos eram inúteis, e poderia tirá-los, teria espaço para finalmente fazer o rollcage.

Fui em uma oficina que fabricava rollcage e pedi orçamento de um que fosse do meio do carro até a parte de trás. Simplesmente, me pediram incríveis R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)! Me recusei a pagar, pois sabia que não tinha o porquê daquele preço exorbitante.

Bom, resolvi meter a cara e fazer eu mesmo. Comprei 18 metros de tubo e levei para a oficina. Lá, peguei uma amostra de um tubo de rollcage de um carro. Ah! Sabe quanto me custaram os tubos? R$60,00 (sessenta reais) todo os 18 metros, acredite!

Pensando em como construiria minha gaiola, peguei umas imagens na internet e comecei a refletir sobre o projeto. E o projeto escolhido foi esse:

3A4F8D14-75D5-4A46-992D-2BFF2301F3E0_zps7ila98fc

Fiz uma forma em arame, peguei as medidas, e levei numa máquina para dobrar os tubos.

23CFC020-DDBF-496A-85C1-046F3CD44B66_zpshfnebkpq

A parte fácil foi o arco, e a minha maior dificuldade foi em pensar como fazer tudo entrar e sair do carro, já que a ideia era ser todo desmontável. Passei algum tempo olhando, olhando… até que as ideias começarem a aparecer; aí foi mão na massa!

E811351D-EFA7-4686-BE05-95F38D69E782_zpsniiqj27b

F52BD7CB-323E-4C92-977C-C5E2489582EA_zpsoxy7oews

Na foto acima, já estava com tudo montado e fazendo as soldas. A ligação das barras laterais vão do arco para as colunas traseiras. No arco coloquei dois tubos de diâmetro ligeiramente menor e o encaixe foi feito como uma luva, um entrando no outro.

41A1D668-0AC8-458A-AFBF-C6DF82C9D9CE_zpsikupn1an DD9862F8-E6B9-42C5-921A-16D59BB8607A_zpsnx9wxrky

As travessas que ligam as colunas traseiras e fazem o reforço do cage para sua fixação eu cortei o tudo no meio para ele encaixar por cima e abraçar o tubo de baixo e ser fixado com parafusos. Depois de tudo soldado furado e pintado, foi para o lugar usando parafusos de inox allen.

6DDCD6D1-1FEE-4D1C-8494-A602D8CA72FF_zps25jotgqv0EE0A355-ECB5-4208-B26B-0020CF989330_zps5cxx44ca

Já que comprei tubos de sobra, aproveitei e fabriquei essa barra traseira que liga as duas colunas na parte inferior para ajudar a travar a traseira do carro para ele apontar melhor nas curvas.

Ficou muito bom! Me surpreendi com meu trabalho, mas teve um problema que só vi no final. O carro que peguei de modelo tem direção na direita, e coloquei a barra de reforço transversal da esquerda para a direita, e não ao contrário, que seria o correto. Mas esses erros acontecem nas melhores famílias, né?

Ah! Sobre os custos, lembram que falei que me cobraram R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) para fabricar, com todo o serviço e material? Pois gastei, em média, uns R$700,00 (setecentos reais).

Muitos perguntaram por que eu não fiz o “X” na traseira; não o fiz porque ficava muito complicado para entrar e sair, além de ser bem complicado conseguir centralizar o “X”. e o tempo que eu tinha era curto pois estava chegando a prova de arracanda.

 

Com o rollcage, o carro ia para a sua primeira prova de fogo: arrancada

Para o grande evento, peguei um jogo de R888 17’’ 205/40. Meu preparador tem um produto para fazer um tratamento no pneu e melhorar o grip.

Usamos esse tal produto e os pneus passaram 03 dias em tratamento; que consiste em passar querosene no pneu para abrir o poros da borracha, e a cada 12 horas, é aplicado o produto que amolece a borracha. Não me perguntem porque não sei qual o produto. Ele é escondido a sete chaves, mas realmente deixam os pneus bem moles.

 B724B717-A04F-496C-9D66-51D3046AD6C5_zpsnilpkz7k

Também montei um volante Lotse Dakar e pedaleiras Sparco, pois a minhas estavam muito feias. Mudei a posição da FT400 para ficar num local onde pega-se menos sol.

8EC35ABC-4509-4864-BB41-8265AD0B2E63_zpse1erelu1 1471E1C0-107E-412E-89CE-D72DC4412598_zpshiohfg6e

 

A primeira prova de arrancada

Mapa de arrancada feito, controle de tração no booster controller feito. Aqui em Fortaleza, a prova acontece em 201m, e o objetivo era andar abaixo dos 10s. Nas primeiras puxadas eu estava bem nervoso, me acostumando com todo o processo de dar uma puxada, liga modo burnout na ft, desliga depois, ativa booster… enfim.

Nas primeiras puxadas, comecei virando 10,444s depois mudandos o mapa de booster, consegui descer para 9,434s. Meu preparador, o Esdras, chegou para mim e perguntou: “será que dá mudar a marcha mais rápido? você ta demorando um século para trocar”.

Só com esse toque, baixei para 9,113s; se tivesse mais uma puxada, tenho certeza que dava para entrar na casa dos 8s, o problema foi somente o não-muito-esperto do volante. Para mim o resultado foi ótimo! O carro pesa mais de 1300kg com tanque cheio e comigo dentro, e, ainda assim, deu muito trabalho para carros com a mesma potência e bem mais leves. Saí da monotonia de só AP na arrancada.

Abaixo algumas fotos e vídeos do evento:

63D441F9-BF93-46C1-A422-A9BB27586877_zpswz6jcogm 1C54D7AD-F547-4B0E-835C-A96EE5A70283_zpshsl2xrxp EBB67F82-08BD-4632-B352-34C7D6A45BE9_zpsm7xdg4ms

 

Quinze dias depois o primeiro trackday

Começando os preparativos, jogo de slicks 16’’ da antiga Copa Linea:

7757B2D3-B3F1-4610-8795-B4861B8D6880_zpsrmlugdnt

O medo no trackday eram os freios. O Focus original já tem uma grande deficiência de freios e com a potência a mais, isso se tornou preocupante devido a não ter pensado em nenhum upgrade. O cavalete da pinça do Focus e uma peça única junto com a manga dificultado qualquer modificação, os ups de freio foram pastilhas novas e dutos feitos com sifão de banheiro para ajudar na ventilação e tentar amenizar o fadding dos freios.

Então… domingo de sol, fomos para o autódromo. Como faço parte da organização do evento, só consegui fugir e entrar na pista depois do almoço, já bastante cansado, estava desde 5h no autódromo trabalhando. Logo na primeira volta, a flauta sacou e começou a vazar álcool pra tudo quando foi lado. Sorte que não pegou fogo, pois estava jorrando encima do coletor de escape. Voltei para o box, montamos tudo e fomos para pista novamente.

Com o rollcage, a traseira ficou travada e muitooooo solta. Tava perigoso, e na primeira volta rápida na curva do desespero no final da reta, quando reduzi para entrar, o carro rodou sem avisar e fui para no meio do mato. O mato era alto e seco em contato com o escape quente já viu né? Começou a subir aquela fumacinha, pense no desespero para sair dali o mais rápido possível!

Voltamos para o box, tiramos todo o mato debaixo do carro, e diminui a calibragem dos pneus traseiros e entramos novamente. Virei módicos 1,35. Foi um tempo bem alto para o potencial do carro, mas tava andando com somente 0,4bar de pressão, queria conhecer o carro e tirar minha ferrugem. De todo modo, fiquei muito feliz com o potencial que o carro mostrou na pista. A suspensão KW realmente é sensacional! O carro perdeu todo rolling de carroceria que tinha antes. As deficiências foram os freios que já era esperada. O carro necessita de um blocante nas saídas de curva, quando entrava pressão positiva, o carro destracionava muito, e como não tem blocante, o carro esfregava muito a frente, logo, tinha que dosar muito no acelerador.

Mesmo assim, ainda dei 30 voltas, levei, além da patroa, vários amigos. E o principal: me diverti bastante e o carro voltou inteiro.

Depois de duas provas de fogo e voltando inteiro: hora de novos upgrades. Eu queria colocar um blocante no carro, e as opções eram: ou comprar um quaife na gringa – que me custaria MUITO dinheiro – ou tentar alguma empresa no Brasil que fabricasse o blocante a um preço acessível. Decidi pela segunda opção. Comecei a ligar na grandes empresas de câmbios do País, mas a conversa era sempre a mesma:

– Alô!
– Opa amigo! Fale.
– Cara tenho um focus, e queria fazer um blocante para o mesmo, há possibilidade?
– Fox?
– Não amigo, F-O-C-U-S da Ford.
– Vish, não trabalhamos…

E foi assim em várias ligações. Eu já estava desistindo, até que um amigo falou de uma empresa no RS que poderia fazer, a BF Câmbios. Peguei o contato dessa empresa, e fui super bem atendido quando liguei. Na hora o cara disse que fazia, mas que iria precisar de uma caixa satélite e das tulipas do meu carro para poder fazer.

Agora, lembram que eu disse que meu carro usava o cambio MTX-75 esse câmbio e muito difícil de achar pois só equipou o Focus Zetec 2.0 de 2000 a 2003 e mondeos 2.0 de 98 a 2001 e alguns Focus mk2,5 2009-2010
Um amigo tinha me falado de um Mondeo numa sucata e que ele sabia que tinha o cambio MTX. Fui até lá com a missão de voltar com esse câmbio. Chegando na tal sucata:

– Opa amigo você tem um Ford Mondeo ai?
– Não mais amigo, já vendi ele.
Já bateu aquela tristeza.
– Mas qual parte você queria?
– O câmbio.
– Esse ficou! Entra aqui!
Fomos lá no fundo, e ele me mostrou o câmbio cheio de terra. Parecia que tava enterrado, procurei o PN, tudo certo era uma MTX. Vamos a valores. Perguntei:
– Certo, é isso mesmo, quanto você quer?
– Cara fui assaltado essa semana e tudo, to precisando de dinheiro. Com R$250,00 fechamos?
– Tenho R$200,00.
– Fechado!

Meus amigos já estão me mandando ir nas sucatas atrás de peças, porque sempre dou sorte e consigo pegar as coisas muito baratas. Já tratei de desmontar a caixa e enviar a peças para a BF câmbios, pena que o prazo para entrega é de 90 dias, foi o jeito esperar.

Num domingo, reuni uns amigos e rodamos 160km de ida e volta para Praia da fontes – CE. Muito bom poder soltar os cavalinhos na pista! Saímos às 8:30h e só retornamos a Fortaleza no final do dia. Nada melhor do que depois de toda a peregrinação, poder pegar meu carro e sair com os amigos passear e curtir.

Carro funcionando perfeitamente, sempre indo pro posto na quinta-feira sagrada.

Sendo um estranho no ninho

12033018_893162470764169_7033550969550776892_n

Sabe como é né? Um gearhead sempre tá inventado coisa nova, nunca o projeto ta terminado o meu ta longe ainda…

Mas essa história vai ficar para o post de 2016, desejo um Feliz Natal e próspero ano novo gearheads!

Por João Paulo Falcão, Project Cars #265

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #491: a compra e a restauração do meu Renault Twingo

Leonardo Contesini

Project Cars #294: reduzindo o peso e instalando a gaiola no meu Ford Escort Mk4 de pista

Leonardo Contesini

Project Cars #113: os últimos acertos e a conclusão da preparação do meu Punto T-Jet

Leonardo Contesini