A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Graxa com perfume: ela é a dona e faz a manutenção de seu próprio Ford Maverick!

Não é todo dia que você vê uma garota gostar de carros antigos. Mais raro ainda é achar uma que tenha um velhinho na garagem. E quase impossível é encontrar uma que gosta de fuçar no automóvel – a ponto de fazer toda a manutenção do bichano. Ladies and gentlemen, conheçam a paulistana Thais Roland: uma inspiração para as meninas e um excelente “tá vendo?” para os caras mostrarem para as mulheres que reclamam do seu antigo!

Sua relação com os automóveis veio da infância, graças ao seu avô: ele pintava e fazia a manutenção dos carros da família por conta própria, e Thais ficava a tarde toda com ele após a escola. Formada em TI com especialização em rede de computadores e mais de dez anos de atuação na área, ela sempre encarou encarou a graxa como um hobby – até que, há cerca de dois anos, decidiu fazer os cursos técnicos do Senai. Durante este tempo estagiou em oficinas, e ao se formar, ingressou de vez na carreira de mecânica. Hoje, ela tem até mesmo um canal no YouTube em parceria com outros colegas, o “Deixa que eu faço”, focado em dar alguns toques de manutenção ao público.

No começo do ano ela comprou o Maverick SL 1975 2.3 (quatro cilindros) que você vê aí em cima, batizado por ela de Damien. Não bastando a escolha rock ‘n roll, é a própria Thais que está fazendo o trabalho de recuperação mecânica e manutenção do Ford. Nos primeiros meses, ela fez serviços básicos, como revisão elétrica, do sistema de ignição e de alimentação. Em junho, o motor foi todo retificado – e na sequência, foi a vez do sistema de arrefecimento:

Em seu vídeo mais recente, Thais mostra tudo o que ainda precisa ser feito no Damien – estou pensando em convidá-la para fazer parte da comunidade que irá contar a evolução de seus projetos no FlatOut, o que acham?

Vizinhos me odeiam por causa dele. Ele tá horrível, é uma gambiarra ambulante, tem mais enforca-gato que parafuso e transmite tétano – mas é o amor da minha vida. E chama a atenção em qualquer lugar: eu passeio com ele de domingo na av. Paulista só para ver a reação das pessoas!

Thais Roland, em entrevista para o Sob Nova Direção

How cool is that? Aliás, Mavericks pretos e garotas parecem ter algo em comum. Aí embaixo temos um V8 302 de uma amiga minha – que está para terminá-lo há uns três ou quatro anos. Pior é que falta tão pouca coisa… conto essa história em outro dia!

maverickpretoc

 

Matérias relacionadas

Em tempos de Fiat Chrysler, que tal um Topolino com motor V8 Hemi?

Dalmo Hernandes

Mercedes-AMG E63 S Estate vira 7:45,19 e se torna a nova perua mais rápida de Nürburgring – veja o onboard!

Dalmo Hernandes

De Ford GT40 à Ferrari P4/5: um passeio pela fantástica coleção de Jim Glickenhaus

Dalmo Hernandes