A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Mercedes-AMG Project One começa a ser revelado, Bugatti vai de zero a 400 km/h a zero em 42 segundos, o novo 911 GT3 Touring Package e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Mercedes-AMG Project One agora tem uma traseira

Höhepunkt des Jubiläums 50 Jahre AMG: Mercedes-AMG Project ONE auf dem Weg zur IAA

Diferentemente de praticamente todos os lançamentos dos últimos anos, o Mercedes-AMG Project One não teve uma overdose de teasers, nem uma montanha de especulações e muito menos foi flagrado em testes. Tudo o que vimos sobre o hipercarro alemão até agora foi um desenho minimalista estilizado de sua silhueta, algumas fotos do conjunto mecânico e nada muito além disso.

Agora, com a apresentação do modelo se aproximando, a Mercedes começou a preparar o terreno, aumentando o suspense com um teaser que não mostrava nada da dianteira e, nesta segunda-feira (11), um teaser que mostra boa parte da traseira.

amg-1504214008

Pela primeira vez estamos vendo a cobertura do motor, que tem respiros aletados como na F40, com dois dutos NACA imensos ladeando o duto de admissão em forma de scoop sobre o teto. A saída de escape, como o carro de F1 de Hamilton e Bottas, usa três saídas: uma grande, conectada à saída do turbocompressor, e outras duas menores, controladas pela válvula wastegate. As lanternas são minimalistas como os faróis, e também divididas em três segmentos.

Como já vimos anteriormente, o AMG Project One é o “bolo de aniversário” dos 50 anos da divisão esportiva, e terá cerca de 1.000 cv produzidos pelo motor 1.6 turbo e seus auxiliares elétricos. Serão produzidas apenas 275 unidades do carro, e a apresentação acontecerá nos próximos dias no Salão de Frankfurt.

 

Bugatti Chiron vai de zero a 400 km/h e volta ao zero em 42 segundos

bugatti-chiron-1

 

Já faz mais de um ano que o Bugatti Chiron foi lançado, mas somente agora a fabricante francesa decidiu colocar seu desempenho recordista à prova. Ele ainda não foi levado à pista de Ehra-Lessien para descobrir sua velocidade máxima, mas já mostrou que é superior ao seu irmão mais velho, o Veyron, em um teste de aceleração e frenagem que poucos carros no planeta conseguem repetir.

Com Juan Pablo Montoya ao volante, o Chiron arrancou da imobilidade, chegou aos 400 km/h e em seguida parou completamente em apenas 41,96 segundos e em uma distância de 3.112 metros.

bugatti-chiron-2

A marca dos 400 km/h foi atingida aos 32,6 segundos, em 2.621 metros, o que significa que a frenagem precisou de 9,36 segundos e 491 metros. Segundo a Bugatti, este é o tempo mais baixo já registrado neste tipo de manobra por um carro produzido em série, e o recorde “representa o primeiro passo em um novo recorde de velocidade máxima”, cuja tentativa será realizada em 2018.

bugatti-chiron-5

O teste foi supervisionado e certificado pela SGS-TUV Saar, uma empresa especializada em inspeção, testes, verificações e certificação e o resultado será um dos destaques da Bugatti em Frankfurt.

bugatti-chiron-7

A Bugatti também fez questão de ressaltar que Montoya “dispensou” o capacete e todo o aparato de segurança pessoal para o teste, como forma de mostrar que o carro é confortável e seguro. Além disso, o piloto colombiano quebrou seu recorde pessoal de 407 km/h (atingidos com um carro da Indy) ao chegar aos 420 km/h com o Chiron.

Montoya também disse que espera ser convidado pela Bugatti para a tentativa de recorde de velocidade. “Estou reservando a data na minha agenda”, disse.

 

 

Renault Kwid está vindo com cintos montados errados? Recall_Renautl_Kwid_3-770x433

Com uma fila de espera de quase quatro meses, a Renault está fazendo o impossível para dar conta da demanda pelo Kwid. E isso parece ter afetado a qualidade da construção do compacto. Segundo o camarada Gustavo Henrique Ruffo, do Motor Chase, algumas unidades do Kwid saíram da fábrica com os engates dos cintos de segurança traseiros montados na posição errada.

Recall_Renautl_Kwid_8-770x433

De acordo com Ruffo, além da unidade fotografada pelo site, outras unidades verificadas em concessionárias também tinham o sistema montado errado. Como resultado, os cintos traseiros acabam cruzados, o que afeta o funcionamento correto dos cintos e pode prejudicar ou até impossibilitar a saída dos passageiros em caso de acidente.

 

As primeiras fotos da versão comportada do GT3

Unknown-4

Há algumas semanas vimos um 911 misterioso, com a carroceria larga do GT3, porém sem a asa traseira e todo o aparato aerodinâmico da versão radical. Na ocasião, suspeitamos de que seria uma versão do GT3 com visual comportado, uma resposta da Porsche aos especuladores que fizeram os preços do 911 R disparar.

Unknown-1

Agora, à véspera da apresentação do modelo no Salão de Frankfurt, as primeiras fotos do GT3 Touring Package foram reveladas pela Autopresse antes da data de embargo — como sempre acontece com os lançamentos ultimamente.

De acordo com as informações publicadas junto com as fotos, o 911 GT3 Touring Package será equipado com o motor 4.0 aspirado de 500 cv, exatamente como o GT3 convencional, combinado unicamente ao câmbio manual. A velocidade máxima será de 316 km/h — apenas 2 km/h a menos que o GT3 alado.

Unknown

Por dentro ele terá revestimento preto de couro com tecido, mas ainda não ficou claro se ele terá bancos traseiros. O GT3 Touring Package também terá como opcionais os freios de carbono cerâmica e o pacote Sport Chrono.

 

Última unidade da LaFerrari Aperta é arrematada por US$ 10 milhões

Ferrari-LaFerrari-Aperta-Auction-1

A última unidade da LaFerrari Aperta, produzida unicamente para ser doada à beneficência, foi vendida nesta final de semana por nada menos que 8,3 milhões de euros — mais que o dobro do valor estimado pela RM Sotheby’s, que esperava vendê-la por entre 3 e 4 milhões de euros.

Ferrari-LaFerrari-Aperta-Auction-2

O exemplar final foi pintado de Rosso Corsa com faixas brancas longitudinais, atravessando toda a extensão do carro. O interior é todo de alcantara preta, com fibra de carbono envernizada e costuras vermelhas. O valor arrecadado será doado integralmente à instituição Save the Children, que defende os direitos da criança ao redor do mundo.

Matérias relacionadas

Autódromo de Curitiba tem venda confirmada, PF descobre cartel de combustíveis em Brasília, novo Fiat Tipo no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

Quer um muscle car de respeito? Este Camaro 1974 com motor V8 350 novo está à venda no Brasil!

Dalmo Hernandes

Over restoration: alguns carros de concursos de elegância podem ser mais customizados do que fazem entender

Juliano Barata