A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

A nova picape de 927 cv de Ken Block, Lamborghini pode ter novo hipercarro, Hyundai poderá ter novo SUV compacto no Brasil e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Ken Block apresenta a Hoonitruck, sua nova picape

1504f7dc-1977-ford-f150-hoonitruck-01

 

Já virou praxe: todo ano Ken Block aparece com alguma novidade com tração integral e motor turbo para suas manobras cinematográficas. Depois dos Fiesta, dos Focus, dos Hoonicorn, do Escort RS Cossie e do RS200, Block decidiu criar uma picape, a Hoonitruck.

O modelo é baseado na Ford F-150 dos anos 1970 — a mesma que tivemos aqui no Brasil — e, segundo Block, a escolha tem uma motivação pessoal: seu pai teve uma dessa e foi nela que Ken aprendeu a dirigir, na metade dos anos 1980. Claro, a Hoonitruck é um pouco diferente e um pouco mais potente que a F-150 do Sr. Block.

7371c94a-1977-ford-f150-hoonitruck-04

Começando pela carroceria: em vez do velho aço estampado, a nova carroceria é feita inteira de alumínio de graduação aeronáutica, com para-lamas alargados e uma asa traseira, e o cofre agora hospeda um motor menor, mas com quase cinco vezes mais potência: sai o V8 FE e entra o 3.5 V6 Coyote/EcoBoost com dois turbos, vindo direto do cofre do atual Ford GT — mas não da versão de rua, e sim da versão de pista, o que significa que ele tem 927 cv e 96,8 kgfm, que são enviados para as quatro rodas de 20 polegadas por meio de uma transmissão Sadev de seis marchas.

9dddb6d0-1977-ford-f150-hoonitruck-03

O projeto foi desenvolvido ao longo dos últimos dois anos e se tornou “um dos veículos mais ‘badass'” que Block já viu, segundo suas palavras. O carro irá estrear em Gymkhana Ten, que será exibido pelo Amazon Prime a partir de 7 de dezembro e pelo YouTube a partir de 17 de dezembro.

 

Lamborghini considera hipercarro para competir com Valkyrie e Senna

093790eb-lamborghini-hypercar-2

A Lamborghini mal lançou seu Aventador SVJ — que praticamente iguala o nível de desempenho do Centenario – e já está planejando um modelo ainda mais radical. Algo como um hipercarro com foco na aerodinâmica extrema, na pegada do McLaren Senna e Aston Martin Valkyrie.

É o que diz o chefe da Lamborghini, Stefano Domenicali, à revista britânica Autocar. Domenicali diz que tem interesse em tal veículo, e que ele seria “na veia do Centenario e do Veneno” — o que também significa que ele seria produzido em série limitada e com preço acima do milhão de euros.

Considerando o que a Lamborghini tem atualmente, o modelo poderia adotar o V12 de 6,5 litros da marca, recalibrado para produzir ainda mais potência que os atuais 770 cv do SVJ e do Centenario. É possível até mesmo que ele seja o primeiro híbrido produzido em série pela Lambo, o que facilmente colocaria sua potência na casa dos 1.000 cv — e também permitiria que ele fosse inscrito na nova categoria de hipercarros do WEC (quem sabe?).

Além disso, como a maioria dos hipercarros modernos, o modelo também poderia usar uma variação mais radical da atual geração do ALA, o sistema de aerodinâmica ativa da Lambo, que já se mostrou extremamente eficiente quando se trata de trazer tempos de volta. Por fim, se a Lamborghini já está falando no modelo, é provável que ele acabe produzido daqui a dois anos. Afinal, a Lamborghini nunca teve problemas em vender suas versões especiais.

 

Hyundai terá SUV elétrico inspirado no próximo HB20 no Salão

saga-ev-1

A Hyundai divulgou nesta quarta-feira (24) dois teasers de um SUV elétrico conceitual batizado Saga EV, que levará ao Salão do Automóvel deste ano. À primeira vista um SUV elétrico conceitual não é algo que nos interessa muito, porém este não é apenas um SUV conceitual despretensioso: ele antecipa os detalhes do próximo HB20.

O modelo foi desenvolvido pelo estúdio de design da Hyundai na Califórnia, mas teve parceria com a filial brasileira e deve exibir uma variação estilizada do conjunto óptico que será adotado pela nova geração do hatchback compacto brasileiro. Apesar dos borrões e da falta de luminosidade, é possível ver que faróis e lanternas ganharam linhas retas mais modernas, preparando o visual do carro para a próxima década — uma vez que ele será lançado somente em 2019.

saga-ev-2

Além disso, a Hyundai também mencionou que o segmento dos SUV compactos é um dos mais competitivos do Brasil e que o Saga EV representa a forma que a Hyundai enxerga o futuro da categoria, o que significa que o modelo também pode dar origem a um SUV compacto para ser posicionado abaixo do Creta.

 

Sucessor do smart poderá receber a marca Mercedes

a8f32f15-daimler-may-kill-smart-3

Há 20 anos a Mercedes e a fabricante suíça de relógios Swatch uniram forças para criar um carro urbano com visual descontraído e jovem como seus relógios. O modelo era o smart car, que deu origem à marca smart a uma série de modelos e atualmente está em sua terceira geração — que também poderá ser a última.

Segundo a Automobile Magazine, a Renault, que atualmente mantém parceria com a Mercedes para a produção do minicarro, já manifestou que não pretende mais produzir o modelo quando o atual Twingo deixar de ser produzido. O modelo francês é a base do Smart ForFour e fornece seus motores para o ForTwo. Com o fim da parceria a Mercedes cogita encerrar a marca smart e lançar subcompactos com sua própria marca.

A motivação de ambas provavelmente se deve à eletrificação dos modelos. A Renault já tem uma linha elétrica relativamente forte na Europa com o Twizy e o Zoe, enquanto a Mercedes acaba de lançar sua marca de elétricos, a EQ. Com a necessidade de adotar plataformas modulares para todos os tipos de veículos, é quase certo que a Mercedes irá criar uma nova plataforma compacta que será utilizada também para este novo modelo que irá suceder o smart a partir de 2026, quando encerra o ciclo da atual geração.

 

Porsche Cayman poderá ganhar versão de baixo peso batizada 718 T

s17-2967-fine-1540413658

Lembra do Porsche 911 Carrera T, a versão aliviada do Carrera que a Porsche lançou no ano passado? Pois bem, agora a marca de Stuttgart pode estar preparando uma versão semelhante para o Cayman. Sim: um Cayman GTS ainda mais leve e com a mesma potência dos atuais. Não disse que esta é uma época maravilhosa para ser entusiasta?

Segundo o site britânico Auto Express, a Porsche está planejando dar ao Cayman vidros mais finos, paineis de portas aliviados com a adoção de tiras de tecido no lugar do puxador e das maçanetas, bancos esportivos e até a remoção do sistema de áudio. Somadas, somente estas medidas podem representar uma redução de 20 kg. E o carro pode ficar ainda mais leve com o pacote Sport Chrono e o escape esportivo.

Segundo o Auto Express, o motor será uma versão sutilmente modificada do 2.5 turbo usado pelo Cayman S e GTS, atualmente com 365 cv.

 

Matérias relacionadas

Enriqueça seu domingo com estas aulas de pilotagem vintage – estrelando Rob Slotemaker e Sir Jackie Stewart

Dalmo Hernandes

Em busca do Lada Niva perdido – Parte 1

Leonardo Contesini

Kia Stinger GT: como anda o sedã esportivo que está chegando ao Brasil por R$ 360.000?

Dalmo Hernandes