Edição diária: 17/06/2019
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #81

O Subaru Impreza SW de Okada – a história: sonho de adolescência

Meu nome é Jefferson Okada e sou o dono deste Subaru Impreza SW 1993 aí em cima. Neste post introdutório, vou contar um pouco sobre a minha relação com a marca e por que escolhi este modelo. Vamos lá?

Na adolescência sempre tive o sonho de ter um carro esportivo, turbo, modificado (com pegada de corrida) jogando diversos jogos como Need For Speed, Rally Championship e outros. Passado diversos anos desta fase, meu amigo Marcel Triska comprou seu Subaru Impreza Sedan todo modificado, com um intercooler enorme, turbina gigante e um aerofólio imenso na traseira do carro – e todas as lembranças foram repaginadas.

Este carro de tração 4×4 integral, motor boxer, e que foi campeão do mundial de rally em sua época me encantou quando consegui dar uma volta de carona. Sentir a aceleração, o potencial de frenagem e a segurança dinâmica, mesmo sendo um carro com vários anos de uso, me deixou maluco pela máquina. Isto me remeteu aos jogos de antigamente – o Impreza que era o carro que eu mais usava e perdia horas e horas me sentindo um verdadeiro piloto de rally.


Marcel Triska subindo a montanha de Campo Largo com seu WRX STi, no ano passado

Nesta época a minha situação financeira não permitia a aquisição de um importado com manutenção mais cara que a nacional e este sonho ficou adormecido por diversos anos. E é por isso que considerei 2013 como um grande ano: dentro outros sonhos na área automotiva, no dia 18 de novembro eu levei para casa o Subaru Impreza SW 1993 que vocês estão vendo, com motor 1.8, tração 4×4 e 110 cv. Inicialmente, meu objetivo era achar um Impreza Sedan com um preço razoável e em bom estado, mas isso está se tornando quase impossível hoje em dia – é um importado que não é exatamente abundante no Brasil e os mais inteiros são disputados a tapa, o que faz subir o valor das raras unidades zeradas que existem.

Como que tudo aconteceu: poucas semanas antes da compra, dois amigos meus, o Luciano e o Kaled, me falaram de um modelo SW que estava na G Stage (oficina especializada Subaru aqui de Curitiba) e que não estava anunciada em nenhum classificado. Em um primeiro momento, não me encantei – dispensei sem escutar maiores detalhes. Passado algum tempo, estava de férias do serviço e passei na oficina B52 do Luciano – e outra vez ele falou da perua, afirmando que o carro estava em excelente estado de conservação, considerando seus quase 20 anos de uso, e que estava com ótimo preço, cerca de 10 mil reais.

pc81post01-03

Fiquei eu pensando no que poderia comprar com este dinheiro – e logo falei para o Luciano entrar em contato com o proprietário do veículo. Ele falou que, apesar de haver um interessado, este não havia dado sinal – e com isso, corremos para o local para eu ver o carro. Chegando lá, me surpreendi tanto pelo estado de conservação do Impreza quanto pela originalidade do veículo, quase sem modificações. Fiz um pequeno test-drive e senti que o Subaru estava muito bom de suspensão e motor, ainda mais porque o carro tinha sido revistado recentemente. Fechei negócio na hora – no final daquela mesma tarde estava com o carro na garagem.

pc81post01-04

Desde então, a SW começou a receber todo o carinho e as melhorias que merece para ser um verdadeiro carro de track days – de forma que não prejudique o seu uso no dia a dia. O que eu fiz? Isso deixo para outra história….

 

Por Jefferson Okada, Project Cars #81

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Um Chepala de pai para filho – a história do Project Cars #156

Leonardo Contesini

Project Cars #45: os macetes da embreagem do Escort XR3 1.8

Leonardo Contesini

Volkswagen Gol 1.9 turbo draw-through: da primeira montagem até a reconstrução do motor

Leonardo Contesini