FlatOut!
Image default
Zero a 300

Placa do Mercosul pode ser revogada em 2019, presidente da Renault-Nissan preso no Japão, o novo Lamborghini SC18 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Carlos Ghosn, presidente da Renault-Nissan foi preso no Japão

FILES-JAPAN-NISSAN-RENUALT-MITSUBISHI-AUTO-GHOSN

Carlos Ghosn, presidente da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, foi preso nesta segunda-feira (19) no Japão. Segundo a imprensa local, Ghosn está sendo acusado de fraude fiscal por declarar renda inferior à real, além de usar ativos da empresa para fins pessoais. A Nissan já anunciou que Ghosn será demitido após o escândalo e está colaborando com a investigação das autoridades japonesas.

Ghosn é brasileiro, nascido em Porto Velho/RO, e foi presidente da Nissan entre 2001 e 2017. No ano passado ele deixou o cargo para se dedicar à Aliança e permaneceu como presidente do conselho da Nissan, fabricante que salvou da falência durante sua gestão.

 

Placa do Mercosul pode ser revogada

Caiado-diz-que-vai-anular-edital-para-fabricação-de-placas-do-Mercosul

A novela das placas do Mercosul está prestes a ganhar mais uma temporada polêmica nos próximos meses. Depois de ter sido suspensa por divergências no credenciamento dos fabricantes das placas, o novo padrão agora corre o risco de simplesmente ser abandonado.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o presidente eleito Jair Bolsonaro disse que solicitou um estudo para avaliar a possibilidade de acabar com a medida, lançada em 2014. Para Bolsonaro, a unificação das placas do Mercosul trará transtornos para o governo e mais despesas para os motoristas. Além disso, Bolsonaro disse não ver com bons olhos a mudança das placas.

Atualmente apenas o Rio de Janeiro adotou o novo padrão de placas. Todos os outros estados ainda não tomaram as medidas necessárias para a implementação do sistema, que tem prazo final em 1º de dezembro deste ano — nem mesmo os trâmites burocráticos-legais. Somente o Detran da Bahia publicou uma portaria para determinar a implementação das placas.

Com a proximidade da nova gestão do governo federal, que já se manifestou contrária às placas, e a inércia dos governos estaduais a poucos dias do prazo final, é provável que as placas do Mercosul acabem mesmo abandonadas em 2019.

 

Lamborghini apresenta modelo exclusivo SC18

526140-1542396346

Em agosto deste ano o CEO da Lamborghini, Stefano Domenicali, disse à revista britânica Autocar que a marca estava preparando “um modelo ultra-exclusivo com aerodinâmica extrema”. Na ocasião pensamos se tratar de uma versão limitada como o Centenario ou o Veneno, mas ele será ainda mais exclusivo.

526137-1542396345

Trata-se de um one-off, um modelo de exemplar único, fabricado pela divisão de competição da Lamborghini, a Squadra Corse. Seu nome é SC18 (de Squadra Corse 18) e, embora a Lamborghini não tenha divulgado detalhes, ele é claramente inspirado no Aventador. O modelo foi desenvolvido e fabricado sob encomenda de um cliente da marca, com inspiração nos carros de pista da marca, o Huracan GT3 e o Trofeo EVO.

526145-1542396348

A aerodinâmica extrema citada por Domenicali há três meses se mostra na imensa asa de fibra de carbono com ajuste manual e na dianteira com escoadores, enquanto o deque traseiro é longo como o do Centenario, que também inspirou as lanternas finas e o enorme difusor.

526136-1542396346

Sendo um carro baseado no Aventador, ele usa o V12 de 6,5 litros do modelo de série, porém produz mais que os 770 cv do SVJ — infelizmente a potência exata não foi divulgada. Ele também usa rodas exclusivas de 20 polegadas na dianteiras e 21 polegadas na traseira, que calçam pneus Pirelli P Zero Corsa.

O interior não foi revelado, mas a Lamborghini diz que ele usa Alcantara com costuras vermelhas e bancos de fibra de carbono.

 

Volkswagen lança Tarek na China – modelo virá ao Brasil

Volkswagen_Tharu_R_Line.jpg.740x555_q85_box-57,0,777,539_crop_detail_upscale

A Volkswagen lançou na China seu SUV médio Tharu. O modelo é baseado na plataforma MQB e equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv. Com 4,45 metros de comprimento, 1,84 metro de largura, 1,63 metro de altura e 2,69 metros de entre-eixos, ele é sutilmente menor que o Tiguan Allspace vendido no Brasil.

volkswagen-tarek-salao-de-guangzhou-china

É por isso que, quando começar a ser fabricado na Argentina, ele também será vendido por aqui, onde será posicionado entre o T-Cross e o Tiguan, atuando em um papel que, nos EUA e Europa, é do Tiguan de cinco lugares com entre-eixos curto. Ele deverá custar entre R$ 110.000 e R$ 140.000, o que possibilita que ele substitua o Tiguan de entrada, de R$ 125.000, e também preencha a atual lacuna de preços entre o T-Cross e o Tiguan, de quase R$ 25.000.

7803d7a6a47c14cdc80ced6b0e9b7b7b

Na China ele também será oferecido com o motor 2.0 TSI em uma versão de 180 cv, porém nos parece pouco provável que ele seja trazido. Nossa aposta é que ele será oferecido em duas versões — a primeira partindo na faixa dos R$ 110.000, chegando à faixa dos R$ 120.000 com opcionais; e a segunda partindo dos R$ 125.000 e chegando perto dos R$ 140.000 com opcionais. Uma versão 2.0 TSI ficaria na faixa dos R$ 160.000, próxima demais do Tiguan com o mesmo motor.

 

Pilota alemã sofre acidente gravíssimo no GP de Macau da F3

Sophia Floersch sofreu um acidente gravíssimo durante o GP de Macau da Fórmula 3 neste fim de semana, no qual seu carro foi arremessado violentamente para a área de serviço da pista, atrás do alambrado de contenção.

O acidente começou antes da zona de frenagem, quando o carro de Sophia tocou no carro de Jehan Daruvala. No toque, a suspensão e o sistema de direção do carro foram quebrados, deixando-o sem freios e sem controle. A 276 km/h, o carro seguiu sua trajetória em linha reta até tocar o carro de Sho Tsuboi, que estava freando para a entrada da curva, quando decolou e acabou atirado para fora da pista.

A pilota alemã sofreu uma lesão na coluna, aparentemente sem grandes complicações, uma vez que a própria publicou em suas redes sociais que está bem, mas precisaria passar por uma cirurgia. Além de Floersch, Tsuboi foi encaminhado ao hospital com dores nas costas, o fotógrafo Minami Hiroyuki sofreu uma concussão, o fiscal Chan Cha In sofreu fraturas e cortes no rosto, e o fotógrafo Chan Weng Wang teve uma laceração no fígado.

Matérias relacionadas

A evolução e o significado do sistema de nomes da Audi

Leonardo Contesini

Sébastien Loeb, o maior campeão de todos os tempos do Mundial de Rali | Lendas do WRC

Dalmo Hernandes

Legacy RS: o Subaru 555 que disputou (e venceu!) no WRC antes do Impreza

Dalmo Hernandes