A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #387

Project Cars #387: a história do meu VW Polo Turbo com suspensão a ar

Olá galera, me chamo Kleber e desde que me conheço sou apaixonado por carros. Sou administrador do clube Street Force e um dos fundadores do blog Cars4Fun.Sempre tive carros modificados, mas suas modificações se limitavam a suspensão, rodas e detalhes estéticos. Um turbo sempre esteve no meu Top 5 de desejos, e até então não tinha realizado esse objetivo.

Pensei por várias vezes em ter um segundo carro na garagem só para isso, mas não me via usando um carro original no dia-a-dia vendo um turbo na minha garagem. Em conversas com amigos que possuem carros turbo sempre me alertaram que carro turbo não seria para ser utilizado no cotidiano (trabalho, fazer compras, viajar e demais situações de um carro “normal”), isso devido ao que chamavam de alto custo para mantê-lo. Eu sou um tanto teimoso e do tipo que quando me dizem que isso ou aquilo não irá funcionar, me alimentam de vontade de provar o contrário, já me ferrei algumas vezes com esse meu jeito, mas quando você prova que é possível fazer é muito gratificante.

IMG-20160506-WA0056

Em 2016 decidi que tinha chegado a hora de realizar o sonho, vendi meu carro e fui em busca de um turbo. Eu tinha algumas premissas para achar o carro, sendo elas:

  • O carro seria um carro de uso diário;
  • Deveria ser completo;
  • Deveria ser injetado;
  • Deveria estar montado (já turbinado).

A ideia de o carro já ser turbo vinha da então necessidade de não perder tempo com o carro em oficinas para realizar a preparação.

Com as premissas comecei a busca pelo carro, não era uma regra, mas a busca era por VW. A princípio comecei a busca por um Gol G2 ou G3 1.6 ou 1.8, contei com a ajuda do Erik (amigo e proprietário da Oficina Mônaco 28), fui ver alguns carros, como sempre fotos na internet são lindas e pessoas por telefone tem o péssimo habito de não contar todos os detalhes do carro. Comecei a ver que estava difícil achar o carro que eu estava procurando. Vi alguns Gols GL, TSi, CL entre outros, uns estavam bonitos visualmente, mas não estavam bons de motor, outros bons de motor e não estavam bonitos ou não eram completos e assim por diante.

Cheguei a pensar em comprar um carro original e mandar fazer o serviço, provavelmente essa teria sido uma boa saída, mas resisti e continuei a busca.

Passado praticamente um mês que estava buscando o carro, já havia ligado e conversado com quase todos os proprietários Gol Turbo a venda na internet, e a cada hora eu realizava mais uma pesquisa para ver se aparecia algo novo.

Certo dia me deparei com o anuncio do Polo, era um carro que dificilmente se via turbo, ele teoricamente cumpria todas as minhas premissas, mas estava fora do meu orçamento inicial. O carro era um Polo Hatch 1.6 (EA-111) 2007 e foi anunciado por um amigo meu, que por sua vez estava vendendo o carro de outro amigo. Resolvi conversar com ele e com 10 minutos de papo resolvi que iria ver o carro pessoalmente. Mais 20 minutos lá estava eu vendo o carro de perto, era um carro completo que tinha mais coisas do que eu queria naquele momento, além de ser turbo ele tinha som e suspensão a ar. Comecei a ouvir um pouco a história do carro, ele havia saído da oficina no dia anterior e o dono por motivos “alheios” precisava se desfazer do carro.

IMG-20160506-WA0064

O carro havia sido montado em uma oficina (Cava Motors), está por motivos que não me foram muito explicados não concluiu o projeto e o acerto havia sido realizado por outra oficina (Stuttgart), esta que tinha entregado o carro no dia anterior. Achei o carro interessante, ali já havia coisas que estavam em meus planos de carro turbo, tais como a injeção programável.

Fomos dar uma volta com o carro, (aqui abro um parêntese, a maior isca para vender um carro turbo é deixar o possível comprador dar uma volta), a princípio fui de carona e após uma volta fui convidado a assumir o volante, meio receoso, mas com vontade de sentir mais o carro aceitei o convite e demos uma volta com o carro. Naquele momento o carro se comportou bem e digamos que me conquistou, paramos, negociamos e cheguei a ligar para minha esposa para falar do carro, confesso que naquele momento o negócio já estava fechado e fiz esse “procedimento” para seguir o protocolo rs.

Tudo isso aconteceu em uma sexta feira a tarde, o banco já tinha fechado, mas apalavramos e deixamos para concretizar o negócio na segunda feira cedo. Confesso que não dormi o final de semana.

Vale lembrar (isso é importante), que o carro tinha uma fiação “estranha” que saia no console, me informaram que era um gerenciador da suspensão a ar que o dono do carro tinha tentado construir, mas que não havia tido êxito e que durante o final de semana aquela fiação seria retirada para que o carro fosse me entregue sem o item.

IMG-20160506-WA0068

 

Para finalizar esse capitulo, algumas informações do carro no momento da compra:

  • Motor standard
  • Pressão de turbo 0,6
  • Fuel Tech FT300
  • ETC Fuel Tech
  • Wideband slim FuelTech
  • Suspensão a ar com bloco Castor
  • Rodas Mercedes AMG 15
  • DVD Pioneer com módulo Hurricane e caixa.

Começaremos o próximo capitulo com a retirada do carro, a história está só no começo. As fotos deste capitulo foram retiradas do anuncio do carro.

Por Kleber Mazzei, Project Cars #387

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #251: os primeiros passos da restauração do meu Chevrolet Chevette 1977

Leonardo Contesini

Project Cars #309: a história do meu VW Polo 9N

Leonardo Contesini

Project Cars #288: escolhendo pneus e rodas e a volta às pistas do Fiat Palio de Rali

Leonardo Contesini